quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

LÍBIA – SANGUE E PETRÓLEO, 50 000 CIVÍS ASSASSINADOS

LÍBIA – SANGUE E PETRÓLEO, 50 000 CIVÍS ASSASSINADOS

Estando com os mesmos dados relatados, tanto pelos vencedores na LIBIA (lacaios do SIONISMO), como pelos vencedores do ocidente (SIONISMO), morreram pelo menos até este momento, aliás, até a um mês atrás, 50.000 mortos na LÍBIA, 50.000 não é que seja uma cifra que, digo eu, 50.000 mortos.
Pensem 50.000 mortos!

É como se na ITÁLIA tivessem 500.000 mortos, porque a LÍBIA tem apenas 6 milhões de habitantes.
As empreitadas na LÍBIA, IRAQUE e AFEGANISTÃO, como vêem, encoraja o partido da guerra (JUDEUS SIONISTAS), que já pensa na SÍRIA, CUBA, VENEZUELA, IRÂ e CHINA.
O ocidente (SIONISMO) teorizou a chamada REVOLUTION IN MILITAR AFFAIRS, a REVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS MILITARES, existe também o acrônimo RMA.

Esta revolução dos negócios militares deve servir para tornar possível ao ocidente (SIONISMO) de atingir sem ser minimamente atingido, como nos tempos de ouro do colonialismo, exemplo:
Os SIONISTAS INGLESES, fizeram em 1864, com Brasil, Argentina e Uruguai, numa reunião na embaixada INGLESA em Buenos Aires, logicamente com distribuição de benesses aos embaixadores destes países, provocando a Guerra do Paraguai, popularmente chamada de “A Tríplice Aliança”, com um resultado macabro e trágico:
Brasil = 60.000 MORTOS, Argentina = 25.000 MORTOS, Uruguai = 15.000 MORTOS, Paraguai = 300.000 MORTOS (pra se defender, o Paraguai convocou para a guerra, crianças com até sete anos de idade).
-- Moral e resultado da história:
Uma coisa em comum aos quatros contendentes, abatidos com uma só cajadada, com o término da guerra, todos ficaram endividados com o SIONISMO INGLES, quase até os dias de hoje, sustentando o fausto das Rainhas Pirateiras e seus Príncipes, que andam em Jaguares e Rolls-Royces, às custas da América Latina.
Este confronto enfraqueceu todo continente, inclusive a Argentina foi premiada, com a perda das Ilhas Malvinas, hoje chamam-se “FALKLANDS”. – Fontes : Wikipédia e Eduardo Galeano, em “As Veias Abertas da América Latina”.
Quando, dizia LENIN -- guerras não são consideradas guerras, porque não consideram praticamente nenhuma vítima entre os agressores, mesmo se provocarem mortes em larga escala, entre os agredidos ou entre os povos colonizados.

Deste aparato militar e tecnológico, faz parte umbilicalmente,  também a MÁFIA DA MÍDIA JUCAICO-SIONISTA, com potencia de fogo midiático sem precedentes, na manipulação da “mentira que vira verdade”, exemplo:
O Iraque de SADAM HUSSEIN foi demonizado e acusado de fabricar armas de destruição em massa, justificando assim, a sua invasão, quando na verdade, após a invasão, descobriu-se que não existiam tais armas, era tudo mentira da MÁFIA DA MÍDIA JUCAICO-SIONISTA, e a verdade aflorou: --  O objetivo é roubar o “PETRÓLEO IRAQUIANO”.

Não foi diferente com a LÍBIA, vejam o que também revelava em 26 de fevereiro de 2011, portanto, meses antes do desenvolvimento das hostilidades na LÍBIA, o que revelava o jornal britânico THE GUARDIAN (integrante da MÁFIA DA MÍDIA JUCAICO-SIONISTA), cito:  -- “Oficiais britânicos estão contatando pessoal líbio de grau elevado para colocá-los sob pressão e abandonar KADAFI , ou do contrário serão processados junto com ele por crimes contra a humanidade”

Vejam como foi conduzida a campanha, ou seja, oficiais e funcionários fieis ao próprio país, independentemente do comportamento que assumiam, eram precisamente ameaçados, chantageados, se não se juntassem ao ocidente (SIONISMO) e com a OTAN (organismo militar do JUDAICO-SIONISMO europeu) qualquer que tenha sido o vosso comportamento , serão processados por crimes contra a humanidade, ou seja, usariam a “corte penal internacional” que,  tornou-se agora um instrumento de guerra, um instrumento para chantagear, aplicando a máxima da MÁFIA DA MÍDIA JUCAICO-SIONISTA, a “mentira que vira verdade”, para justificar a invasão do mais próspero país da ÁFRICA, dizendo que era para a proteger a população civil, quando na verdade, o objetivo é roubar o “PETRÓLEO LÍBIO”. Estes mesmos argumentos macabros e mentirosos, estão sendo aplicados hoje na SÍRIA.
Se a “CORTE PENAL INTERNACIONAL” fosse coerente, não deveria apenas processar somente a OTAN, e sim a si mesma.

Creio que devemos retornar a luta contra o COLONIALISMO e o IMPERIALISMO, começando a retomar este objetivo categórico, que uma esquerda demasiado idiota e tonta, sob ponto de vista incutido, pelos pseudo-esquerdista, dizendo que as idéias de LENIN eram obsoletas, e infelizmente, acabaram por aclamar a guerra.

Esta vergonha que foi consumada, devemos denunciá-la. E devemos denunciá-la, do modo mais eficaz possível, a luta contra a guerra patrocinada pelos JUDAICO-SIONISTAS, que foi sempre uma grande tradição do qual devemos ter orgulho, uma tradição do movimento SOCIALISTA e do movimento COMUNISTA, que objetiva a PAZ.

By Mohamad Ali, baseado no artigo elucidante de Domenico Losurdo, e do livro denúncia “As veias abertas da América Latina” de Eduardo Galeano.

*LÍBIA - PETROLEO E SANGUE, GENOCÍDIO NO SÉCULO XXI" – CONTRA O POVO LÍBIO - 50 000 MORTOS, confira em vídeo -  @YouTube youtu.be/di6WRoQ4BFU?a Líbia 50.000 mortos (Legendado) Domenico Losurdo

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

RUSSIA E IRÂ - APOIAM SÍRIA - SOLUÇÃO PACÍFICA

Irã, Rússia suporte de voz para a resolução pacífica da crise síria

Moscou, 28 de fevereiro, IRNA - Embaixador iraniano Seyed Mahmoud para Moscou-Reza Sajjadi e Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia para o Oriente Médio Assuntos Mikhail Bogdanov salientou a resolução pacífica da crise política síria, durante uma reunião na segunda-feira.


Os dois oficiais discutiram os últimos desenvolvimentos regionais e internacionais no Oriente Médio e Norte da África, incluindo as agitações políticas e sociais da Síria.

Os quase 11 meses de idade unrests liderança dos Estados Unidos na Síria, Damasco tem sido relativamente quieta.

Síria foi sofrendo distúrbios desde meados de março, com ataques organizados por quadrilhas bem armadas contra as forças policiais e guardas de fronteira da Síria a ser relatados em todo o país.

Centenas de pessoas, incluindo membros das forças de segurança, foram mortas, quando algumas manifestações de protesto se transformou em confrontos armados.

O governo culpa bandidos, sabotadores e grupos armados terroristas pelas mortes, salientando que a agitação está sendo orquestrada a partir do estrangeiro.

Em outubro, a calma foi restaurada eventualmente no país árabe depois que o presidente Bashar al-Assad começou uma iniciativa de reforma no país, mas as parcelas do regime norte-americanos e sionista poderia provocar alguma inquietação nova em certas partes do país.

Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros IRI em países árabes e Africano Assuntos Hossein Amir-Abdollahian nesta segunda-feira parabenizou governo sírio e grande nação para realização bem sucedida do seu referendo para uma nova constituição.

O vice-ministro do exterior iraniano acrescentou: "Temos certeza de que o Presidente Assad e da nação inteligente sírio iria prosseguir o seu caminho em linha com as reformas e combater toda a ingerência estrangeira em seus assuntos internos.

Agência de notícias estatal da Síria, informou nesta segunda-feira que 89,4 por cento dos eleitores sírios aprovou a nova Constituição no referendo de ontem.

Naharnet, uma agência de notícias libanesa, citado ministro do Interior da Síria, dizendo 57,4 por cento dos eleitores votaram no referendo de ontem.

