sexta-feira, 6 de abril de 2012

FRANCE –“2ºT” HOLLANDE "VIT" 54% SARKOZYONIZM "DEFENESTRADO" 46%

FRANCE – (“2º. T”) HOLLANDE 54% SARKOZIONIZM 46%
Em nova pesquisa, Hollande sobe e se reaproxima de Sarkozy no 1º turno
Candidato socialista voltra a subir pela primeira vez após presidente ter entrado em campanha


Em nova pesquisa de opinião para a corrida presidencial francesa divulgada na noite desta quarta-feira (04/04), o socialista François Hollande recupera terreno e se aproxima no primeiro turno do presidente Nicolas Sarkozy, que tenta reeleição. O candidato do PS ainda asseguraria uma vitória tranqüila no segundo, com oito pontos de vantagem sobre o atual chefe de Estado.

Efe

O candidato do Partido Socialista, François Hollande

De acordo com levantamento da CSA, realizado entre os dias 2 e 3 de abril, Sarkozy, da UMP (União por um Movimento Popular) somaria 30% das preferências do primeiro, que será realizado no próximo dia 22. O líder da direita mantém o mesmo percentual alcançado na última pesquisa realizada pelo mesmo grupo, na semana passada. Já Hollande subiu três pontos, de 26% para 29%.

Esta é a primeira pesquisa que mostra uma melhora no desempenho do candidato socialista depois que Sarkozy iniciou oficialmente sua campanha pela reeleição. A pesquisa foi realizada antes dos dois candidatos favoritos terem apresentado suas propostas de governo, em ações de campanha realizadas entre quarta (por Hollande) e quinta-feira (por Sarkozy).

Nas prospecções para o segundo turno, marcado para o dia 22 de maio, Hollande, que herdaria os votos do terceiro colocado, Jean-Luc Mélenchon, e de parte dos eleitores do centrista François Bayroux, obteria uma vitória por 54% a 46%.

Entre os demais candidatos, o CSA, que ouviu 884 pessoas, é mais um instituto que confirma a consolidação de Mélenchon, da Frente de Esquerda, no terceiro lugar. Ele subiu 2,5 pontos, alcançando 15. Já Marine Le Pen, da Frente Nacional, de extrema-direita, perdeu dois pontos, chegando a 13%. Bayroux, do MoDem (Mpvimento Democrático) é o quinto, com 10%, após recuar 2,5 pontos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário