quinta-feira, 30 de agosto de 2012

SERRA SEM FÔLEGO PARA O 2o. TURNO - HADDAD MELHOR POSICIONADO

Coisas da Política

São os fatos que dominam a política

Jornal do BrasilMauro Santayana
A acelerada ascensão da candidatura de Celso Russomano à prefeitura de São Paulo, seguida de seu declínio vertiginoso, pode ter causado surpresa a muitos, menos aos atentos observadores dos fatos políticos. Quando Lula decidiu correr o risco de impor o nome de Fernando Haddad ao PT, contrariando a solução natural, que teria sido a escolha de Marta Suplicy — e mais ainda quando foi a Maluf buscar tempo de televisão — com a surpresa sobreveio o vácuo e, com ele, uma pausa no processo sucessório da capital de São Paulo.
Disso se aproveitou Russomano, e inflou as velas de seu barco com sua popularidade de hábil showman. Pouco a pouco, as coisas foram chegando ao seu lugar. As cartas foram novamente distribuídas.
Serra e seus assessores e Fernando Haddad e sua equipe devem estar atentos ao fato de que o segundo turno corresponde a nova eleição. Isso lhes exigirá todos os cuidados e mais alguns. Digam o que disserem os cientistas políticos  que confundem o conhecimento da política com interpretação estatística — o que conta, na hora do voto, é o carisma do candidato, ou seja, em bom grego, o encantamento súbito.
Esse encantamento súbito está favorecendo os líderes mais jovens, como é o caso do governador Eduardo Campos e do senador Aécio Neves. Ambos descendem de nomes fortes na política nacional e, esse legado é frequente em nosso país, desde o Império, embora não seja a regra histórica.
Alguns analistas, desconhecendo os fatos, exageram no culto a Eduardo Campos, quando lhe atribuem a vitória de Márcio Lacerda, em Belo Horizonte. Talvez não saibam que a filiação de Márcio Lacerda ao PSB tenha sido aconselhada por Aécio Neves. Com todo o respeito pelo neto de Miguel Arraes, a vitória de Márcio decorre da inteligente aliança administrativa — e, em um tempo, política — entre Aécio e Fernando Pimentel, que promoveu uma grande revolução urbana na capital mineira.
Essa aliança elegeu Márcio, e os seus efeitos o reelegeram. Mais ainda: o entendimento entre a prefeitura e o governo do estado permaneceu, com o diálogo permanente entre Márcio Lacerda e o governador Antonio Anastasia.
Esses fatos favoreceram o resultado de Belo Horizonte, acrescidos da circunstância de ter Patrus Ananias associado a sua impecável biografia à candidatura de Hélio Costa ao governo de Minas, em 2010. O erro político trouxe sua consequência. Alguns mineiros aceitam certos fatos, mas nem todos. Sem nenhum juízo de valor, podemos afirmar que essa associação foi além do que aconselhava a Realpolitik, e durou o que duravam as rosas de Malherbe: o espaço da manhã em que foi decidida. Daí em diante prevaleceu a política real, cujo pragmatismo, em Minas, obedece a leis próprias. O sacrifício de Patrus, há dois anos, acarretou o insucesso do candidato do PT no domingo passado, não obstante todas as suas virtudes.
É também um engano associar o mau desempenho do PT em algumas cidades ao julgamento da Ação 470 pelo STF. O partido não soube escolher seus candidatos, nem trabalhar as alianças eficazes. A única cidade em que os votos condenatórios do Supremo poderiam ter influído o resultado, teria sido São Paulo e, pelo andar da carruagem, não foi o que ocorreu.
Uma avaliação isenta do processo mostra que dificilmente José Serra conseguirá recuperar o fôlego e reorganizar suas forças nestas poucas jornadas para o segundo turno. Ele não soube armar os compromissos necessários ao realinhamento da nova campanha. Se Russomano, por hipótese, viesse a apoiá-lo, poucos de seus eleitores o acompanhariam. Eles votaram na personalidade do homem de televisão — não em um projeto de governo.
E será difícil que Chalita, cujos desentendimentos anteriores com Serra são conhecidos, venha a associar-se à postulação do PSDB. Embora, em política, só se possa prever a imprevisibilidade, o panorama, visto de hoje, é alvissareiro para a candidatura de Fernando Haddad. A campanha permitiu que fosse lembrado o seu desempenho no Ministério da Educação, com iniciativas como as do Enem e do Prouni, além das novas diretrizes para a educação de base. E a tudo isso se soma o inegável carisma de Lula.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

ESPAÑA - POSSESSÃO JUDAICO SIONISTA

España tornou-se uma PROVÍNCIA ULTRAMARINA ISRAELENSE.

ESPAÑA segue inexoravelmente os passos da GRÉCIA, caminhando a passos largos para a MAQUIAVÉLICA escravização econômica, tornando-se a SEGUNDA GAZA EUROPÉIA( A PRIMEIRA GAZA EUROPÉIA É A GRÉCIA), com um agravante: ESPAÑA vai també perder a SOBERANIA FISCAL, isto quer dizer que a TROÍKA (JUDEUS SIONISTAS) vão receber diretamante os impostos pagos pelos espanhois.

Ora, se a TROÍKA são Judeus Sionistas, se os bancos pertencem aos Judeus Sionistas, se o governante espanhol é um Judeu Sionista e se a PÁTRIA DO SIONISMO É ISRAEL, então as regras são ditadas por Tel-Aviv, a España tornou-se uma PROVÍNCIA ULTRAMARINA ISRAELENSE, a exemplo da GRÉCIA, POLÔNIA, ROMENIA, ESTADOS UNIDOS, FRANÇA, REINO UNIDO, PORTUGAL E O BRASIL PELO O QUE A DILMA ESTÁ FAZENDO COM AS PRIVATIZAÇÕES DIRIGIDAS AOS “JUDEUS SIONISTAS”, SEREMOS A PRÓXIMA VÍTIMA!

Dados do Banco Central Europeu mostra que as saídas dos bancos espanhois comerciais atingiu os € 74bn (R$ 59 bilhões) em julho, o dobro do recorde anterior mensal. Isto leva a perda total de depósitos ao longo do ano passado para 10.9pc, reproduzindo o padrão visto na Grécia como o agravamento da crise.

Não está claro quanto da perda de depósito é a fuga de capitais, tanto para os bancos alemães ou outros ativos portos-seguros, como a propriedade de Londres. O Banco da Espanha disse que a queda é distorcida pelo efeito julho de pagamentos de impostos e pelo termo de fundos de titularização.

Julian Callow do Barclays Capital disse que a perda é de € 65 bilhões depósito, mesmo quando ajustado para a temporada: "Isso é altamente significativo. Saídas de depósitos são claramente pegando e do balanço do sistema bancário espanhol está se contraindo. "

Economia secretário Fernando Jimenez Latorre disse que a Espanha está no olho do furacão agora com os "piores" quedas na produção econômica ainda está por vir no segundo semestre do ano.

Enquanto isso, o espanhol disse que o escritório de estatísticas crise econômica foi mais profunda do que se temia, com produção inferior a 2010 e 2011. A economia deslizou de volta em recessão de duplo mergulho no terceiro trimestre do ano passado, três meses antes do que se pensava.


O pinga-pinga de figuras sombrias veio em meio a temores de uma crise constitucional após a região espanhola da Catalunha pediu um pacote de € 5 bilhões de resgate ontem do governo central, mas se recusou a aceitar quaisquer condições políticas. O governo catalão concordou em reduzir o seu défice para 1.5pc do PIB, mas prometeu resistir a qualquer tentativa por espanhol premier Mariano Rajoy para explorar a crise para reverter os poderes das regiões.

"O dinheiro que nós estamos pedindo é o nosso dinheiro Catalão própria que está sendo administrado pelo governo espanhol", disse um porta-voz, refletindo sentimentos de raiva em Barcelona, que Madrid está devolvendo a dor de austeridade para as regiões.

Mariano Rajoy disse que iria "ouvir", mas desviou ameaças de um confronto importante, se o seu governo pretende ditar os termos. A Catalunha é uma potência industrial e um contribuinte líquido para o orçamento central. Ao contrário dos bascos, que têm resistido à crise melhor, os catalães não controlar suas receitas tributárias próprias. Isto tornou-se um osso importante de discórdia, reavivando sentimentos amargos que datam da era Franco.

Separadamente, as receitas fiscais caíram de Portugal 3.5pc em julho, apesar das taxas de imposto mais elevadas, levantando preocupações de que o país está em uma espiral de tombamento contração. Agora é certo que Portugal não vai conseguir cumprir a meta deste ano de déficit de 4.5pc do PIB sob sua € 78bn resgate da troika UE-FMI. Morgan Stanley disse que o país vai precisar de um "segundo bail-out" no Outono.

Sr. Callow disse depósitos encolhimento na Espanha e outros países Club Med estão sendo compensados por aumentos na Alemanha e na Holanda, apontando para a "fragmentação" ainda mais da zona do euro. Isso vai fortalecer a mão do chefe do BCE Mario Draghi como ele empurra para compras em massa de títulos espanhóis e italianos.

Jorg Asmussen, diretor da Alemanha no BCE, sinalizou apoio a Draghi, mais uma vez, dizendo que as autoridades não podem permitir que os temores da UEM break-up - ou "conversibilidade" - para desestabilizar a moeda. "A preocupação de violar tratado-financiamento do Estado será dissipada", disse ele.

Os dados do BCE mostram que a UEM em toda a empréstimos a empresas e famílias continuou a contrato em julho e estão abaixo 0.6pc durante o ano passado, o que implica um aperto aguda nas partes mais frágeis da zona euro. Jennifer McKeown da Capital Economics disse que é claro que o BCE blitz de € 1 trilhão em empréstimos baratos para os bancos durante o inverno - conhecido como o "ORPA" - não foi capaz de dar o pontapé inicial empréstimos privados.

Ambos Draghi eo Sr. Asmussen concorda que o BCE não pode agir sozinho. Ela só pode oferecer uma operação de acompanhamento ao lado de socorro da zona do euro (EFSF fundos e ESM), que têm o poder de fazer duras condições.

Nada pode acontecer até que os pedidos Espanha um pacote de empréstimo e assina um "memorando", dando-se a soberania fiscal. Ainda não está claro se o Sr. Rajoy vai concordar com isso.

Draghi tem puxado para fora do encontro iminente Jackson Hole de banqueiros centrais, esperanças decepcionantes ele usaria o evento em que os EUA apresentem planos do BCE mais clara.

Enquanto isso, o governo grego disse que está planejando lançar em estilo chinês "zonas econômicas" com o imposto especial e quebra de regulamentação, em uma tentativa desesperada de atrair investimentos estrangeiros.

Mas os planos de Atenas poderia enfrentar dificuldades legais devido a regras livres da União Europeia de mercado.

domingo, 26 de agosto de 2012

TERROR JUDAICO SIONISTA NA VENEZUELA - ATAQUE TERRORISTA NA MAIOR REFINARIA DE PETRÓLEO DO MUNDO


ATAQUE SEMELHANTE FOI SOFRIDO NO BRASIL NA BASE DE LANÇAMENTO DE SATÉLITES DE ALCÂNTARA NO MARANHAO, ONDE 21 ENGENHEIROS E TÉCNICOS DO "DCTA" DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, MORRERAM NUMA EXPLOSÃO SEGUIDA DE UM INCÊNDIO QUE DESTRUIU O VEÍCULO LANÇADOR DE SATÉLITES EM 2003, OCASIONANDO O ATRAZO DO PROGRAMA ESPACIAL BRASILEIRO.

ESTE ATENTADO TEVE O OBJETIVO DE DESISTIMULAR O BRASIL, E, MANTER A DEPENDENCIA  TECNOLÓGICA DOS JUDEUS SIONISTAS.

LOGO SERÁ A VEZ DA ARGENTINA E BOLIVIA DE SOFREREM ATAQUES SEMELHANTES, POR TEREM ESTATIZADO SUAS REFINARIAS DE PETRÓLEO.









ESTE FALSO ACIDENTE TEM COMO OBJETIVO DESMORALIZAR CHAVEZ E AJUDAR O CANDIDATO JUDEU SIONISTA "CAPRILLES", NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES, DA MESMA FORMA QUE FIZERAM NA FRANÇA, MATARAM ALUNOS E PROFESSOR JUDEUS, E ACUSARAM OS MUÇULMANOS, PARA VER SE REVERTIAM, O QUADRO DE DERROTA IMINENTE DE SARKOZY.

Chega a 41 número de mortos após explosão em refinaria na Venezuela













O ataque terrorista e falso acidente ocorreu na refinaria de Amuay, a maior do país.


Chávez determinou investigação urgente sobre episódio.
Do G1, com agências internacionais
20 comentários

O governo venezuelano informou na noite deste sábado (25) que subiu para 39 o número de mortos após a explosão ocorrida na refinaria de Amuay, uma das três que formam o Centro de Refinamento de Paraguaná, o principal da Venezuela e um dos maiores do mundo.
 "Até este momento, a cifra é de 41 compatriotas que estão no necrotério do hospital da previdência social: 18 são membros da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), 15 são civis, a maioria familiares dos guardas (...) e há seis corpos não identificados", afirmou o vice-presidente, Elías Jaua, atualizando o boletim anterior de 26 óbitos.

A ministra da Saúde, Eugenia Sader, informou que alguns feridos continuam internados e estão sob observação, outros foram transferidos para uma unidade de queimados num hospital do estado vizinho de Zulia e 75 foram liberados porque só tinham queimaduras leves. Mais cedo, ela tinha informado que 86 pessoas foram levadas para o hospital Rafael Calles Sierra da cidade de Punto Fijo, no Estado Falcón, onde se encontra a refinaria.

Este é o acidente mais grave já registrado em uma instalação da da estatal petroleira PDVSA.
O presidente venezuelano Hugo Chávez declarou luto oficial de três dias e ordenou a realização de 'investigações urgentes' para descobrir a causa de uma grande explosão no maior complexo de refinarias do país, Paraguaná.

O ministro de Energia e Petróleo da Venezuela, Rafael Ramírez, culpou um "vazamento de gás" pelo incidente, que aconteceu na madrugada deste sábado. "O acúmulo de gás criou uma nuvem que explodiu e provocou incêndios em pelo menos dois tanques da refinaria e nas áreas ao redor", disse Ramírez à televisão estatal. "A explosão foi de grande magnitude, por isso há danos notáveis na infraestrutura e em residências que estavam em frente à refinaria", acrescentou.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

CHILE – TALIBANS COM PEDRAS E PAUS CONTRA A POLICIA E QUEIMAM 3 ONIBUS


CHILE – TALIBANS COM PEDRAS E PAUS CONTRA A POLICIA E QUEIMAM 3 ONIBUS

      Estudantes(TALIBANS) chilenos, usando armas fornecidas pelos Palestinos: PAUS E PEDRAS, queimam 3 ônibus em protestos, foram presos 75 estudantes(TALIBANS), a exemplo do Afeganistão que quem defende o país são os estudantes (TALIBANS), com a diferença que, lá quem apanha são os soldados da ONU, que está a serviço mercenário dos JUDEUS SIONISTAS, durante este ano mataram 219 soldados e destruíram milhões de dólares em armamentos, usando apenas BOMBAS CASEIRAS que são mais baratas do que uma PIZZA.
      Aqui no Chile o JUDAICO SIONISMO quer dominar o sistema de ensino, para simplesmente amordaçar o povo já na aurora da sua formação de caráter, e o melhor é começar nas escolas, para evitar que o Chile se liberte a exemplo do que fizeram, a VENEZUELA(Hugo Chavez), A BOLÍVIA(Evo Morales) E O EQUADOR(com o heroico Rafael Correa), de onde o MACABRO JUDAICO SIONISMO foi literalmente expulso, mas continua atraves da sua máquina de guerra mais eficiente: A MÍDIA SIONISTA, tentando desestabilizar os governos libertos com suas habituais mentiras maquiavélicas..

08 de agosto de 2012 • 21h35 • atualizado às 21h56

Uma taliban(ESTUDANTE) com aparência de menor de idade é presa por um truculento policial em frente aos ônibus em chamas durante protestos em Santiago

A capital do Chile viveu nesta quarta-feira um violento protesto estudantil e três ônibus públicos foram incendiados em meio aos confrontos entre a polícia e manifestantes que exigiam mudanças no sistema de ensino. Os veículos queimaram no transcurso de uma hora nos arredores do Parque Bustamante, no centro da capital chilena, onde a polícia deteve 75 pessoas e 49 agentes ficaram feridos, segundo a Intendência de Santiago.
De acordo com o Ministério dos Transportes, manifestantes encapuzados interromperam a passagem dos ônibus e obrigaram os motoristas e passageiros a deixar o veículo para, em seguida, incendiá-los. A televisão local mostrou imagens dos três veículos ardendo em chamas ao longo do Parque Bustamante, vizinho à Praça Itália, onde mais cedo mais de mil estudantes se reuniram para tentar marchar até a Praça Alameda.
Um forte contingente policial dispersou a manifestação não autorizada. Segundo os manifestantes, as reivindicações por uma profunda reforma educacional não são atendidas pelo governo. Depois de três advertências para dispersar pacificamente a manifestação, agentes das forças especiais da polícia começaram a atirar bombas de gás lacrimogêneo e a usar jatos de água contra os estudantes.
Os estudantes jogaram pedras e paus contra a polícia, que desde cedo patrulhava em grande número o local para evitar o protesto, o quinto do ano convocado por associações de estudantes do ensino médio e universitários. A Intendência de Santiago (governo) negou aos estudantes a permissão para marchar pela Alameda e sugeriu outros dois percursos para que realizassem sua manifestação, que não foram aceitos. No Chile é preciso pedir permissão para fazer passeatas pelas vias públicas.
Os estudantes, que no ano passado protagonizaram mais de 40 marchas por Santiago exigindo uma educação pública gratuita e de qualidade, consideram que o governo do direitista Sebastián Piñera não acolheu nenhuma de suas demandas. "Neste minuto não vimos nenhuma resposta das autoridades", comentou à imprensa o presidente da Federação de Estudantes da Universidade Católica, Noam Titelman.
Produto das reformas impostas pela ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), que diminuiu para menos da metade os gastos públicos com a educação, o Chile conta hoje com um dos sistemas educacionais mais caros e desiguais do planeta. Piñera propôs uma série de medidas para reduzir o custo dos créditos destinados a pagar as altas taxas universitárias, mas não conseguiu mudar os pilares do sistema educacional chileno.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

WikiLeaks – DEPUTADO BRITÂNICO: ACUSAÇÕES FORJADAS CONTRA ASSANGE

WikiLeaks – DEPUTADO BRITÂNICO: ACUSAÇÕES FORJADAS CONTRA ASSANGE

Político britânico: Alegações contra Assange por crimes sexuais são inventadas Um deputado britânico explica a sua visão por acusações de crimes sexuais que pesam sobre o fundador do WkiLeaks.

AFP / Carl Court - Publicado: 21 de agosto de 2012 | 15:37 GMT Última actualização: 21 de agosto de 2012 | 16: GMT 186 49:

Político britânico:

as alegações contra Assange por crimes sexuais são inventadas, o proeminente membro do Parlamento britânico George Galloway acredita que as alegações de duas mulheres na Suécia contra Assange são infundadas, porque teve relações sexuais com consentimento. Em uma gravação, Galloway explica que Assange atitudes sexual foi "sórdido", mas não pode ser considerado uma violação. "A mulher convidou Assange para o chão, servido o jantar, dormiu com ele, ele fez sexo consensual e denuncia que ele acordou de novo para fazer sexo com ela. É algo que pode acontecer ", disse Galloway citado pela imprensa britânica. "Provavelmente, não apenas sobre a forma usual sexual, para acordá-la tocando em seu ombro", diz ele. Além disso, Galloway diz que é uma "estranha e conveniente coincidência" que a justiça sueca (A SUÉCIA FOI ACUSADA DE “CONCHAVOS SECRETOS COM A ONU” PELO WIKILEAKS DE ASSANGE), peça a extradição de Assange, alegando o caso sexual, justamente quando estourou um escândalo relacionado com a publicação de milhares de documentos secretos dos JUDEUS SIONISTAS AMERICANOS E DA DIPLOMACIA MAQUIAVÉLICA DOS ESTADOS UNIDOS E ISRAEL. através do WikiLeaks. Assange e seus defensores acreditam que a extradição poderia abrir o caminho para um julgamento nos EUA.

Atualmente nos Estados Unidos permanece preso soldado Bradley Manning, por supostamente fornecer informações confidenciais ao WikiLeaks.

Apesar de Julian Assange ter recebido asilo diplomático no Equador, ele não pode deixar a embaixada equatoriana em Londres, temendo uma prisão imediata.

O Equador é um país latino-americano, governado pelo heróico “RAFAEL CORREA”, acusado pela mídia JUDAICO SIONISTA de ser contra a liberdade de expressão em seu país, e ele, heróicamente, concede asio político e diplomático ao maior defensor e praticante, da tão propolada “LIBERDADE DE EXPRESSÃO”, agora, vão acusá-lo de que?

AFEGANISTÃO – BOMBAS CASEIRAS DESTROEM ARMAMENTO DE BILHÕES DE DÓLARES - A GUERRA DO FRACASSO

AFEGANISTÃO – BOMBAS CASEIRAS DESTROEM ARMAMENTO DE BILHÕES DE DÓLARES - A GUERRA DO FRACASSO

A exemplo dos vietnamitas que infligiram uma "ACACHAPANTE" derrota ao maior exército do "PLANETA", que é o exército dos dos ESTADOS UNIDOS, que além de 1 000 000 (UM MILHÃO) de soldados e as terríveis bombas de "NAPALM", mesmo assim foram derrotados com as armas mais sofisticadas da "NATUREZA", "BAMBUS".Os estudantes(TALIBANS) afegãos estão derrotando a poderosa OTAN, usando apenas bombas caseiras que não custam mais do que uma "PIZZA".

s RT Notícias / Notícias http://es.rt.com/dwa

Afeganistão: armas caras dos EUA, bombas destruíram alguns dólares Obama está preocupado com os ataques freqüentes de insurgentes afegãos para as tropas da NATO

Enviada: 21 de agosto de 2012 | 10:20 GMT Última actualização: 21 de agosto de 2012 | 12:22 GMT 130 flickr.com