9191 ** 2329

domingo, 26 de fevereiro de 2012

CHAVEZ "O PATRIOTA"- I N E S Q U E C Í V E L - Invasiones de EEUU sobre América Latina

Resumen: Invasiones de EEUU sobre América Latina REFLEXIONES DE MI VIDAemReflexiones de mi vida - 1 ano atrás *Resumen: Invasiones de EEUU sobre América Latina* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * Resumen: Invasiones de EEUU sobre América Latina* * * *A continuación hago un pequeño resumen, de la historia bélica de EEUU en su afán de conquista, de cómo esa potencia imperialista es capaz de todo con tal de dominar el mundo. Solo pensemos que poseemos las reservas mayores de petróleo del mundo. Allí la importancia de defender nuestra soberanía.* * * *-En 1831 la nave de guerra norteamericana «Lexington» llegó bajo bandera francesa a las Islas Malvinas, lo cual le permitió ... mais »

Há cinco séculos uma Bula Papal, aplicando conceitos da época, destinou por volta de 40 milhões de quilômetros quadrados de terra, águas interiores e costas a dois pequenos e belicosos reinos da península Ibérica.
Ingleses, franceses, holandeses e outros importantes Estados feudais foram excluídos da partilha. Intermináveis guerras não tardaram em se desatar, milhões de africanos foram convertidos em escravos ao longo de quatro séculos e as culturas autóctones, algumas delas mais avançadas do que as da própria Europa, foram desfeitas.
Há 64 anos foi criada a repudiável OEA. Não é possível passar por alto o grotesco papel dessa instituição. Um elevado número de pessoas, que talvez somem centenas de milhares, foram sequestradas, torturadas e desaparecidas como consequência de seus acordos para justificar o golpe contra as reformas de Jacobo Árbenz, em Guatemala, organizado pela Agência Central de Inteligência ianque. América Central e o Caribe, incluída a pequena ilha de Granada, foram vítimas da fúria intervencionista dos Estados Unidos através da OEA.
Mais grave ainda foi seu nefasto papel no âmbito da América do Sul.
O neoliberalismo, como doutrina oficial do imperialismo, cobrou uma inusitada força na década de 70 quando o Governo de Richard Nixon decidiu frustrar o triunfo eleitoral de Salvador Allende no Chile. Começava uma etapa verdadeiramente sinistra na história da América Latina. Dois altos chefes das Forças Armadas chilenas, leais à Constituição, foram assassinados e Augusto Pinochet imposto na chefia do Estado, após uma repressão sem precedentes em que numerosas pessoas selecionadas foram torturadas, assassinadas e desaparecidas.
A Constituição do Uruguai, um país que se mantivera durante muitos anos no marco da institucionalidade, foi varrida.
Os golpes militares e a repressão se espalharam a quase todos os países vizinhos. A linha de transporte aéreo cubana foi alvo de brutais sabotagens. Um avião foi destruído em pleno voo com todos seus passageiros. Reagan pôs em liberdade o autor mais importante do monstruoso crime de uma cadeia na Venezuela, e o enviou para El Salvador a organizar o intercâmbio de drogas por dinheiro para a guerra suja contra a Nicarágua, que custou dezenas de milhares de mortos e mutilados.
Bush pai e Bush filho, protegeram e exoneraram de culpa aos implicados nesses crimes. Seria interminável a lista de desmandos e atos terroristas cometidos contra as atividades econômicas de Cuba, ao longo de meio século.
Hoje, sexta 13, escutei valentes palavras pronunciadas por vários dos oradores que interviram na reunião de chanceleres da chamada Cúpula de Cartagena. O tema dos direitos soberanos da Argentina sobre Las Malvinas ―cuja economia é brutalmente golpeada ao ser privada dos valiosos recursos energéticos e marítimos dessas ilhas―, foi abordado com firmeza. O chanceler venezuelano Nicolás Maduro, ao concluir a reunião de hoje, declarou com profunda ironia que: “do Consenso de Washington se passou para o Consenso sem Washington”.
Agora temos a Cúpula das guayaberas*. O rio Yayabo e seu nome indígena, totalmente reivindicado, passarão à história.
Fidel Castro Ruz
13 de Abril de 2012
21h40

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

VENEZUELA - Capriles, é “CAVALO DE TRÓIA SIONISTA”.

CAPRILES vem aprender com DILMA, a fazer PRIVATIZAÇÕES COM SUCESSO, a Venezuela, Equador, Bolívia, Uruguai e Argentina, são países que fecharam as portas aos RECEPTADORES DE ESTATAIS, os JUDAICO-SIONISTAS, e estão passando ao largo da crise provocada pelos SIONISTAS, mundo afora, exemplo de países que privatizaram e quebraram: --ITÁLIA, IRLANDA, ESTADOS UNIDOS, ESPANHA, PORTUGAL E GRÉCIA, e todos estão provocando revoltas de seus povos, os governantes desses países, ou são SIONISTAS, ou estão mancomunados com eles.

Capriles, nada mais é, do que um “CAVALO DE TRÓIA SIONISTA”.("CAVALO DE TRÓIA QUER DIZER ALGUÉM PLANTADO EM LOCAL ESTRATÉGICO, PARA SIMPLESMENTE AJUDAR O LADO CONTRÁRIO")

Espero que ele perca as eleições e CHAVES ganhe novamente, a VENEZUELA não merece o destino da GRÉCIA!

Novo líder da oposição venezuelana deve vir ao Brasil

O novo líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles, afirmou nesta segunda-feira que está trabalhando na agenda de visitas ao exterior após vencer as primárias organizadas pelos adversários do presidente, Hugo Chávez, e destacou que sua primeira viagem deve ser para o Brasil.
Capriles disse que tem pensado em visitar a América do Sul e a Europa e que está "montando" essa agenda de contatos, embora tenha ressaltado que não tem por que transformar essas viagens em algo "midiático".
O político, que se definiu como seguidor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, venceu nas primárias da oposição realizadas no domingo com 1.806.860 votos contra os 867.601 do governador de Zulia, Pablo Pérez.
Cerca de 2,9 milhões de pessoas participaram das primárias opositoras, onde Capriles foi nomeado candidato de unidade para enfrentar Chávez nas eleições presidenciais do próximo dia 7 de outubro.

PETROBRAS – PRIVATIZADA SUBTERRÂNEAMENTE – SÓ 1\3 ESTATAL

PETROBRAS – PRIVATIZADA SUBTERRÂNEAMENTE – SÓ 1\3 ESTATAL

O caminho mais curto para chegarmos onde a GRÉCIA chegou - PRIVATIZAÇÃO

Petrobras foi privatizada mas ninguém avisou
Essa matéria foi publicada na Edição 426 do Jornal Inverta, em 03/08/2008
No 9º leilão de blocos de petróleo realizado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), a privada OGX arrematou 21 dos 23 blocos leiloados nas bacias de Campos e Santos. As bacias são, respectivamente, a maior produtora de petróleo e o berço dos mega-poços pré-sal Tupi, Júpiter, Carioca e Pão-de-Açúcar, recentemente encontrados.

Petrobras foi privatizada mas ninguém avisou

No 9º leilão de blocos de petróleo realizado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), a privada OGX arrematou 21 dos 23 blocos leiloados nas bacias de Campos e Santos. As bacias são, respectivamente, a maior produtora de petróleo e o berço dos mega-poços pré-sal Tupi, Júpiter, Carioca e Pão-de-Açúcar, recentemente encontrados.
Segundo Eike Batista, dono da OGX, “quem toca a empresa são técnicos experientes, que participaram dos projetos que resultaram na descoberta das reservas do pré-sal pela Petrobras”.
Não é apenas através da abertura de seu capital na bolsa de valores, na qual o governo reteve apenas 33,2% da estatal, além de uma parte através do BNDES, que a Petrobras vem sendo privatizada. Segundo o artigo 26º da Lei do Petróleo (9.478), modificada durante o governo de FHC, o Estado tem o monopólio do petróleo no subsolo, mas a partir do momento em que sai do subsolo, o petróleo é de quem o explorou.
Assim, ao invés dos 75% da renda do petróleo que deveriam permanecer no país nos anos 50, nas licitações feitas pela ANP apenas 30% da mesma retorna ao Estado (10% em participação especial, 5% em royalties e 15% em impostos). A Petrobras investe e corre o risco para encontrar os bolsões, leiloando todas as áreas ao seu redor a preços irrisórios.
Apesar da não privatização da Petrobras ter sido bandeira na campanha de Lula, o atual governo não modificou o artigo 26º. Se, por um lado, retirou do 9º leilão 41 blocos próximos aos mega-poços pré-sal, por outro, a ministra Ellen Gracie anulou a liminar que suspendia o 8º leilão, onde foram negociadas justamente áreas do poço Tupi. A ANP avalia o caso.
A Petrobras nasceu em 1953, como conquista da campanha O Petróleo é nosso, com o monopólio do petróleo nacional. A estatal centrou esforços na pesquisa para exploração da plataforma continental, tendo desenvolvido algumas das mais avançadas técnicas de exploração de petróleo em águas profundas.
Em 1972 e 1975, em plena ditadura cívico-militar, são criadas as subsidiárias Braspetro e Interbras, a primeira para iniciar a incursão subimperialista da Petrobras explorando óleo em outros países e a última como propulsora das exportações da companhia e das trocas comerciais com os países da OPEP.
O processo de internacionalização deu um salto com FHC e o artigo 26. A ANP chegou a ser presidida por ninguém menos que o próprio genro de FHC, David Zylberstajn. A abertura do capital da estatal na bolsa marca não apenas a quebra de monopólio sobre o petróleo, mas o processo de privatização da companhia, que permanece com maioria estatal, mas tem 272.972 acionistas.
Em 1999, a Petrobras se instala na Bolívia com 2 refinarias. Em 2001, aproveitando-se da crise argentina, troca ativos com a argentina Perez Companc, então a maior petrolífera privada da América Latina. A partir daí, a Braspetro é definitivamente incorporada à Petrobras, que assume seu caráter subimperialista exportando seu capital e buscando obter os maiores lucros possíveis nos países irmãos. Tem atividades em 27 países, com destaque para Argentina, Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela e Equador, onde explora cerca de 1,36 milhões de barris/ano.
A Petrobras tem hoje um total de 70 sondas de perfuração, sendo 43 marítimas, 109 plataformas e uma produção diária de 1,92 milhões de barris de petróleo e 382 mil barris de gás natural. Além de 15 refinarias, capazes de processar 1,96 milhões de barris diários, 23.142 km de dutos, 154 navios e 5.973 postos de abastecimento.

