sábado, 17 de março de 2012

SÍRIA - TERRORISTAS SIONISTAS ATACAM DAMASCO


SÍRIA - TERRORISTAS SIONISTAS ATACAM DAMASCO
Damasco atingida por dois carro-bomba
TERRORISTAS PATROCINADOS POR ISRAEL, ARÁBIA SAUDITA E TURQUIA, APOIADOS POR SARKOSY DA FRANÇA E CAMEROON DA INGLATERRA, É QUE ESTÃO ATACANDO OS CIVÍS SÍRIOS, A EXEMPLO DO FAZEM NO IRAQUE, AFEGANISTÃO, LÍBIA, EGITO, IEMEN E NO LÍBANO, E DEPOIS ACUSAM OS GOVERNANTES LOCAIS, COM O INTUITO DE DESESTABILIZA-LOS E APEA-LOS DO PODER.
ESTE TIPO DE TERRORISMO JÁ MATOU MAIS DE 100 000 CIVÍS NA LÍBIA, E, CONTINUAM A MATANÇA, MESMO DEPOIS DO ASSASSINATO DE KADHAFI, OBJETIVANDO A DIVISÃO DO PAÍS.
Dois edifícios governamentais localizadas na capital síria foram atacados no início da manhã de sábado. De acordo com uma análise inicial revelada pelo ministro sírio da Saúde, estas explosões mataram 27 pessoas e uma centena de feridos.
Por Cecile Galluccio (vídeo) Despacho (texto) 

AFP - Vários civis e membros das forças de segurança foram mortos nos ataques ocorreu no início do sábado em Damasco, a televisão estatal síria anunciou.
Em marcha várias bandas, marcadas como a televisão, urgente Estado também disse que os dois ataques tinham como alvo a liderança da polícia criminal e um centro de informação da aviação, causando vítimas entre civis e membros forças de segurança.
DE MORTES DE CIVIS
Por Selim El Meddeb , França correspondente 24 no Líbano
Uma das explosões ocorreu entre a avenida eo bairro de Bagdá al-Qasaa, enquanto o segundo ocorreu no distrito de al-Douar Jamarik (área dos costumes ed), disse que a televisão.
A cadeia também afirma que "de acordo com relatos iniciais, é carros-bomba".
Observatório sírio dos Direitos Humanos (OSDH) tem, por sua vez, disse em comunicado que vários membros das forças de segurança foram mortos e outros feridos nas explosões que visam centros de segurança, mas não localizá-los.
Vários ataques ocorreram na Síria desde o início 15 de março, 2011 uma revolta popular hostil ao presidente Bashar al-Assad, que se recusa a reconhecer a extensão e acusado de "gangues armadas terroristas" para ser origem da violência que deixou mais de 9.000 mortos em um ano, de acordo com OSDH.

03 de março, dois civis morreram e 20 ficaram feridas em um atentado suicida na cidade de Deraa, berço do protesto no sul, foi o oficial SANA agência de notícias.
Em 6 de janeiro, uma bomba atingiu o centro de Damasco deixando dezenas de mortos e feridos, duas semanas depois de um ataque semelhante culpou pelas autoridades à Al-Qaeda e da oposição ao Bashar al-Assad disputada.
Em 10 de Fevereiro, dois carro-bomba sacudiu Aleppo (norte), a segunda cidade da Síria, matando 28 pessoas e feriu 235.



Nenhum comentário:

Postar um comentário