Como os EUA aloca um grande orçamento para operações de contraterrorismo no Afeganistão, estima-se que 80% das mortes de soldados da Otan no país foram causadas por bombas caseiras, que custa alguns dólares. O ex-militar dos EUA Jacob Diliberto destaca este paradoxo: "Esta tecnologia militar que custa milhões de dólares pode ser destruído por um explosivo que vale menos do que uma pizza." Na noite de segunda-feira, uma bomba atingiu Chefe da aeronave do Estado-Maior das Forças Armadas, forças dos EUA, Martin Dempsey, quando a unidade foi na base de Bagram, no Afeganistão e causou ferimentos leves a dois trabalhadores. O número de ataques cresceu recentemente e presidente dos EUA, Barack Obama, expressou "profunda preocupação" com os ataques contra as forças da NATO no Afeganistão por insurgentes camuflagem militar afegão. Somente nos últimos dias, os afegãos têm atacado sete vezes. Durante o ano houve 32 incidentes, deixando um saldo de 219 mortos. No entanto, EUA continua a sua tática e investe milhões de dólares em tecnologia de guerra. O Departamento de Defesa está resistindo a qualquer redução do seu orçamento enorme, argumentando que ele precisa lutar contra o terrorismo em vários países ao mesmo tempo. Seu chefe, Leon Panetta, disse que leva uma guerra no sentido em países como a Somália e o Iêmen, assim como no Afeganistão e norte da África. Menos de dois meses para ser cumprido 11 anos da invasão do Afeganistão, a maioria dos americanos acredita que a continuidade dos soldados no país é mais prejudicial do que benéfico. Nem os bilhões de dólares investidos, nem a tecnologia têm sido usadas para ganhar o que os especialistas chamam a Guerra do fracasso.

Texto completo em:

s RT Actualidad / Actualidad http://es.rt.com/dwa

Afganistán: costoso armamento de EE.UU., destruido por bombas de unos pocos dólares Obama expresa su preocupación por los frecuentes ataques de insurgentes afganos a las tropas de la OTAN

Publicado: 21 ago 2012 | 10:20 GMT Última actualización: 21 ago 2012 | 12:22 GMT 130 flickr.com

Mientras EE.UU. destina un presupuesto millonario a operaciones antiterroristas en Afganistán, se estima que el 80% de las bajas de las tropas de la OTAN en ese país fueron causadas por bombas artesanales, cuyo costo es de unos pocos dólares. El ex militar estadounidense Jacob Diliberto destaca esta paradoja: “Esta tecnología militar que cuesta millones de dólares puede ser destruida por un explosivo que vale menos que una pizza”. En la noche de este lunes, un proyectil alcanzó el avión del jefe del Estado Mayor de las Fuerzas Armadas de EE.UU., Martin Dempsey, cuando el aparato estaba en la base afgana de Bagram y causó heridas leves a dos operarios. El número de ataques semejantes ha crecido recientemente y el presidente de EE.UU., Barack Obama, expresó su "profunda preocupación" por los asaltos a las fuerzas de la OTAN en Afganistán por parte de insurgentes camuflados de militares afganos. Solo en los últimos días, los afganos han atacado siete veces. Durante el año se han sucedido 32 incidentes semejantes, dejando un saldo de 219 muertos. No obstante, EE.UU. sigue con su táctica e invierte millones de dólares en la tecnología de guerra. El Departamento de Defensa se resiste a cualquier recorte de su gigantesco presupuesto argumentando que necesita luchar contra el terrorismo en varios países a la vez. Su jefe, Leon Panetta, afirma que llevan una guerra en ese sentido en países como Somalia y Yemen, además de Afganistán y el norte de África. A menos de dos meses de cumplirse 11 años de la invasión a Afganistán, la mayoría de los estadounidenses considera que la continuidad de los soldados en ese país es más perjudicial que beneficiosa. Ni los miles de millones de dólares invertidos, ni la tecnología de punta han servido para ganar lo que los expertos llaman la Guerra del Fracaso.

Texto completo en: https://actualidad.rt.com/actualidad/view/51966-armamento-eeuu-miles-millones-destruido-bombas-dolares

ESTA NOTÍCIA OU O FATO NOTICIADO, SÃO FALSOS,  FORAM PLANEJADOS PELOS JUDEUS SIONISTAS, PARA ENCOBRIR UM GOLPE CONTRA OS AMERICANOS,  POIS ELES MESMOS SÃO OS FORNECEDORES DE ARMAS PARA O GOVERNO AMERICANO,  E ARMAS "PERDIDAS", ARMAS "REPOSTAS", E ESTAMOS FALANDO DE BILHÔES DE DÓLARES, QUE POR SUA VEZ, ALIMENTAM O  DÉFICIT AMERICANO DE TRILHÔES DE DÓLARES, TUDO PARA ALIMENTAR A COLOSSAL DESPESA DO ESTADO DE ISRAEL, ONDE SE GASTA 20 DÓLARES PARA SE PLANTAR UM PÉ DE ALFACE NO DESERTO, QUE É VENDIDO POR MEIO CENTAVO DE DÓLAR, E, CADA JUDEU QUE QUISER CONSTRUIR SUA CASA EM TERRAS ROUBADAS AOS PALESTINOS, RECEBE A FUNDO PERDIDO, 500 000 DÓLARES E NÃO PRECISA PAGAR NADA, ESTE DINHEIRO SAI DO BOLSO DO CONTRIBUINTE AMERICANO, QUE NADA TEM A VER COM GUERRA NENHUMA, MUITO MENOS COM ESTA, QUE É FALSA! 

IRÃ – CONSTRÓI MEGA BASE ANTI-AÉREA

IRÃ – CONSTRÓI GIGANTESCA BASE ANTI-AÉREA

RT Notícias / Última Hora http://es.rt.com/dwH

Irã constrói sua maior base antiaérea perto do Golfo Pérsico consta de publicação: 21 de agosto de 2012 | 20:09 GMT

Autoridades iranianas começaram a construção da maior base da força aérea iraniana, será a base de defesa do país, nos arredores da cidade de Abada.

Uma empresa de engenharia que pertence à Guarda Revolucionária Islâmica, é responsável pelas obras. Como indicado por um chefe Fars engenheiro militar persa citado como dizendo, quando concluído, irá receber uma alocação de base de 6.000 pessoas e vai ocupar 200 hectares. Além de suas tarefas defensivas, será um grande centro de treinamento militar. O orçamento base é cerca de US $ 300 milhões. A nova fábrica será a guerra no sul de Teerã, perto da costa do Golfo Pérsico.

Texto completo em: http://actualidad.rt.com/ultima_hora/view/51999-iran-construye-mayor-base-antiaerea-golfo-persico

sábado, 18 de agosto de 2012

WikiLeaks –EUA E SIONISMO QUEREM ASSASSINAR ASSANGE

WikiLeaks – EUA E O "JUDAICO SIONISMO INTERNACIONAL" QUEREM ASSASSINAR ASSANGE PURA E SIMPLESMENTE, ASSIM COMO FIZERAM COM "BIN LADEN", "KADHAFI", "ARAFAT", "ALLENDE", "NASSER", "KENNEDY", "FAIÇAL", "LENNON", "MITTERRAND" E MUITOS OUTROS.

Washington vê chance de como o fundador do WikiLeaks, é preso e começa uma batalha judicial para impedir a extradição por acusações de sexo

POR KIM SENGUPTA , CORRESPONDENTE DIPLOMÁTICO


QUARTA-FEIRA 08 DE DEZEMBRO DE 2010

Discussões informais já tiveram lugar entre autoridades dos EUA e da Suécia sobre a possibilidade de o fundador do WikiLeaks, Julian Assange sendo entregue em custódia americana, segundo fontes diplomáticas.

Assange está em uma prisão britânica aguarda processo de extradição para a Suécia, depois de ser recusado fiança no Tribunal de Magistrados de Westminster, apesar de uma série de importantes figuras públicas que oferecem para ficar como garantia.