A exploração da camada pré-sal
A qualidade do óleo nos recém encontrados mega-poços Tupi, Júpiter, Pão-de-Açúcar e Bem-Te-Vi é superior à do óleo hoje explorado, aproximando-se de 30 graus API, ou, seja, aproximando-se da faixa do petróleo leve. O óleo encontra-se na camada pré-sal, atravessando uma camada de 3km de sal pastoso formada há 150 milhões de anos, depositado nos poros das "rochas-reservatório", e poderá ter a exploração iniciada em 2010.
Um dos maiores desafios é o transporte de gás, uma vez que os poços estão a cerca de 300km da costa. Analisa-se a viabilidade de construção de uma termoelétrica em pleno oceano, para fornecer energia a um gasoduto, ou, ainda, a liqüefação do gás para transporte em navios. A estimativa, que pode ser supervalorizada, é de que Tupi e Júpiter possam ter até 8 milhões de barris, aumentando em 50% as reservas atuais. Pão de Açúcar e Bem-te-vi parecem ser ainda maiores.
No dia 14/07, a Petrobras comunicou a descoberta de petróleo de boa qualidade (27º API), na Bacia do Espírito Santo. A nova descoberta, no poço 4-GLF-23-ESS, está na área do campo de Golfinho, a 60km da cidade de Vitória, na profundidade de 1.374 metros de água (pré-sal). As primeiras estimativas indicam um potencial de 150 milhões de barris de petróleo recuperável. A concessão da área já pertence à Petrobras e pode entrar em produção rapidamente.

AS MAIORES SONEGADORAS DO MUNDO - PRIVATIZADAS

Espetacular, Sensacional, Indescritível, Macabro e Tenebroso, é o comportamento altamente lesivo aos cofres públicos! Acreditem ou não, uma única empresa JUDAICO-SIONISTA, a PRIVATIZADA TELEFÔNICA do PERÚ, está sonegando, nada menos do que, 1 bilhão de euros!

Só querem pagar impostos após a distribuição dos dividendos(LUCROS) aos acionistas, se a distribuição for total, não haverá nada a pagar de impostos!

Dá para imaginar quanto sonegam no BRASIL?

Novo governo do Peru segura renovação de licença da Telefónica
Quinta, 03 Novembro 2011 18:12
O presidente Ollanta Humala quer cobrar da operadora impostos de 1 bilhão de euros, mas a empresa não reconhece a dívida.
Está quente a disputa entre a Telefónica do Peru e o novo governo de Ollanta Humala envolvendo cobrança de impostos atrasados e renovação das licenças da operadora. Segundo o jornal El País, a nova administração quer cobrar da operadora cerca de 1 bilhão de euros (incluindo os juros) sob a forma de impostos atrasados, dívida que a empresa não reconhece, e recorreu à justiça. Segundo a operadora, o governo está querendo recolher impostos sobre clientes inadimplentes além de não aceitar reconhecer como custos o pagamento de dividendos.
O governo peruano está condicionado a renovação das duas licenças da Telefónica ao pagamento desta dívida. Na administração passada, afirma o jornal espanhol, a Telefónica chegou a firmar o acordo de renovação de licença para até 2030 (a empresa está no país desde 1991) com a contrapartida de realizar investimentos de US$ 500 milhões nos próximos cinco anos. Mas o acordo não chegou a ser assinado e a nova administração mandou rever todo o processo.
A operadora espanhola quer que os temas sejam tratados de maneira separada. A disputa pelos impostos está na esfera judicial o que não teria relação, no entender da empresa, com a renovação das licenças. O jornal espanhol afirma que fontes do governo peruano consideram, no entanto, a possibilidade de cobrar da Telefónica pela renovação da concessão ou mesmo lançar um novo edital de venda, o que, argumenta a operadora, estaria contra as leis peruanas. ( Da redação).

PETROBRÁS OU PETROBRAX? – 60% JÁ PERTENCE AOS SIONISTAS

PETROBRÁS OU PETROBRAX? – 60% JÁ PERTENCE AOS SIONISTAS

Um verdadeiro crime de “LESA PÁTRIA”, já estamos trilhando os caminhos tenebrosos da GRÉCIA, ou acordamos já, ou nos tornaremos uma GRÉCIA GIGANTE. Onde estão os PATRIOTAS do “PT”? Será que não enxergam, que a quebradeira dos AMERICANOS e EUROPEUS, é devida, único e exclusivamente às PRIVATIZAÇÕES?

Confiram reportagem abaixo:

Economia 11/12/2006 - 20h25

Estrangeiros já são donos de 38,9% das ações da Petrobras
Rio de Janeiro, 11 dez (EFE).- A Petrobras fechou outubro com mais de 500 mil acionistas e com 60% do seu valor em mãos de investidores privados, dentre os quais 38,9% de propriedade de estrangeiros, disse hoje o presidente da empresa, José Sérgio Gabrielli.

Pouco mais de um terço das ações da empresa brasileira pertencem a investidores privados internacionais, que têm ADRs (American Depositary Receipts) negociados principalmente nos mercados de Nova York, explicou Gabrielli em uma apresentação em São Paulo.

Outros 8% são de estrangeiros que operam na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

A Petrobras promoveu hoje em São Paulo o seminário "Melhores práticas de divulgação de informações", e destacou alguns números que fazem da estatal uma referência nas bolsas de valores.

Em outubro, 39,9% de suas ações eram do Estado ou do BNDES.

No mesmo mês, 28,3% estavam nas mãos de investidores brasileiros na Bolsa de São Paulo, onde a Petrobras é a empresa de maior liquidez, com um movimento financeiro diário de US$ 334 milhões em média.

No mercado de Nova York (Nyse) a empresa negocia diariamente outros US$ 340 milhões. Seus títulos também são negociados nas bolsas de Madri e Buenos Aires.

A participação total de estrangeiros na Petrobras aumentou significativamente em comparação com julho de 2000, quando os ADR representavam 9,5%, e as ações de estrangeiros na Bovespa, 10,9%.

Durante a abertura do seminário, Gabrielli afirmou que o acesso às reservas "é o principal ativo das empresas de petróleo, além de ser uma questão estratégica".

Ele defendeu o "conceito amplo" de reserva, que inclui comerciabilidade, capacidade econômica de processar hidrocarbonetos, instalações e equipamentos.

A Petrobras registra 13,2 bilhões de barris de petróleo e gás natural como reservas provadas.

A empresa explora e produz petróleo e gás em oito países, dentre os quais Argentina, Bolívia, Equador e Venezuela.

A empresa, disse Gabrielli, possui reservas suficientes para sustentar seus planos de expansão a médio prazo.

"Até 2015, não precisamos de novas descobertas para atingir nossas metas", disse ao explicar que o plano de investimentos - de cerca de US$ 100 bilhões em uma década - contempla US$ 7,4 bilhões em média por ano entre 2007 e 2011, apenas em prospecção e produção.

Gabrielli afirmou que a Petrobras realiza uma operação para se adequar à chamada Lei Sarbanes Oxley.

A estatal espera obter antes de julho de 2007 a primeira certidão desse mecanismo, criado na Bolsa de Valores de Nova York para promover uma maior transparência entre as empresas.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

ESPAÑA – PRIMAVERA VALENCIANA = PRAÇA TAHRIR

ESPANHA – PRIMAVERA VALENCIANA=TAHRIR
Apoiar novas concentrações convocadas # PrimaveraValenciana
21F: A partir de Valência 15M concentrações convocar apoio em protesto contra a repressão policial

Espanha | Informações para o Terceiro | 2012/02/21 |

Em Sol (Madrid) , convocada pelo # Acampadasol;
"Na violência policial contra estudantes que protestavam nas ruas de Valência contra os cortes sociais, é chamado para hoje terça-feira 21 de Fevereiro, um dom concentração de protesto às 19:30.
No dia da luta de ontem, 25 estudantes foram presos e dezenas de feridos nas cargas policiais numerosos. Durante a tarde e na noite passada, as pessoas tomaram as ruas de Valência, espontaneamente anunciando inúmeras manifestações públicas pelos diversos bairros de Valencia, existem 6 institutos realizada por professores, alunos e mães, e um corpo docente da Universidade de Valência.
Você deve responder igualmente massiva em Madri e do resto do estado para estender a onda de indignação e protesto da primaveraValenciana #.
PARA A PRORROGAÇÃO DO PROTESTO.
Organize um PRIMAVERAMADRILEÑA #
Terça-feira 21, às 19:30 no SOL "

IRÃ – PREPARAÇÃO PARA ATAQUES CIBERNÉTICOS DE ISRAEL

IRÃ – PREPARADO PARA ATAQUES CIBERNÉTICOS

Irã prepara um exército para combater um possível ataque cibernético
Irã planeja construir um exército para combater as ameaças cibernéticas dos EUA e outros países, especialmente as suas instalações nucleares, informou a televisão de língua espanhola oficial, HispanTV.

