sábado, 31 de dezembro de 2011

I A T A - critica privatizações de aeroportos no Brasil

Iata critica privatização de aeroportos no Brasil

LUCIANA COELHO DE WASHINGTON

A Iata (Associação Internacional do Transporte Aéreo) cortou suas projeções para 2012 e revisou as deste ano, indicando pior performance na Europa ante a crise e, na América Latina, citando gargalos no Brasil. No pior cenário, a perda global em 2012 chegaria a US$ 8,3 bilhões (R$ 14,9 bilhões).
Comunicado emitido ontem cita o Brasil como "exemplo do que pode dar errado" pelo plano de privatizar aeroportos e incluir a Infraero como sócia. "É como colocar a raposa cuidando do galinheiro", diz o presidente da entidade, Tony Tyler. A Iata está "trabalhando duro com autoridades brasileiras para evitar tal erro", acrescentou ele.

PRIVATIZAÇÕES DOS AEROPORTOS-BRASIL=GRÉCIA=IRLANDA=ITÁLIA

A GRÉCIA perdeu suas estatais, que foram privatizadas por uma ninharia, IRLANDA também perdeu suas estatais, PORTUGAL não foi diferente, também perdeu todas suas estatais, a ESPANHA faz parte desta confraria de países vítimas do SISTEMA FINANCEIRO JUDAICO-SIONISTA, e singra um desemprego da ordem de 20% e a juventude amarga 45%, ocasionando a conseqüente perda de soberania, um país sem estatais é um país sem soberania, a privatização ocasiona também a perda de Direitos Trabalhistas, PORTUGAL que o diga, imposição do famigerado “FMI” e exigência das empresas que adquirem estatais, nesta esteira não faltará o desemprego, um exemplo gritante no Brasil, foi a privatizada EMBRAER, que demitiu 4.000 funcionários e a VALE, que demitiu uma cidade inteira, por conta de privatizações, praticamente todas estatais EUROPÉIAS foram privatizada, e em toda EUROPA o povo está literalmente quebrado, e a fome começa a espreitar alguns lares, a começar pela GRÉCIA.

Nos ESTADOS UNIDOS, um país sem estatais, a situação não é diferente, a ajuda do governo só é liberada aos BANCOS DO SISTEMA FINANCEIRO JUDAICO-SIONISTA, que continua a tomar as casas dos americanos, onde, segundo MICHAEL MOORE, cada 7,5 segundos um americano perde seu lar.

No Brasil, 1o. foi o SISTEMA DE TELEFONIA(privatização feita por “FHC”), 2o. o SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA(privatização feita por “FHC”), terceiro a EMBRAER(privatização feita por “FHC”,que demitiu 4.000 funcionários), quarto foi a VALE DO RIO DOCE(privatização feita por “FHC”, que demitiu uma cidade inteira), agora vão os AEROPORTOS(privatização que será feita por “DILMA”), depois a PETROBRÁS(que hoje já ostenta ser a maior do mundo), na fila das privatizações no Brasil, ainda temos o maior e mais sólido BANCO DO OCIDENTE, que é o BANCO DO BRASIL, tem ainda a “CEF”, que detém a maior carteira de mutuários do MUNDO.

Temos urgentemente que chamar o LULA de volta, pois do contrário, logo estaremos com o pires na mão, fazendo coro com os EUROPEUS E AMERICANOS, batendo na porta do “FMI”, que nada mais é do que o braço camuflado do SISTEMA FINANCEIRO JUDAICO-SIONISTA.

O Brasil que é o país mais rico do MUNDO, e os brasileiros não merecem ser assaltados, à luz do dia, e na maior cara de pau de seus governantes.