Sua prisão no norte de Londres ontem foi descrita pelo secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates como "uma boa notícia", e pode abrir o caminho para a extradição para os Estados Unidos e uma possível sentença de prisão prolongada.

O Departamento de Justiça dos EUA está a ponderar e cobrar de Assange sobre delitos de espionagem, sobre liberação sem precedentes seu site de arquivos secretos diplomáticos dos EUA.

Vários políticos de direita americanos estão pressionando por seu julgamento e até mesmo a sua execução, especialmente Sarah Palin, a ex-vice-candidata presidencial, dizendo que ele deve ser perseguido e executado a exemplo de Obama Bin Laden da Al-Qaeda e os líderes dos talibãs(ESTUDANTES) do Afeganistão, por ter revelado os podres da diplomacia americana, comandada pelos judeus sionistas de Israel.

ATAQUE AO IRÃ – MILITARES JUDEUS SÃO CONTRA

ATAQUE AO IRÃ – MILITARES JUDEUS SÃO CONTRA
Irã chama Israel de 'tumor' e EUA respondem

De Siavosh GHAZI (AFP) – Há 18 horas

TEERÃ — O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, afirmou nesta sexta-feira que o "tumor" de Israel irá desaparecer em breve, durante um discurso em Teerã por ocasião do Dia de Al-Quds (Jerusalém em árabe).

"O regime sionista é um tumor cancerígeno (...) Os países da região vão acabar em breve com a presença dos usurpadores sionistas na terra Palestina", declarou Ahmadinejad a manifestantes reunidos na universidade de Teerã para a oração coletiva.

A televisão estatal iraniana exibiu imagens de multidões reunidas por todo o país para participar do "Dia Al-Quds", organizado todos os anos pelo poder em solidariedade aos palestinos e contra Israel.

"Eles (ocidentais) dizem que querem um novo Oriente Médio. Nós também queremos um novo Oriente Médio, mas no nosso não haverá traços de sionistas", declarou Ahmadinejad, em um contexto de tensão crescente entre Irã e Israel.

"Os sionistas vão partir e a dominação americana sobre o mundo acabará", acrescentou o presidente, que também denunciou a solução dos dois país para resolver o conflito entre palestinos e israelenses.

"Eles (Estados Unidos e aliados) querem que aceitemos a solução de dois Estados (...) Mesmo se derem 80% da terra da Palestina aos palestinos e mantiverem 20% (para os israelenses), vai ser perigoso, será como acabar com anos de resistência", disse.

Pouco depois, o governo americano reagiu, considerando "chocantes" e "odiosas" as declarações do presidente iraniano.

"Nós condenamos energicamente as últimas declarações chocantes e repreensíveis de líderes iranianos contra Israel", declarou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional (NSC), Tommy Vietor.

"Toda a comunidade internacional deveria condenar estas afirmações odiosas", acrescentou Vietor em um comunicado, que também questiona o apoio de Teerã ao regime do presidente sírio Bashar al-Assad.

"Se os líderes iranianos estão realmente preocupados com os direitos e com a dignidade de todos os seres Humanos, então o Irã deveria parar de apoiar a agressão brutal de Assad sobre os sírios", explicou o porta-voz.

O guia supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, havia afirmado na quarta-feira que Israel é uma "excrescência sionista artificial, desaparecerá da paisagem" da região.

Muitos manifestantes no Dia Al-Quds exibiram imagens do aiatolá e do imã Khomeini, fundador da República Islâmica, assim como bandeiras do Hezbollah libanês.

Nas últimas semanas, a imprensa israelense divulgou várias informações, com base em declarações de autoridades que pediram anonimato, segundo as quais uma ação militar israelense contra o programa nuclear era iminente.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o ministro da Defesa, Ehud Barak, são a favor de um ataque contra o programa nuclear do Irã, mas outros altos funcionários, principalmente dos serviços militares e de inteligência, são contrários.

Na quinta-feira, o presidente israelense, Shimon Peres, afirmou que estava claro que Israel não poderia atacar o Irã sem a ajuda dos Estados Unidos, em uma entrevista concedida à televisão israelense. Essas declarações causaram polêmica em Israel nesta sexta.

Única potência nuclear --oficial-- da região, Israel considera que sua existência estaria ameaçada, caso Teerã consiga produzir armas atômicas.

O Irã nega que seu programa nuclear tenha objetivos militares.

Aumentando ainda mais a tensão, o chefe do Hezbollah libanês, Hassan Nasrallah, advertiu nesta sexta-feira que o partido xiita armado transformará "em inferno as vidas de milhares de israelenses" no caso de ataques por parte do Estado de Israel.

"Há alvos na Palestina ocupada (Israel) que podem ser atacados com um pequeno número de mísseis. Possuímos esses mísseis (...) e não hesitaremos em utilizá-los para proteger nosso povo e nosso país. Isso transformará a vida de centenas de milhares de sionistas em um verdadeiro inferno", afirmou Nasrallah em uma cerimônia por ocasião do Al-Quds.

O chefe do Hezbollah afirmou que, se o Irã, principal apoio do partido xiita, "for atacado por Israel, a resposta será enorme".

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

CORREA RECHAÇA AMEAÇA DO JUDEU SIONISTA CAMEROON

CORREA – RECHAÇA AMEAÇA DO JUDEU SIONISTA CAMEROON
A SOBERANIA DO EQUADOR É INVIOLÁVEL, SE OS BRITÂNICOS INVADIREM A EMBAIXADA EQUATORIANA, NÃO PODERÃO RECLAMAR SE A RECIPROCIDADE FOR ADOTADA, MAS EM SE TRATANDO DE UM PAÍS GOVERNADO POR RAINHAS PIRATEIRAS E POR JUDEUS SIONISTAS, TUDO DE RUIM PODE ACONTECER.

Equador quer o apoio internacional perante "ameaça" do Reino Unido
17 de agosto de 2012 • 23h35

O Governo do Equador quer o apoio internacional perante o que considera uma "ameaça" do Reino Unido pelo caso do fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, que apesar do asilo concedido pelo país sul-americano não pode deixar a embaixada em Londres pela falta de um salvo-conduto.

Na quarta-feira, o chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, disse ter recebido um comunicado britânico no qual as autoridades do Reino Unido ameaçavam entrar na Embaixada equatoriana para localizar e prender Assange, para depois extraditá-lo à Suécia, onde é acusado de ter cometido delitos sexuais.

Os países-membros da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (Alba) já expressaram sua "mais profunda rejeição às ameaças contra a integridade da embaixada e contra o direito soberano do Equador de administrar sua política de asilo".

O secretário-executivo da Alba, o venezuelano Rodolfo Sanz, assegurou nesta sexta-feira à Agência Efe que o Equador não requer nenhuma solidariedade pela concessão do asilo, uma vez que exerceu um direito seu.

"A solidariedade é sobre a atitude agressiva do Governo do Reino Unido", disse o secretário da Alba, cujos chanceleres se reunirão neste sábado na cidade de Guayaquil, no Equador, para analisar a situação.

A Alba é integrada por Bolívia, Cuba, Equador, Nicarágua, Venezuela, São Vicente e Granadinas, Dominica e Antígua e Barbuda, alguns dos quais pertencem também à União das Nações Sul-Americanas (Unasul), cujo conselho de chanceleres também se reunirá em Guayaquil no domingo.

"Esta reunião foi solicitada pelo Equador, de forma urgente, por causa dos eventos de pública notoriedade", assinala um comunicado de imprensa da Unasul, integrada por Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.

A reunião da Unasul contará também com a presença do secretário-geral do grupo, o venezuelano Alí Rodríguez.