Internacional | Cubadebate | 2012/02/21 |

Irã planeja construir um exército para combater as ameaças cibernéticas dos EUA e outros países, especialmente as suas instalações nucleares, informou a televisão de língua espanhola oficial, HispanTV.
Segundo o diretor da Organização de Defesa Passiva do Irã, Gholam Reza Jalali geral, "os EUA estão reduzindo o tamanho de sua infra-estrutura militar para uma defesa maior cyber, para que países como o Irã tem que instalar e atualizar sua defesa cibernética e até mesmo formar um exército cibernético. "
Jalali disse que o Irã tem sido um dos países com menos ataques cibernéticos nos últimos dois anos, mas disse que as escolas não foram afetados e ataques no momento, no Irã é praticamente imune a esses ataques.
Em outubro passado, Jalali anunciou que o Irã havia lançado um "comando cibernético", dedicada a combater ataques de hackers em potencial contra as redes do país, que teria como missão "para monitorar, identificar e combater quando existem ameaças contra a infra-estrutura nacional ".
Teerã tem denunciado ataques cibernéticos, atribuídos aos EUA e Israel, para criar problemas em suas instalações militares e sistemas de segurança e, acima de tudo, as suas instalações nucleares.
Nos últimos dois anos, a principal do vírus introduzidos computadores iranianos foram Stuxnet e Duqu, e ambos, como os governantes do Irã, foram neutralizados por dois softwares desenvolvidos no país.
Duqu Stuxnet e foram projetados para danificar os computadores de instalações nucleares iranianas, e obter dados de fontes cibernéticas essas e outras no Irã.

EUA SIONISTA – CRIANÇAS NEGRAS PIOR QUE A ESCRAVIDÃO

CRIANÇAS NEGRAS PIOR QUE NO PERÍODO DA ESCRAVIDÃO
EUA: Cresce quantidade de crianças em situação de extrema miséria

Muitas crianças dos Estados Unidos se encontram hoje em situações extremas de pobreza, de abusos e outros problemas sociais, sem que se tenha colocado um fim a esses flagelos.

Recentemente, Michael Petit, presidente da organização governamental estadunidense de defensa dos direitos da infância, Every Child Matters, questionou por que a violência contra as crianças é muito mais forte nesta nação do que em qualquer outra do mundo industrializado. Petit colocou em evidência um dos muitos problemas que afetam a infância estadunidense.

Segundo estatísticas, nos últimos 10 anos estima-se que 20 mil crianças morreram em suas próprias casas devido à violência familiar, quase quatro vezes o número de soldados estadunidenses mortos no Iraque e no Afeganistão.

Violência contra crianças

De acordo com a BBC Mundo, a cada cinco horas uma criança morre nos EUA como consequência de abusos e negligência.

Dados conservadores do governo revelam que aproximadamente 770 menores perderam a vida por maus tratos em 2009, ainda que um informe do Congresso considere que o número pode chegar a cerca de 2,5 mil.

A BBC advertiu que os estadunidenses têm os piores registros de abusos do mundo.

Esta situação tende a ser agravada, pois enquanto a economia estadunidense tenta se recuperar, a pobreza infantil aumenta e os estados cortam bilhões em serviços para as crianças, o que pressiona a frágil rede de seguridade da nação.

Preconceito com latinos

Por outro lado, as minorias são as mais afetadas por este e outros problemas. Um informe mencionado pelo diário californiano A Opinião, indica que os alunos hispanoamericanos recebem mais castigos nas escolas que os estadunidenses brancos.

O texto detalha que os estudantes representantes de minorias sociais no ensino médio são suspensos e expulsos com mais freqüência que seus colegas brancos, por decisão de docentes e diretores.

Vulnerabilidade infantil

As crianças são o setor mais vulnerável da sociedade estadunidense. Cerca de 17 milhões sofrem com insegurança alimentar, segundo dados da Feeding America, uma organização que reúne 200 Bancos de alimentos e a organização beneficente de distribuição de comida mais importante do país.

CRIANÇAS POBRES 20,7% SÃO POBRES

Na principal economia do mundo, 20,7% das crianças são pobres, situação que afeta os hispanoamericanos em 33,1%, indicou recentemente um informe do Instituto Pan para o Mundo, um movimento religioso contra a fome.

Um estudo de 2009 sobre a insegurança alimentar afirma que 26,9% dos lares de hispanoamericanos enfrentam este problema, em especial aqueles nos quais há menores de idade.

Fome e desemprego

O escritório do Censo e o Departamento de Agricultura asseguram que, no território estadunidense, pelo menos 34,9% dos latinos menores de 18 anos tiveram fome, cifra superior aos 23,2% das crianças na população total do país.

Devido à atual crise econômica e o desemprego de cerca de 14 milhões de pessoas que afeta os Estados Unidos, 30% das famílias latinas recorreram a fundos de ajuda de alimentos para amenizar a fome.

Dados da Fundação Annie E. Casey garantem que a recente recessão eliminou muitos dos benefícios econômicos para as crianças nascidas no final dos anos 1990, enquanto se desenha como preocupante a quantidade de menores afetados pelas execuções hipotecárias, pelas quais foram embargadas suas casas e complicaram seu bem-estar.

Essa organização afirma que em 2010, 11% das crianças tinha ao menos o pai ou a mãe sem emprego. Os menores latinos são a população que mais aumenta nos EUA e, ao mesmo tempo, engrossam sua porção mais pobre.

Segundo Pew Hispanic Center, uma em cada quatro crianças vive sem acesso seguro a suficiente comida nutritiva: "Os menores afroamericanos enfrentam a pior crise desde os tempos da escravidão e, em diversas áreas, as crianças hispanoamericanas e indígenas se encontram em situação similar", pontuou.

Os menores latinos não sabem se comem hoje, nem se comerão amanhã: mais de um terço vive em condições de pobreza e de insegurança alimentar, assegura o informe The State of American’s Children (O Estado das Crianças Estadunidenses), 2011.

A partir de 2007, quando se intensificou a recessão econômica, se incorporaram mais de 800 mil pessoas ao programa de ajuda WIC — Supplemental Nutrition Program for Women, Infants and Children (Programa de Nutrição Suplementar para Mulheres, Lactantes e Crianças). 76 % dos destinatários de este programa são crianças e adolescentes.

A Fundação Annie E. Casey aborda outro problema extremo que repercute sobre a infância estadunidense: a pobreza infantil, pontua, cresceu 18% desde 2000 até 2009, saltando de 2.5 milhões para 14.7 milhões, com incidência notável nos estados do sul e as minorias.

Diferentes informes e estatísticas atestam que a população infantil nos EUA ocupa posições extremas, o que deveria envergonhar seus dirigentes e políticos.

Fonte: Prensa Latina
Tradução: Vanessa Silva

ESPANHA - TALIBANS ESPANHÓIS ENFRENTAM POLÍCIA

No Afeganistão os ESTUDANTES(TALIBANS)ENFRENTAM A"ONU" E O EXÉRCITO AMERICANO, E ESTÃO GANHANDO A GUERRA!

Confrontos entre (talibans)estudantes e policiais deixa feridos em manifestação na Espanha
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
20/02/2012 | 21h02 | Educação

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Enviar por e-mail Imprimir

Várias pessoas ficaram feridas e pelo menos 21 foram detidas na sequência de confrontos entre agentes policiais e estudantes que se manifestavam desde o início da noite de hoje (20) no centro de Valência, terceira maior cidade da Espanha.

Relatos de testemunhas que estavam no local dão conta de que houve várias intervenções policiais na direção dos manifestantes. As autoridades locais justificaram a ação, alegando terem sido provocadas por alguns dos presentes no quarto dia de protestos dos estudantes da cidade.

Paula Sánchez de León, delegada em Valência, confirmou que 14 manifestantes foram detidos e quatro estão feridos. Posteriormente, o número foi aumentado para 21 detidos. Durante várias horas, o centro da cidade virou zona de conflito.

Os confrontos ocorreram na praça da prefeitura, onde os estudantes se concentraram desde as 15h (12h em Brasília), protestando em defesa da educação pública. Além de reclamarem dos cortes no setor, os estudantes, convocados pelas redes sociais, queriam manifestar descontentamento pela ação policial em manifestações idênticas na semana passada. Muitos estudantes estavam apoiados no local por pais, professores e até por alguns líderes políticos.

Antonio Moreno, chefe superior da Polícia da Comunidade Valenciana, garantiu aos jornalistas que os agentes foram obrigados a usar a força perante a “agressividade” dos manifestantes, remetendo para a Justiça uma avaliação sobre se a resposta policial foi ou não proporcional. Ele acusou adolescentes de 14 e 15 anos de terem atuado de forma “pouco cívica”, provocando os agentes e os forçando a intervir em várias ocasiões.

O responsável pela polícia disse que os manifestantes foram mais agressivos do que na semana passada, o que requereu “uma resposta equitativa”. “A polícia está obrigada a manter a paz, mas havia alguns interessados em agravar o conflito. Temos que preservar os direitos dos cidadãos e dos agentes que atuam em legítima defesa para se proteger”, disse.

Uma jornalista da Rádio Nacional de Espanha, que estava no local, disse também ter sido agredida durante os confrontos com a polícia. O porta-voz do partido Compromis, de Valência, Enric Morera, disse que um dos deputados nacionais do partido, Joan Baldovi, tinha sido agredido enquanto tentava mediar as discussões entre os estudantes e a polícia.

A ação policial levou dezenas de pessoas a concentrar-se na Porta del Sol, em Madri, em uma manifestação espontânea de apoio aos estudantes em valencianos.

Da Agência Brasil, com informações da Agência Lu

IRÃ - REFORÇA DEFESAS ANTIAÉREAS

Irã faz manobras antiaéreas para defender instalações nucleares
20 de fevereiro de 2012 • 14h42 • atualizado às 15h07


O Irã iniciou nesta segunda-feira "grandes manobras para fortalecer a defesa antiaérea" de suas instalações "sensíveis e, em particular, nucleares", indicou a agência oficial Irna citando um comunicado militar.

Segundo o comunicado da liderança da defesa antiaérea iraniana, as manobras de quatro dias serão realizadas "na metade sul do país", principalmente em torno do Golfo, acrescentou a agência, informando que recorrerão a uma ampla gama de mísseis, sistemas de radar e à aviação.

Os exercícios, batizados de "Sarollah" ("vingança de Deus"), foram anunciados num momento em que Israel multiplicou as alusões a um possível ataque militar contra as instalações do programa nuclear iraniano.

O Estado hebreu e uma parte da comunidade internacional suspeitam que Teerã, apesar de negar, tenta se dotar de uma bomba atômica sob a alegação de seu programa nuclear civil.

Tal ataque iria ocorrer provavelmente, segundo os especialistas, pelo sul do país, onde as manobras são realizadas.

As manobras anunciadas nesta segunda-feira, que são realizadas em 190 mil km², tentam reforçar a coordenação entre os Guardiões da Revolução, guarda do regime que controla em particular os mísseis iranianos, e as forças armadas tradicionais, disse o comunicado citado pela Irna.


Mais notícias de Oriente Médio »

AFP

ESPANHA - SINDICATOS CONTRA GOVERNO JUDEU SIONISTA

RESULTADO DAS PRIVATIZAÇÕES - ESPANHA FERVE COM OS SINDICATOS - A EXIGÊNCIA É DO SIONISTA "FMI", A EXEMPLO DO QUE ACONTECEU EM PORTUGAL E NA GRÉCIA - ENQUANTO ISSO, OS JUDAICO-SIONISTAS SE REFESTELAM, DISTRIBUINDO CASAS A FUNDO PERDIDO EM ISRAEL, 500.000,00 A CADA JUDEU!

Sindicatos contestam reforma laboral

por dn.pt19 Fevereiro 2012
Desfile de Barcelona juntou multidão
Desfile de Barcelona juntou multidão Fotografia © Reuters-Albert Gea

Grandes manifestações são primeiro grande desafio às mudanças impostas pelo governo Rajoy, que nada mais é, doeu um "CAVALO DE TRÓIA SIONISTA".

Dezenas de milhares de pessoas desfilaram nas ruas das grandes cidades espanholas em protesto pela reforma laboral do governo do PP, que entre outras medidas reduz as indemnizações por despedimento. A nova lei flexibiliza o mercado de trabalho para empresas que estejam três trimestres a perder receitas e a contratação coletiva perde influência.. A Espanha tem um desemprego recorde de 23,5% e muitos economistas culpam a rigidez da lei.

Os protestos foram convocados pelas centrais sindicais e reuniram, segundo números sindicais, meio milhão de pessoas em Madrid e 450 mil em Barcelona. Desfilaram também os "indignados" (movimento 15-M) e os protestos contaram com a presença de delegações socialistas. Nos cartazes podia ler-se que a reforma laboral é "injusta, ineficaz e inútil". Os sindicatos dizem que a reforma laboral vai apenas aumentar o desemprego, ao facilitar os despedimentos, e ameaçam prosseguir a luta com uma greve geral.

Em resposta a este primeiro desafio político de grande envergadura, o primeiro-ministro Mariano Rajoy disse que a reforma laboral "é justa e necessária". Os conservadores afirmam que têm um mandato reformista e que as novas leis laborais são necessárias para os milhões de espanhóis sem trabalho.

HITLER - REVELADO UM FILHO COM UMA FRANCESA

Revelação
Hitler teve um filho ilegítimo?

por DN.ptOntem
Hitler teve um filho ilegítimo?

Novas informações suportam a teoria de que Adolf Hitler teve um filho em 1918, mantido em segredo, devido a um romance com uma adolescente francesa.

Foram revelados novos dados que apoiam a teoria de que o ditador nazi, Adolf Hitler, terá tido um filho em 1918, mantido em segredo, após uma relação que manteve com uma adolescente francesa, segundo afirma a revista francesa "Le Point".

O filho ilegítimo do ditador alemão chamava-se Jean-Marie Loret e morreu em 1985. Na sua juventude, juntou-se à Resistência francesa e lutou contra as forças de ocupação alemãs. Numa autobiografia, muito estudada e discutida por vários perítos, Loret afirma claramente ser filho de Hitler. A revista francesa apresenta agora como novidade, uma comparação entre documentos escritos por Hitler e Loret (veja aqui os documentos), revelando ainda que o exército francês terá financiado a mãe de Loret durante a Segunda Guerra Mundial e que foram descobertos vários quadros no sotão de sua casa, que terão sido, provavelmente, pintados por Hitler.

A revista "Le Point" assegura ainda que Jean-Marie Loret tentou, nos anos 70, demonstrar o seu parentesco com Adolf Hitler, tendo contratado para isso vários especialistas: um historiador que visitou a sua casa de infância, um perito em antropologia e genética, da Universidade de Heidelberg, que comparou amostras de sangue de ambos e demonstrou que pai e filho têm o mesmo grupo sanguíneo, um especialista em fisionomia comparativa e um períto em grafologia, que comparou a escritura dos dois homens. "Todos chegaram à mesma conlusão: Jean-Marie Loret é, sem dúvida, filho de Hitler", afirma a revista.

A mãe de Loret, Charlotte Lobjoie, tinha 16 anos quando Hitler, que serviu em França durante a Primeira Guerra Mundial, manteve um romance com ela em 1917. Segundo escreve Loret, na sua autobiografia, os seus pais conheceram-se num campo de feno em Fournes-en-Weppe.

Charlotte Lobjoie sempre se negou a falar sobre as circunstâncias que rodearam o nascimento do seu filho e deu-o para adoção em 1943. Apenas umas semanas antes de morrer é que reconheceu, finalmente, a paternidade de Loret.

RÚSSIA - PUTIN SERÁ ELEITO NO 1o. TURNO

Rússia/Sondagem
Vladimir Putin irá ser eleito Presidente à 1.ª volta

por LusaOntem
Vladimir Putin irá ser eleito Presidente à 1.ª volta
Fotografia © REUTERS/Tatyana Makeyeva

O dirigente do Centro de Estudo da Opinião Pública da Rússia (VTSIOM), Valeri Fedorov, revelou hoje dados de uma sondagem que dá a vitória ao primeiro-ministro Vladimir Putin na primeira volta das eleições presidenciais.

"Segundo o prognóstico do VTSIOM, as eleições terão apenas uma volta, Putin vencerá com 58,6 por cento dos votos", declarou Fedorov, numa conferência de imprensa.

"Guennadi Ziuganov [líder comunista] ficará em segundo lugar e conquistará apenas 14,8 por cento dos votos; Vladimir Jirinovski [candidato ultranacionalista] conseguirá 9,4; Mikhail Prokhorov [magnata russo] terá 8,7 e Serguei Mironov [dirigente do Partido Rússia Justa] ocupará o último lugar com 7,7 por cento dos votos", acrescentou.

Valeri Fedorov frisou também que "apenas 18 por cento dos russos não acreditam que as eleições serão limpas".

As eleições presidenciais deverão realizar-se a 04 de março.

As várias forças políticas preparam-se já para o dia seguinte ao escrutínio.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

WIKILEAKS SIRIA-SIONISMO SUBORNA DEPUTADO DA OPOSIÇÃO

WIKILEAKS SIRIA-SIONISMO À OPOSIÇÃO DINHEIRO NA MALA

“Metam o dinheiro numa mala, e estamos conversados”

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012
Só WikiLeaks salva!

Oposição síria, em 2006, para os EUA:
2. (C) “Metam o dinheiro numa mala, e estamos conversados”

Basil Dahdouh, deputado independente do Parlamento Sírio entende que o dinheiro agora oferecido envia importante mensagem à oposição, indicando que os EUA estão sendo “sérios”, na disposição para cooperar. Essa mensagem estimulará a oposição. Contudo, o deputado considera o modo como o dinheiro tem sido entregue “burocrático, legalista e ‘público’ demais para dar algum resultado”. “Aqui nessa região as coisas não são feitas desse modo” – disse Dahdouh. “Khalid Misha'al vai a Teerã e volta com alguns milhões numa mala simples. Não precisa assinar recibos, nem papelada, nem precisa de computadores” – disse ele. Para o deputado, o modo como os EUA entregamos o dinheiro é característico de estado com leis e regulações, “mas nada disso corresponde à mentalidade nessa região”. Por fim, o deputado Dahdouh disse que o fato de a entrega de dinheiro ser pública, do conhecimento de vários, dada a imagem dos EUA no mundo árabe, acabará por destruir a credibilidade de qualquer um que receba o dinheiro. As pessoas dirão “Ora, claro que ele disse tal ou tal coisa. Ele é pago pelos norte-americanos”.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

EUA–"OCUPYY WALL STREET" (NINHO SIONISTA) ESTÁ NO INÍCIO

A revolta de Wall Street ocupa apenas começando
31 DE DEZEMBRO DE 2011 1 COMENTÁRIO

O SIONISMO JÁ ESTÁ DE ORELHA EM PÉ, A OCUPAÇÃO DO NINHO DELES ESTÁ APENAS COMEÇANDO!