Por outro lado, a Organização dos Estados Americanos (OEA) convocou nesta sexta-feira os chanceleres dos diferentes países do continente a promover um encontro em 24 de agosto em Washington a fim de debater a crise entre Equador e Reino Unido.

O observador permanente do Reino Unido na OEA, Philip Barton, se defendeu das "acusações de que seu país estaria a ponto de entrar à força na embaixada do Equador", ao considerar que elas "não têm nenhum fundamento", e assegurou que a nota enviada ao Equador foi "avaliada fora de contexto".

Os legisladores equatorianos, no entanto, pediram ao Governo que solicite uma reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas para evitar que o Reino Unido use a força para entrar sem autorização na Embaixada equatoriana em Londres.

O Parlamento rejeitou durante a madrugada desta sexta-feira a "ameaça" do Reino Unido e convocou os equatorianos a unir-se em torno da soberania nacional.

Hoje, o presidente do Equador, Rafael Correa, indicou que no comunicado enviado pelo Governo do Reino Unido é feita "a ameaça, nem sequer velada, explícita, por escrito, de que poderiam invadir nossa Embaixada de acordo com suas leis internas".

"Não sabem com que Governo, com que povo estão lidando", disse Correa, afirmando também que antes de conceder asilo a Assange já sabia que o Reino Unido não iria dar-lhe salvo-conduto e que, sendo assim, o ativista corria o risco de ficar "indefinidamente" na embaixada. EFE

WIKILEAKS -JUDEU SIONISTA CAMEROON AMEAÇA EQUADOR

JUDEU SIONISTA CAMEROON - AMEAÇA EQUADOR – RAFAEL CORREA REAGE E CONVOCA ORGANISMOS INTERNACIONAIS PARA CONSULTAS – NA PAUTA O PRIMEIRO HERÓI MUNDIAL DA ERA MODERNA – ASSANGE FUNDADOR DO WIKILEAKS, QUE DESNUDOU A DIPLOMACIA MAQUIAVÉLICA DO OCIDENTE(que nada mais são do que “CAVALOS DE TRÓIA” A SERVIÇO DO JUDAICO SIONISMO INTERNACIONAL)

Assange: Equador apela à OEA, Alba e Unasul por resposta à controvérsia

Brasília – A controvérsia entre o Reino Unido e o Equador devido à concessão de asilo político ao australiano Julian Assange, fundador do site Wikileaks, levou a reuniões extraordinárias do Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA), da Aliança Bolivariana para a América (Alba) e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

O conselho da OEA se reúne hoje (17) em Washington, nos Estados Unidos, para definir se haverá uma convocação extra dos ministros das Relações Exteriores, no próximo dia 23, como pediu o governo do presidente equatoriano, Rafael Correa. A Alba e a Unasul convocaram reuniões para o fim de semana.

O ministro das Relações Exteriores equatoriano, Ricardo Patiño, pediu à OEA, à Alba e à Unasul uma resposta oficial sobre as ameaças das autoridades britânicas de ocupação da Embaixada do Equador no Reino Unido. Os britânicos insistem que Assange deve ser extraditado para a Suécia, onde é acusado de crime sexual.

"Esperamos que a OEA possa dar uma resposta", disse Patiño, que se queixou das ameaças das autoridades britânicas de entrar na embaixada. Ontem (16), ele anunciou a concessão de asilo político a Assange, que há 59 dias está abrigado na representação diplomática equatoriana em Londres.

Formado em física e matemática pela Universidade de Melbourne, na Austrália, Assange passou a ser conhecido internacionalmente pelo site Wikileaks, que divulgou em detalhes uma série de documentos sigilosos de vários países. O advogado de Assange, Michael Ratner, disse que ele escolheu o Equador para pedir asilo por considerar o país livre de manipulações externas.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

PARAGUAI - LUGO ERA O LULA DOS PARAGUAIOS - GOLPE


Bispo paraguaio Mario Melanio Medina: Derrubaram Lugo porque ele buscou a igualdade social no Paraguai, a exemplo do que fazia LULA no Brasil.

Segunda-feira, 13 de agosto, 2012 | Arquivado sob Agora | Postado por esilva

CO / Sul Rádio

Bispo paraguaio Mario Melanio Medina, uma das figuras mais influentes da Igreja Católica, disse que a demissão do presidente constitucional, Fernando Lugo, era porque ele queria a igualdade social no país.

Medina, bispo dos departamentos de Misiones e KwaZulu-Natal, disse durante a homilia de domingo que o que aconteceu foi um golpe parlamentar e o agente foi afastado do cargo por querer lutar pelos pobres.

Ele acrescentou que os autores do golpe colocaram na presidência Federico Franco (REPRESENTANTE DO JUDAICO SIONISMO INTERNACIONAL), que não fará nada pelo social, muito pelo contrário, exemplos gritantes do que farão no Paraguai são a IRLANDA, PORTUGAL, HONDURAS, ITÁLIA, ESPANHA, ROMÊNIA e a GRÉCIA, onde a classe média já passa fome, porque vai ser vinculado à estrutura do capitalismo dos JUDEUS SIONISTAS, que compraram os parlamentares paraguaios, que são criminosos e traidores da pátria, por se dobrar ao poder econômico."

Ele ressaltou que o capitalismo dos JUDEUS SIONISTAS, coloca rótulos à aqueles que protestam e buscam a igualdade social e os acusa de serem comunistas, socialistas ou esquerdistas.

Durante a liturgia, descreveu o isolamento internacional do atual governo a exemplo de Honduras onde derrubaram Zelaia da mesma forma, e disse que dias difíceis estão por vir, na actual situação política, e o povo deve estar preparado para o pior.

Este governo não é reconhecido pelos países do Mercosul e muitos outros em todo o mundo, e como vivemos a globalização, é importante a cooperação de nações estrangeiras, disse Medina.

Em outra parte de suas manifestações, atacou o Congresso composto de vendilhões da pátria, autor do impeachment de Lugo, e advertiu que o governo Franco continuará a formar ondas e ondas, porque o Parlamento responde ao executivo e faz favor de seus próprios interesses.

Paraguai e América Latina são dois modelos: a busca da igualdade social e do capitalismo, que só quer acumular riqueza e não está interessado em nada a situação dos pobres, ele disse finalmente.

domingo, 12 de agosto de 2012

SÍRIA –A GRANDE MENTIRA DE CLINTON– ARMAS QUÍMICAS

SÍRIA – A GRANDE MENTIRA DE LA CLINTON – ARMAS QUÍMICAS
TERRORISTAS MERCENÁRIOS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL, USARÃO ARMAS QUÍMICAS CONTRA A POPULAÇÃO CIVIL DA SÍRIA, E TENTARÃO INCRIMINAR O GOVERNO DE ASSAD, A EXEMPLO DO QUE FIZERAM NO IRAQUE, AFEGANISTÃO E LÍBIA (onde estão a roubar o petróleo destas nações e do Afeganistão garantem o tráfico internacional de Heroina, a exemplo do que também fazem na Colômbia, incrementando o tráfico internacional de cocaína), PARA INSUFLAR A OPINIÃO PÚBLICA INTERNACIONAL, É O QUE DÁ A ENTENDER NA REPORTAGEM ABAIXO, ONDE OS LACAIOS DO JUDAICO SIONISMO (BRAÇO CRIMINOSO DE ISRAEL) LA CLINTON E O SIONISTA TURCO Ahmet Davutoglu, EM SUAS MENTIROSAS DECLARAÇÕES:
EUA e Turquia se preparam para pior cenário sírio

0 comentário(s)
A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, e o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Ahmet Davutoglu, disseram que ambos países trabalham na estruturação de uma resposta formal ao pior cenário na Síria, que inclui a possibilidade do uso de armas químicas pelo regime contra seus oponentes.