O ano termina apenas para marcar o começo do começo, dizem os membros de Wall Street ocupa , aqueles que se preparam iniciativas para 2012 em ações na arena eleitoral na luta por habitação, saúde e educação para todos, em bairros e áreas do país, como discutido na próxima fase de seu movimento.

Hoje marca o que o cineasta Michael Moore eo Wall Street Journal lembrado como o primeiro emprego neste país em nome de uma causa de justiça econômica. 75 anos atrás, em 30 de dezembro, centenas de trabalhadores (incluindo tio Moore) ocuparam a fábrica da General Motors carro em Flint, Michigan, durante 44 dias. Embora a empresa, no inverno, suspenso aquecimento e água para a planta, e várias tentativas de despejo por parte da polícia e até mesmo a Guarda Nacional, a empresa finalmente cedeu às exigências e reconhecido Auto Workers UAW, em que é lembrado como um divisor de águas na luta EUA de trabalho.

"Mas 75 anos depois, os patrões e as elites se recuperaram todo o poder e controle. Eu não posso pensar de uma maneira melhor de honrar os ocupantes originais que a participação de todos nós no movimento em Wall Street, em qualquer que seja a forma que assume em cada um de nossos povos ", escreveu Michael Moore. Faça alguma coisa, qualquer coisa, mas não fique em silêncio. Agora não. Este é o tempo.
O movimento ocupa não entrou em colapso após vários despejos de plantas, repressão, prisões e do frio do inverno.

Em sua primeira ação contra a política de campanhas, no início do ano eleitoral de 2012 - mais de 25 manifestantes foram presos nestes últimos dias em Iowa, onde começou a corrida entre os candidatos presidenciais republicanos para a nomeação. Queixar-se que mais uma vez temos os políticos que tiverem sido compradas por Wall Street e um por cento, centenas de ativistas vêm de diferentes partes do país para alguns escritórios de campanha intentartomar de vários candidatos republicanos, mas também nos escritórios do Partido Democrata e seu candidato, o presidente Barack Obama . Ocupa Des Moines, a principal cidade do estado, ainda tem um campo de lá.
Por outro lado, as ações para enfrentar a crise das hipotecas, ocupa em Atlanta ativistas levou para recuperar uma casa recuperados por famílias sem-teto, em Oakland, a polícia expulsou a ocupação de uma outra casa apreendeu, entre outras ações semelhantes em vários pontos o país.
Aqui em Nova York, para celebrar o despertar maravilhoso que ocorreu em 2011, ocupa

Wall Street chama para uma festa de 99 por cento na Praça da Liberdade, local do primeiro acampamento foi estabelecido em 17 de Setembro, que foi expulso posteriortemente para Revolução de Ano Novo na noite de 31.
Aquela noite foi um programa de demonstração de ruído fora do centro de detenção metropolitano, para expressar solidariedade com os prisioneiros e denunciar o sistema prisional. Ações paralelas terá lugar em Seattle, Oakland, Baltimore, Atlanta, Vancouver e Londres, entre otras.Una manifestação de ruído rompe o isolamento e alienação das células que criar os nossos inimigos, dizem os organizadores.

Eles continuam a registrar as ações e atividades em centenas de cidades e vilas, algumas muito pequenas, durante estas últimas semanas (uma investigação descobriu que, em Dezembro de 143 vilas e cidades da Califórnia foram relacionados a atividade ocupa). O movimento tem presença cada vez maior não só nas áreas metropolitanas, mas em áreas rurais, onde a sua mensagem também ressoa.
O lendário cantor country Willie Nelson, o mais famoso defensor dos pequenos agricultores, chamados a assumir o sistema alimentar, afirmando que devido ao movimento ocupa Wall Street há uma compreensão mais profunda do poder exercido pelas grandes empresas, na grande maioria dos nós. Ele afirma que ninguém sabe disso melhor do que os agricultores familiares, cuja existência, vivendo da terra, tornou-se cada vez mais difícil, pois as empresas passaram a dominar nossas fazendas e do sistema alimentar.

elson escreveu em leitor de notícias suportados que o controle corporativo do nosso sistema alimentar tem levado à perda de milhões de famílias de agricultores, a destruição de nossas terras, poluição da água e epidemias de saúde, de obesidade e diabetes. Não podemos tolerar isso. Nosso sistema de alimentação pertence aos agricultores familiares não devem ser controladas por um punhado de empresas.

Enquanto isso, aqui como em outras entidades, reuniões semanais são ainda dezenas de grupos de trabalho que vão desde a ação direta acocina, um centro de pesquisa móvel, um dedicado às artes e música, outras questões ambientais, outros sistemas financeiros alternativa, bem como grupos de meditação, desempenho e muito mais, onde todos são convidados a participar. Há propostas, planos ou discutir os próximos passos deste movimento. Qualquer proposta ou iniciativa é trazida antes da assembleia geral, que deve ser aprovado por consenso.

Este processo, sem líderes, a estrutura horizontal está em andamento em centenas de cantos de todo o país. É aí que nós estamos criando a próxima fase do movimento ocupa Wall Street, eles prometem, vai ocupar em 2012.
(Extraído do La Jornada )

EUA – JUDEUS SIONISTAS USAM MERCENÁRIOS TERRORISTAS

As missões de segurança do Pentágono privatizadas dos países ameaçados
24 DE NOVEMBRO DE 2011 3 COMENTÁRIOS

Um escritório pouco conhecido dentro da burocracia do Pentágono gigante é responsável pela adjudicação de contratos bilionários com privados para antidrogas dos EUA e missões de contraterrorismo ou, como ele diz, "ameaça narco-terrorista" no México, Afeganistão, Paquistão, Colômbia e outras partes mundo.

Os contratos que serão concedidos a partir deste escritório para empresas privadas incluem serviços de segurança internacionais em lugares como Afeganistão, que alguns chamam de mercenários a celebrar contratos de formação de pilotos militares mexicanos. Em outras palavras, é parte do processo de privatização da assistência militar e de inteligência acaba por ser um negócio muito lucrativo, uma vez que apenas este contrato de escritório concedidos a empresas terá um valor total de mais de 3 bilhões de dólares, informa o revista Wired.

A entidade é chamado Escritório contra o narcoterrorismo Programa, Departamento de Defesa (CNTPO, por sua sigla em Inglês), um escritório de compras para os programas do Pentágono, e solicitaempresas segurança ou atividades sob a rubrica de lidar com o narco-terrorismo, que que vão desde missões para treinar pilotos e Hawk helicópterosBlack outro para a Secretaria de Segurança Pública do México, para treinar comandos navais no Azerbaijão ou melhorias em anti-terrorismo a proteção da força para a vigilância das fronteiras entre o Paquistão eo Afeganistão, de acordo com o anúncio oficial divulgado pelo governo federal o setor empresarial discutido por La Jornada.

O valor desses contratos faz CNTPO é uma das fontes mais lucrativas de financiamento para empresas de segurança privadas, relatórios Wired.
Os contratos incluem operações, logística e construção, de treinamento de forças estrangeiras e apoio programar algo chamado. Para alguns críticos citados pela revista, o escritório encarregado de privatizar a execução de programas de drogas e contraterrorismo do governo dos EUA com bilhões de dólares.

CNTPO Diretório está sob o comando de Operações Especiais Conflito intensidade baixa, no Pentágono, no setor de carga deantinarcóticos e ameaças globais. Embora criada em 1995, trouxe a atenção em 2007 quando ele contratou uma subsidiária da agora famosa empresa de segurança Blackwater privado, juntamente com várias das maiores empresas da indústria militar para uma ampla gama de programas de combate ao tráfico de drogas.

Em 2009, recém-contratado da Blackwater para treinar polícia afegã. Mas esta empresa foi acusada de violar os direitos humanos e até mesmo roubar armas para a polícia mesmos que supostamente foi treinado, entre outros abusos (o escândalo Blackwater levou a mudar de nome).

CNTPO descreve seu mandato como perturbar, impedir e derrotar a ameaça à segurança nacional pelo comércio ilícito de todas as suas formas: drogas, armas e explosivos, precursores químicos, contrabando de pessoas e de dinheiro e branqueamento, e isso torna a mundo.

Na descrição de quaisquer contratos CNTPO visa conceder, conforme descrito pelo governo federal prestado através do anúncio formal desta oportunidade de negócio para o setor empresarial, relacionado para o México incluem: formação para os motoristas das forças armadas, a formação para pilotos, mecânicos e equipamentos UH-60 helicópteros, Schweizer 333 ou OH-58, para o Ministério da Segurança Pública, a formação de até 48 pessoas para comando e piloto de helicópteros Bell 206, desenvolvimento e entrega de currículo, fornecer todas as pessoal, equipamento e materiais, acções de formação e pilotos de visão noturna de helicópteros e tripulação. Tudo isso para o México.

Outros contratos no México incluem: avaliação da condição material de aeronaves C-26 Fairchild e entregar um sistema de microondas de comunicação e treinamento para operar, a troca de informações sobre a atividade de tráfico de drogas entre as agências de segurança dos Estados Unidos e no México.

Na semana passada, representantes de cerca de 180 empresas chegaram a um briefing sobre a adjudicação de contratos CNTPO a empresas privadas especializadas no negócio de segurança para estas missões no mundo, incluindo o México.
(Extraído do La Jornada)

AFEGANISTÃO–CORONEL AMERICANO - GUERRA PERDIDA

Pentágono engana as pessoas sobre a guerra no Afeganistão, diz oficial dos EUA (relatório +)
15 FEV 2012 1 COMENTÁRIO

O tenente-coronel Daniel L. Davis. Foto: The New York Times.
"Os oficiais superiores da Forças Armadas dos EUA realidade distorcida ao relatar tanto o Congresso eo povo americano sobre a situação no Afeganistão, que a verdade se tornou irreconhecível."

Essa é a avaliação de um novo relatório crítico elaborado pelo tenente-coronel Daniel Davis, que em outubro retornou de sua segunda transferência para o Afeganistão de um ano e afirma que os agentes não dizer aos americanos o que está errado esta guerra que leva uma década.

Davis afirma que os afegãos locais são incapazes de satisfazer as necessidades básicas das pessoas e os insurgentes controlam praticamente todas as áreas do Afeganistão fora da vista dos EUA bases.

Democracy Now! também entrevistou Michael Hastings da Rolling Stone, que tem uma cópia do relatório completo e publicado na semana passada.
"O tenente-coronel Davis está no lado certo da história e do fato [é] que ele acredita nisso e está disposto a arriscar [sua carreira]", diz Hastings.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

SÍRIA–SIONISTAS, SAUDITAS E TURCOS PLANEJAM ATAQUE

Planos de preparação para a guerra: Pentágono planeja guerra contra a Síria
12 DE FEVEREIRO DE 2012 3 COMENTÁRIOS

Por Chris Marsden

O Pentágono elaborou planos de intervenção militar na Síria .

Um ataque militar seria coordenado com a Turquia, os Estados do Golfo e potências da NATO, de acordo com relatórios formalmente pela primeira vez reconheceu a existência de tais planos. O plano é descrito como uma "análise interna" pelo Comando Central do Pentágono, para permitir que o presidente Barack Obama manteve a ficção de que a Casa Branca continua a procurar uma solução diplomática.

Esta é considerada vital, pois é muito provável que a intervenção militar será realizada através de várias alternativas para o Médio Oriente, a quem os EUA contará com apoio e poder aéreo da OTAN, Turquia e da Liga Árabe, liderada pela Arábia Saudita e Qatar não querem ser vistos pelo que são: verdadeiros fantoches dos EUA, querem esconder sua participação no evento.

No Financial Times de 06 de fevereiro, Anne-Marie Slaughter, ex-diretor de política de ordenamento do Departamento de Estado dos EUA, argumentou para "algum tempo ... para a continuação dos esforços diplomáticos para alterar a fidelidade de sunita classe mercantil em Damasco e Aleppo. "

Como no caso da guerra contra a Líbia no ano passado, a intervenção militar será justificada, citando a "responsabilidade de proteger" civis. Mas seu verdadeiro objetivo é a mudança de regime para instalar no poder um governo capacho e mancomunado com Washington, que seja sunita e aliado com os Estados do Golfo, e hostil ao Irã.

Um funcionário do Departamento de Estado disse ao britânico Daily Telegraph que "a comunidade internacional pode ter de" militarizar "a crise na Síria" e que "o debate em Washington passou de diplomacia."
Jay Carney, secretário de imprensa da Casa Branca, disse: "Nós, é claro, considerando-se a ajuda humanitária para o povo sírio, e fizemos por algum tempo."

O Telegraph disse: "Qualquer plano para fornecer ajuda ou estabelecer uma zona tampão que envolvem uma dimensão militar para proteger os civis ou comboios de ajuda vulneráveis."

Proeminentes figuras políticas em público americano também apelar às armas do Exército sírio grátis (SLA), um sunita exclusivamente força estacionada na Turquia e apoiado e financiado por Ancara, Riad e Doha. Eles incluem Joe Lieberman, John McCain e Lindsey Graham.

O assunto foi discutido esta semana em Washington diretamente com ELS, cujo coordenador de logística, Sheikh Abassi Zuheir, participou de uma videoconferência na quarta-feira com um think tank de segurança nacional dos EUA.

EUA, França, Grã-Bretanha e da Liga Árabe e operar fora do quadro das Nações Unidas como uma coalizão de "Amigos da Síria", a fim de superar a oposição da Rússia e da China a uma intervenção da Líbia de estilo.

Sabe-se que o Qatar e a Arábia Saudita estão a armar o SLA e têm as suas próprias equipes e consultores na área, como fizeram na Líbia.

De acordo com o site no site da inteligência israelense Debka File-, unidades de forças especiais britânicas e Catar e vão "operar secretamente com as forças rebeldes na cidade síria de Homs, a apenas 162 quilômetros de Damasco ... Nossas forças relatam que duas tropas estrangeiras estabeleceram quatro centros de operação - no norte do distrito de Homs Khaldiya, Bam Amro no leste e Derib Bab Rastan e para o norte. Cada distrito tem cerca de um quarto de milhão. "

Mas os Estados do Golfo não tem o poder de fogo necessário para derrubar o regime de Assad. O jogador-chave é a Turquia. Debka-apresentar o relatório assinala que a presença de tropas britânicas e Qatar "foi utilizado pela primeiro-ministro turco Tayyip Erdogan para o novo plano apresentado ao parlamento em Ancara terça-feira, 7 de fevereiro. Tratar quotas como Grã-Bretanha Catar estrangeira introduziu o primeiro pé pela porta da Síria, seu plano é entrar em um exército turco-árabe novo Homs por aquela porta e sob a proteção dessas quotas. Mais tarde, eles iriam para outras cidades que eram os pontos quentes ".

Turquia discute publicamente a intervenção militar com base no estabelecimento de "paraísos seguros" e "corredores humanitários" e ministro das Relações Exteriores Ahmet Davutoglu vai visitar Washington esta semana depois de declarar que as portas estão abertas aos refugiados turcos na Síria.

Escrevendo na New Republic em 9 de fevereiro, Soner Cagaptay argumenta: "A relutância de Washington para realizar uma operação pode ser uma bênção, deixando espaço para a Turquia a tomar as rédeas ... Turquia apoiaria uma intervenção no ar para proteger os abrigos designados ONU -, enquanto a missão é liderada por uma "força regional" composto por militares turcos e árabes. Qatar e Arábia Saudita, que financiam a oposição, deve estar feliz de trabalhar com seu novo aliado em Ancara para proteger abrigos, Washington e as potências européias poderiam então apoiar a operação à distância, facilitando o seu sucesso. "

O objetivo do Irã tornou-se isolar o objetivo declarado de autoridades dos EUA e de Israel, apoiado por uma campanha de mídia envolvendo destaque na imprensa "liberal", misturando a hipérbole sentimento anti-iraniano professa preocupação humanitária o destino do povo da Síria.

Efraim Halevy, ex-conselheiro de segurança nacional israelense e diretor do serviço de espionagem Mossad 1998-2002 escreveu no The New York Times em 7 de fevereiro descrevendo a Síria como "o calcanhar de Aquiles do Irã".

Ele escreve: "O fulcro da Síria permite que o Irã dos mulás de Teerã continuar suas implacáveis e violentos políticas regionais - e devemos acabar com a sua presença ... Quando isso for feito, todo o equilíbrio de forças na região teria de sofrer uma mudança radical. "
O homólogo britânico do New York Times, The Guardian, Simon Tisdall confia a tarefa de apoiar um sentimento anti-iraniano similar. O Comitê elogia o ridículo das reivindicações de Hillary Clinton de intervenção estrangeira Assad em apoio da oposição como "triste ... mas plenamente justificada. Ao contrário, ele insiste, "uma potência estrangeira mais activamente na Síria não é EUA ou Grã-Bretanha, França e Turquia. Nem é a Rússia, Arábia Saudita e seus aliados do Golfo. Ele é o Irã - e lutar ferozmente para manter o status quo ".

As terríveis conseqüências de uma guerra dos EUA contra a Síria seria aquela da aventura da Líbia.A Síria é apenas a antecâmara de uma campanha para a mudança de regime no Irã e sua seleção ainda mais claramente representa um conflito com a Rússia e, possivelmente, China.

No mês passado, Moscow enviou três navios de guerra, incluindo um porta-aviões, em sua única base naval no Mediterrâneo, o porto sírio de Tartus. O veto veio após a resolução da Liga Árabe apoiada por os EUA, França e Reino Unido, que deve pavimentar o caminho para uma intervenção, e ministro das Relações Exteriores enviou a Damasco para conversas com Assad na terça-feira, em outro show de solidariedade. Lavrov foi acompanhado por Mikhail Fradkov, chefe do Escritório de Inteligência Externa da Rússia.