A visita de Hillary está sendo vista na Turquia como reafirmação do apoio dos Estados Unidos à política do país em relação à Síria. A Turquia tem criticado de forma veemente o regime do presidente sírio Bashar al-Assad. Para Hillary, o uso de armas químicas seria visto pelo mundo como sinal vermelho.

Hillary e Davutoglu disseram que as duas Nações criarão um grupo de trabalho para responder à crise na Síria diante da deterioração das condições no país. Segundo ambas autoridades, o grupo irá coordenar respostas militares, de inteligência e política no caso de um ataque com armas químicas, que exigiria socorro médico de emergência e resultará em um provável aumento no número de refugiados.

Hillary afirmou que a criação desse grupo é necessária para explorar "detalhes reais" de uma potencial nova crise. Ela acrescentou que o momento agora é de elaborar um "plano operacional muito intensivo".

"Vinhamos acompanhando muito de perto o conflito, mas agora precisamos avançar para os detalhes reais de tal plano operacional. Ele precisa envolver nossos ambos governos", acrescentou Hillary.

A secretária norte-americana disse ainda que o Departamento de Estado dos EUA e o Ministério das Relações Exteriores da Turquia já vêm trabalhando juntos na questão, mas que um novo grupo de trabalho irá aumentar o envolvimento dos serviços de inteligência e militares dos dois países.

Hillary afirmou que os dois aliados buscam acelerar a transição de poder na Síria de uma forma mais concreta. "Nossos serviços de inteligência e nossos exércitos têm importantes responsabilidades e papéis a desempenhar. Então, estamos estabelecendo um grupo de trabalho para fazer exatamente isso. As informações são da Associated Press.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

NESTLÉ – MAIORES CRIMES CONTRA A HUMANIDADE

NESTLÉ – MAIORES CRIMES CONTRA A HUMANIDADE
GOVERNO DE AÉCIO NEVES(PSDB) É CONIVENTE COM A EMPRESA QUE BURLA A CONSTITUIÇÃO FEDERAL, E ESTE MESMO CRIME FOI COIBIDO PELO GOVERNO SUIÇO E EM TODA A EUROPA!


As águas turvas da Nestlé
Escrito por Carla Klein
Qui, 09 de Agosto de 2012


Há alguns anos, a Nestlé vem utilizando os poços de água mineral de São Lourenço para fabricar a água marca PureLife. Diversas organizações da cidade vêm combatendo a prática, por muitas razões. As águas minerais, de propriedades medicinais e baixo custo, eram um eficiente e barato tratamento médico para diversas doenças, que entrou em desuso, a partir dos anos 50, pela maciça campanha dos laboratórios farmacêuticos para vender suas fórmulas químicas através dos médicos. Mas o poder dessas águas permanece. Médicos da região, por exemplo, curam a anemia das crianças de baixa renda apenas com água ferruginosa.

Para fabricar a PureLife, a Nestlé, sem estudos sérios de riscos à saúde, desmineraliza a água e acrescenta sais minerais de sua patente. A desmineralização de água é proibida pela Constituição.

Cientistas europeus afirmam que nesse processo a Nestlé desestabiliza a água e acrescenta sais minerais para fechar a reação. Em outras palavras, a PureLife é uma água química. A Nestlé está faturando em cima de um bem comum, a água, além de o estar esgotando, por não obedecer às normas de restrição de impacto ambiental, expondo a saúde da população a riscos desconhecidos. O ritmo de bombeamento da Nestlé está acima do permitido.

Troca de dutos na presença de fiscais é rotina. O terreno do Parque das Águas de São Lourenço está afundando devido ao comprometimento dos lençóis subterrâneos. A extração em níveis além do aceito está comprometendo os poços minerais, cujas águas têm um lento processo de formação. Dois poços já secaram. Toda a região do sul de Minas está sendo afetada, inclusive estâncias minerais de outras localidades.

Durante anos a Nestlé vinha operando, sem licença estadual. E finalmente obteve essa licença no início de 2004.

Um dos brasileiros atuantes no movimento de defesa das águas de São Lourenço, Franklin Frederick, após anos de tentativas frustradas junto ao governo e à imprensa para combater o problema, conseguiu apoio, na Suíça, para interpelar a empresa criminosa. A Igreja Reformista, a Igreja Católica, Grupos Socialistas e a ONG verde ATTAC uniram esforços contra a Nestlé, que já havia tentado a mesma prática na Suíça.

Em janeiro deste ano, graças ao apoio desses grupos, Franklin conseguiu interpelar pessoalmente, e em público, o presidente mundial do Grupo Nestlé. Este, irritado, respondeu que mandaria fechar imediatamente a fábrica da Nestlé em São Lourenço. No dia seguinte, no entanto, o governo de Minas (PSDB) baixou portaria regulamentando a atividade da Nestlé. Ao invés de aplicar multas, deu-lhe uma autorização, mesmo ferindo a legislação federal. Sem aproveitar o apoio internacional para o caso, apoiou uma corporação privada de histórico duvidoso.

Se a grande imprensa brasileira, misteriosa e sistematicamente, vem ignorando o caso, o mesmo não ocorre na Europa, onde o assunto foi publicado em jornais de vários países, além de duas matérias de meia hora na televisão. Em uma dessas matérias, o vereador Cássio Mendes, do PT de São Lourenço, envolvido na batalha contra a criminosa Nestlé, reclama que sofreu pressões do governo federal (PT), para calar a boca. Teria sido avisado de que o pessoal da Nestlé apóia o Programa Fome Zero e não está gostando do barulho em São Lourenço.

Diga-se também que a relação espúria da Nestlé com o Fome Zero é outro caso sinistro. A empresa, como estratégia de marketing, incentiva os consumidores a comprar seus produtos, alegando que reverte lucros para o Fome Zero. E qual é a real participação da Nestlé no programa? A contratação de agentes e, parece, também fornecendo o treinamento.

Sim, é a mesma famosa Nestlé, que tem sido há décadas alvo internacional de denúncias de propaganda mentirosa, enganando mães pobres e educadores, para substituir leite materno por produtos Nestlé, em um dos maiores crimes contra a humanidade.

A vendedora de leites e papinhas "substitutos" estaria envolvida com o treinamento dos agentes brasileiros do Fome Zero, recolhendo informações e gerando lucros e publicidade nas duas pontas do programa: compradores desejosos de colaborar e famintos carentes de comida e informação. Mais preocupante: o governo federal anuncia que irá alterar a legislação, permitindo a desmineralização "parcial" das águas. O que é isso? Como será regulamentado?

Se a Nestlé vinha bombeando água além do permitido e a fiscalização nada fez, como irão fiscalizar agora a tal desmineralização "parcial"? Além do que, "parcial" ou "integral", a desmineralização é combatida por cientistas e pesquisadores de todo o mundo. E por que alterar a legislação em um item que apenas interessa à Nestlé? O que nós, cidadãos, ganhamos com isso?

É simples. Sabemos que outras empresas, como a Coca-Cola, estão no mesmo caminho da Nestlé, adquirindo terrenos em importantes áreas de fontes de água. É para essas empresas que o governo governa? Uma vergonha!

Carla Klein.

Originalmente publicado em http://www.circuitodasaguas.org/

Última atualização em Qui, 09 de Agosto de 2012

PS

“AÉCIO NEVES, TRAIDOR PELO CRIME DE "LESA-PÁTRIA", À ÉPOCA GOVERNADOR DE MINAS, HOJE, ALÉM DE SENADOR É CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, É TÃO CRIMINOSO QUANTO A NESTLÉ, ELE É QUE DEU O LICENCIAMENTO.” 