De importância ainda mais, o dia seguintes comentários feitos pelo primeiro-ministro Vladimir Putin, vinculando os esforços para derrubar Assad uma ameaça direta para a estabilidade na Rússia Ocidental através de seu apoio aos protestos da oposição naquele país. "Um culto da violência tem sido apontando em assuntos internacionais na última década", disse ele. "Ele não pode deixar de causar preocupação ... e não devemos permitir que nada parecido com isso no nosso país."
(De Rebellion)

SÍRIA INTOCÁVEL – DECLARA PUTIN - RÚSSIA

SÍRIA INTOCÁVEL – DIZ PUTIN
A Rússia não aceitará interferência na Síria, diz Putin
08 DE FEVEREIRO DE 2012 45 COMENTÁRIOS

Vladimir Putin
Primeiro-ministro russo Vladimir Putin nesta quarta-feira que a Rússia não aceitará qualquer forma de interferência na Síria e pediu aos países árabes e ocidentais "que não se comportam como um touro numa loja de porcelana" com aquele país.
"Nós condenamos, é claro, todas as formas de violência, de onde ele vem. Mas você não precisa se comportar como um touro numa loja de porcelana. É necessário deixar os sírios decidir seu próprio destino ", disse o primeiro-ministro russo em uma reunião com líderes religiosos.

Desde o início das tensões internas na Síria, em março de 2011, a Rússia manifestou a sua oposição frontal a qualquer interferência, enquanto os países ocidentais não deixam de exigir a saída do presidente Bashar al-Assad.

Sobre a situação na Síria e na Líbia, Putin considerou essencial "para parar a possibilidade de que estes países resolver seus próprios problemas."

Mais cedo, o ministro russo do Exterior, Sergei Lavrov retorno a Damasco, onde se encontrou com Al-Assad disse que a saída do presidente sírio deveria ser decidido por "os sírios se" como um resultado de negociações entre o poder ea oposição.

As conversações com Assad, que Lavrov como "muito útil", ocorreu após o veto que a China ea Rússia opuseram-se à do Conselho de Segurança da ONU, no sábado, um projeto de resolução apresentado pelos países árabes e ocidentais condenando Síria.
O veto chinês e russo provocou indignação dos países ocidentais e árabes, e foi descrito como uma "licença para matar" pela oposição síria.

Rússia denunciou a "reação histérica" nos países ocidentais, e reiterou que a resolução deve estar no mesmo plano que os excessos do regime de Assad e os "extremistas" da oposição.

O governo russo declarou que aceitaria um cenário como o da Líbia, na Síria, um ponto que Putin sublinhou quarta-feira.

Putin criticou a intervenção da coligação internacional liderada pela NATO na Líbia, o que levou à queda, em outubro, o regime de Muammar Kadafi.

De acordo com Putin, em muitas aldeias que apoiaram o regime líbio do coronel Gaddafi "foram produzidos e produzir excessos terríveis, mas ninguém fala sobre eles."

"Essas são as conseqüências terríveis de intervenção estrangeira, especialmente militar", disse ele.

Rússia, membro permanente do Conselho de Segurança da ONU falhou março 2011 em uma votação sobre as operações internacionais contra as forças de Gaddafi. Mas pensei, mais uma vez, que os ataques de aviões de guerra da OTAN contra a Líbia estavam fora do âmbito da resolução.

Três semanas antes da eleição presidencial russa em que Putin tem emergido como favorito, "A Rússia tem uma forte e clara, emitida pelos interesses do Estado", disse à AFP analista Boris Dolgov.
(Com informações da AFP)

MALVINAS – SIONISTAS ENVIAM ARSENAL NUCLEAR

Outro sinal de militarização nas Ilhas Falkland
15 FEV 2012 FAÇA UM COMENTÁRIO
Um dia depois de ministro das Relações Exteriores, Héctor Timerman, aceitar a mediação da ONU, o Ministério das Relações Exteriores da Argentina alertou que a viagem até o arquipélago de um grupo de legisladores britânicos, membros do Comité de Defesa do Parlamento, demonstra "as prioridades "Reino Unido e da militarização do Atlântico Sul, a Argentina fez a semana passada, informou o Conselho de Segurança.

Em um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores disse que "depois de enviar um barco" Destroyer ", um submarino nuclear ea chegada em uniforme militar do príncipe", ele anunciou a chegada de uma comissão de parlamentares dedicados a assuntos militares "é ratificação das prioridades do país que corroboram as alegações feitas pela Argentina às mais altas autoridades das Nações Unidas sobre a militarização do Atlântico Sul por uma potência extra-regional ".

"As Ilhas Malvinas foram transformados pelo Reino Unido em uma parte fundamental de um sistema de milhares de bases militares milhas de Londres para controlar o Atlântico Sul o acesso inter-oceânica e projeção para a Antártida, assim também garantir exploração dos recursos naturais do Atlântico Sul que pertencem ao povo argentino ", disse San Martin declaração Palace.

Além disso, o documento, o ministério conduzido por Timerman reiterou que a Grã-Bretanha indicam a presença de um submarino nuclear em uma área livre de armas nucleares. "Recorde-se que em 2003 a Grã-Bretanha teve de admitir que anos antes tinha introduzido armas nucleares no Atlântico Sul", é realçado.

A carta refere que "A Argentina continuará a se reportar à Organização das Nações Unidas cada um dos actos do Reino Unido com vista a escalada de conflitos e as águas militarização dos países da região representam uma zona de paz".

Neste sentido, o Ministério das Relações Exteriores da Argentina fez "uma nova chamada para abrir as negociações para uma solução pacífica para a questão das Malvinas".

ITÁLIA–CORRUPÇÃO, PEDOFILIA, FALSIFICAÇÃO-BERLUSCONI

Promotor do caso Mills pede cinco anos de prisão para Berlusconi

Ex-premiê italiano é acusado de pagar advogado para prestar falso testemunho a seu favor em outro julgamento

iG São Paulo | 15/02/2012 13:40

Silvio Berlusconi deixa Palácio Quirinale depois de entregar sua renúncia (12/11/2011)

Um promotor de Milão pediu que o ex-premiê da Itália Silvio Berlusconi seja condenado a cinco anos de prisão pelo caso Mills, no qual é julgado por corrupção.
Berlusconi é acusado de ter pago US$ 600 mil ao advogado britânico David Mills para que prestasse um falso testemunho a seu favor em outros dois julgamentos.
Leia também: Marcado por corrupção e escândalos sexuais, Berlusconi caiu pela economia

O pagamento teria sido feito no final da década de 1990 e ajudado a absolver Berlusconi de acusações ligadas à evasão fiscal. Berlusconi alegou não se lembrar de Mills, um dos muitos advogados que o grupo Fininvest, do qual é dono, possuía no exterior.

Tanto a defesa de Berlusconi quanto Mills disseram que o advogado recebeu o dinheiro do armador italiano Diego Attanasio para enganar o fisco britânico. Durante o julgamento, porém, Attanasio negou a história.

O promotor Fabio de Pasquale disse que a defesa do ex-premiê está baseada em documentos falsos e tentou mostrar que o crime só prescreverá entre maio e julho – a defesa de Berlusconi, porém, afirma que o crime prescreveu em 3 de fevereiro.

Agora, o Tribunal de Milão terá de decidir qual a data correta de prescrição. Se aceitar o argumento do promotor, divulgará sua sentença.
Berlusconi renunciou em novembro de 2001, em meio a uma grave crise econômica a Itália. O caso Mills é um dos quatro julgamentos que o ex-premiê enfrenta em Milão, junto ao caso Ruby (no qual é acusado de incitação à prostituição de menores e abuso de poder), o caso Mediaset (fraude fiscal) e o caso Unipol, no qual é acusado de participação na revelação de segredo profissional.
Com AP e EFE

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

VENEZUELA – OPOSICIONISTA VEM AO BRASIL CONSEGUIR APOIO CONTRA CHAVEZ




Equador, Bolívia, Uruguai e Argentina, são países que fecharam as portas aos Judeus Sionistas RECEPTADORES DE ESTATAIS, e estão passando ao largo da crise provocada pelos JUDEUS SIONISTAS, mundo afora, exemplo de países que privatizaram e quebraram: --ITÁLIA, IRLANDA, ESTADOS UNIDOS, ESPANHA, PORTUGAL E GRÉCIA, e todos estão provocando revoltas de seus povos, os governantes desses países, ou são JUDEUS SIONISTAS, ou são "CAVALOS DE TROIA SIONISTAS"

Capriles, nada mais é, do que um “CAVALO DE TRÓIA SIONISTA”.("CAVALO DE TRÓIA QUER DIZER ALGUÉM PLANTADO EM LOCAL ESTRATÉGICO, PARA SIMPLESMENTE AJUDAR O LADO CONTRÁRIO")

Espero que ele perca as eleições e CHAVEZ ganhe novamente, a VENEZUELA não merece o destino da GRÉCIA!

Novo líder da oposição venezuelana deve vir ao Brasil

O novo líder da oposição venezuelana, Henrique Capriles, afirmou nesta segunda-feira que está trabalhando na agenda de visitas ao exterior após vencer as primárias organizadas pelos adversários do presidente, Hugo Chávez, e destacou que sua primeira viagem deve ser para o Brasil.
Capriles disse que tem pensado em visitar a América do Sul e a Europa e que está "montando" essa agenda de contatos, embora tenha ressaltado que não tem por que transformar essas viagens em algo "midiático".
O político, que se definiu como seguidor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, venceu nas primárias da oposição realizadas no domingo com 1.806.860 votos contra os 867.601 do governador de Zulia, Pablo Pérez.
Cerca de 2,9 milhões de pessoas participaram das primárias opositoras, onde Capriles foi nomeado candidato de unidade para enfrentar Chávez nas eleições presidenciais do próximo dia 7 de outubro.