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

CHAVEZ - “O PATRIOTA I N E S Q U E C Í V E L – CAMPEÃO DE VOTOS NA VENEZUELA

CHAVEZ “O PATRIOTA” – CAMPEÃO DE VOTOS NA VENEZUELA
El presidente del Grupo de Investigación Social del siglo XXI (GIS XXI), Jesse Chacón, informó este miércoles que, si las elecciones presidenciales fueran hoy, Chávez ganaría con 56% y Capriles tendría un 29%.
Según los primeros resultados del barómetro de gestión y coyuntura política correspondientes al mes de julio de 2012, el voto de los indecisos no decidirán los resultados del próximo 7 de octubre, ya que, representan sólo el 11% y la diferencia a favor de Chávez es de 27puntos.

Del mismo modo, 63% de la población venezolana valora como buena y muy buena la gestión del presidente Chávez.
Es importante destacar que, se espera una participación de entre 75% y 80% de los electores el próximo 7 de octubre.

Sólo el 30% de los venezolanos valora como mala la situación política del país y el 31% valora como mala la situación económica del país.
Asimismo, el 57% de la población nunca votaría por el candidato de la derecha. Sólo un 27% haría lo mismo por el candidato revolucionario.
ACEITAÇÃO DE CHAVEZ É INVEJÁVEL, NADA MENOS QUE 65%
REJEIÇÃO AO CANDIDATO DO SIONISMO É GIGANTESCA = 57%
Con el trabajo realizado por el GIS XXI, se demuestra una vez más que, es falso que el presidente Chávez ha perdido apoyo en las barriadas o sectores populares del país, ya que, hasta un 73% llega la valoración positiva en los segmentos D y E, y un 68% de los y las jóvenes de Venezuela valoran como positivo el desempeño de Chávez.
El trabajo de campo se efectuó del 26 de julio al 2 de agosto de este año en base a 2500 entrevistas distribuidas según el número de población nacional, con un nivel de confianza 95% y un margen de error de 2%.


(Por VDV / Láminas: @izarradeverdad)

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

SÍRIA – OBAMA É LACAIO DOS JUDEUS SIONISTAS

SÍRIA – OBAMA É LACAIO DOS JUDEUS SIONISTAS

ORIENTE MÉDIO 23/07/2012 - 18h56 | Agência Efe | Washington

Obama afirma que uso de armas químicas seria um "trágico erro" para o governo sírio
Governo sírio admitiu a hipótese de utilizar esse tipo de armamento em caso de agressão extrangeira

Obama usa a mesma retórica MENTIROSA que Bush usou para invadir o Iraque o Afeganistão e a Líbia –

A realidade só pode ser qualificada como LATROCÍNIO INTERNACIONAL (ROUBO SEGUIDO DE MORTE), invadiram a Líbia e mataram Kadhafi, invadiram o Iraque e mataram Sadam Hussein –

O objetivo real é roubar o petróleo do Iraque e da Líbia, e no Afeganistão garantir o abastecimento mundial de HEROÍNA, a exemplo do que fazem na Colômbia, que é garantir também o abastecimento mundial de COCAÍNA –

Na Síria não é diferente, Obama é lacaio dos JUDEUS SIONISTAS, que além de LADRÕES são os maiores TRAFICANTES INTERNACIONAIS de COCAINA e de HEROÍNA, querem perpetuar a ocupação das COLINAS DE GOLAN que pertencem à Síria, e a um só tempo garantir um trampolim para se lançar na invasão ao Irã –

Os Estados Unidos são na realidade os mercenários e testas de ferro de ISRAEL, Obama faz a parte suja da guerra e os JUDEUS SIOMSTAS colhem os louros.

CONFIRA AS MENTIRAS

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, alertou nesta segunda-feira (23/07) que o regime do presidente sírio, Bashar al Assad, não deve cometer o "trágico erro" de utilizar armas químicas porque, caso contrário, terá que prestar contas à comunidade internacional.

"Continuaremos deixando claro a Assad e a seus parceiros que o mundo está vigiando e que terão que prestar contas à comunidade internacional e aos EUA caso cometam o trágico erro de utilizar essas armas", disse Obama durante um discurso no fórum de veteranos de guerra em Reno, no estado de Nevada.
Agência Efe

O presidente norte-americano, Barack Obama, durante discurso no último domingo.

Obama lançou a advertência na 113ª convenção anual do grupo Veteranos de Guerras Estrangeiras, uma das maiores e mais antigas organizações de veteranos do país.

O líder norte-americano, no entanto, reiterou o apoio do governo de Washington ao povo sírio para que tenha um "futuro melhor, livre do regime" de Assad.

"Continuaremos trabalhando com nossos amigos e aliados e a oposição síria para chegar ao dia em que o povo sírio tenha um governo que respeite seus direitos básicos a viver em paz, com liberdade e dignidade", prometeu Obama.
Os Estados Unidos mantiveram a pressão sobre o regime sírio, que ameaçou nesta segunda-feira recorrer a suas reservas de armas químicas no caso de um possível ataque militar do Ocidente, apesar de dizer que não as usaria contra sua própria população civil.

No domingo, o senador John McCain criticou o que considerou como uma falta de liderança por parte do governo de Obama em relação à Síria, no momento em que a situação se deteriora no país.

Questionado a respeito, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, afirmou que se McCain sugeria, por exemplo, uma intervenção ou invasão militar, o líder americano "não acredita que esse seja o rumo correto" para combater o regime sírio.

Nesse sentido, a porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland, insistiu nesta segunda-feira na postura dos EUA que "qualquer uso possível deste tipo de armas seria completamente inaceitável".

"Estivemos trabalhando com todos os nossos aliados e parceiros para vigiar a situação (na Síria), para comparar informação e enviar a mesma mensagem", enfatizou Nuland, embora tenha dito que as autoridades dos EUA não tiveram um contato direto com a Síria a respeito.

Durante o discurso, Obama enumerou as promessas eleitorais que fez para fortalecer as Forças Armadas dos EUA e melhorar o bem-estar das famílias militares, no momento em que tanto ele como seu rival republicano, Mitt Romney, buscam ativamente o voto dos veteranos de guerra.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

SIRIA - FILMAGENS FALSIFICADAS DO TERRORISMO DE ESTADO

Agência de notícias relatando meios de montagem na Síria
19 de julho de 2012 11 Comentários

conflito-em-sírio-foto-afp

Nos arredores de Doha, capital do Qatar, preparando os conjuntos que imitam praças e prédios do governo em Damasco, Alepo e Latakia, como denunciado pela agência de notícias síria SANA.

A guerra de informação no local do conflito é reforçada a cada dia e mais "criativo". A agência estatal síria sublinha que é a segunda tentativa do governo de Qatar para sediar as filmagens de falsos relatórios, que visa impor seus telespectadores própria visão dos acontecimentos na Síria.

Anteriormente, foi relatado que em vários bairros de Damasco apareceu disfarçado de militares rebeldes que se apresentam como soldados do regime. "Eles planejavam cometer crimes em Damasco ‪ ‬ e culpar o exército da Síria ‬ ‪", segundo a agência estatal SANA.

Nesta quinta-feira marca o quinto dia de confrontos na capital do país árabe entre as forças do presidente Bashar Al Assad e ativistas anti-regime. Intensos combates eclodiram perto da sede do governo em Damasco, depois que rebeldes atacaram as forças leais ao presidente Assad, que implantou veículos blindados e intensificou o bloqueio de estradas para a cidade.

Estes confrontos ocorrem horas antes de o Conselho de Segurança para realizar a votação de uma resolução da ONU sobre a situação na Síria.

(From Russia Today: http://actualidad.rt.com/actualidad/view/49534-SANA-Los-combates-en-Siria-se-graban-en-Qatar)
Bookmark and Share