Enquanto isso, o Chavez faz o caminho inverso, nacionalizou bancos, minas de ouro e até universidades, proporcionando aos venezuelanos a INDEPENDENCIA NACIONAL E ECONOMICA.

confira o que estrangeiros esclarecidos, acham das PRIVATIZAÇÕES DOS AEROPORTOS:

Iata critica privatização de aeroportos no Brasil

LUCIANA COELHO DE WASHINGTON

A Iata (Associação Internacional do Transporte Aéreo) cortou suas projeções para 2012 e revisou as deste ano, indicando pior performance na Europa ante a crise e, na América Latina, citando gargalos no Brasil. No pior cenário, a perda global em 2012 chegaria a US$ 8,3 bilhões (R$ 14,9 bilhões).
Comunicado emitido ontem cita o Brasil como "exemplo do que pode dar errado" pelo plano de privatizar aeroportos e incluir a Infraero como sócia. "É como colocar a raposa cuidando do galinheiro", diz o presidente da entidade, Tony Tyler. A Iata está "trabalhando duro com autoridades brasileiras para evitar tal erro", acrescentou ele.

HIPOCRISIA CRISTÃ - PADRE ESTUPRADOR PRESO

HIPOCRISIA RELIGIOSA - PADRE ESTUPRADOR PRESO

BRASÍLIA - Padre é preso no início desta manhã suspeito de estuprar seis meninas

Breno Fortes
Maria Julia Mendonça
Publicação: 30/12/2011 09:15 Atualização: 30/12/2011 17:08

Um padre foi preso por volta das 6h desta sexta-feira (30/12) acusado de estuprar seis crianças. O mandado de prisão foi cumprido no condomínio Del Rey, próximo a saída de Unaí. O padre foi encaminhado para a Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA). A polícia investiga se ele teria envolvimento em outros casos de estupros.

Conhecido como padre Evangelista, ele é pároco da Igreja São Francisco de Assis, localizada na região do condomínio, e integra a Ordem dos Carmelitas. A Arquidiocese de Brasília ainda não se pronunciou sobre o assunto. A assessoria jurídica está tomando conhecimento dos fatos para definir que tipo de acompanhamento será dado ao padre.

O mandado de prisão foi cumprido pela DPCA em parceria com a Delegacia de Operações Especiais (DOE).

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

CHAVEZ "O PATRIOTA" I N E S Q U E C Í V E L - TERROR CONTRA USA É MENTIRA

CHAVEZ- TERROR CONTRA USA É MENTIRA

A mesma mentira usada para atacar o Iraque e o Afeganistão, agora é usada contra Cuba, Venezuela e o Irã

Chávez: reportagem sobre suposto terrorismo contra EUA é "mentirosa"
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, rotulou nesta segunda-feira de "mentirosa" uma reportagem divulgada pela emissora americana Univisión sobre supostos planos terroristas do Irã contra os Estados Unidos, nos quais estariam envolvidos venezuelanos e cubanos.
"Até hoje estavam lançando programas nas emissoras dos Estados Unidos dizendo que agora a Venezuela, o governo venezuelano, está planejando, como disseram, atos terroristas, junto com terroristas iranianos para atacar os Estados Unidos", assinalou o presidente em um ato público transmitido pela televisão estatal. "A mentira é utilizada como desculpa para nos agredir. É preciso ficar atento a isso", acrescentou o presidente.
A Univisión transmitiu na semana passada o documentário "A ameaça iraniana", sobre um suposto planejamento em 2006 para atacar os sistemas de várias usinas nucleares americanas, além de Casa Branca, FBI e CIA. Alguns dos entrevistados disseram que as embaixadas de Irã, Cuba e Venezuela teriam participado dos planos.
Chávez disse que se trata de um material para atacar Cuba, Venezuela e a Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) e alertou seus seguidores que fiquem atentos para lutar contra "a manipulação e a mentira que corre pelo mundo nos atacando".
Vários líderes do Congresso dos EUA pediram na última sexta-feira que seja investigada a cônsul geral da Venezuela em Miami (Flórida), Livia Antonieta Acosta, por seu suposto vínculo com um possível ataque virtual nos Estados Unidos, no qual estariam implicados agentes de Irã, Cuba e Venezuela.

PERÚ- EMPRESA JUDAICO-SIONISTA DÁ CALOTE

PERÚ- EMPRESA JUDAICO-SIONISTA DÁ CALOTE

Novo governo do Peru segura renovação de licença da Telefónica

Quinta, 03 Novembro 2011 18:12

O presidente Ollanta Humala quer cobrar da operadora impostos de 1 bilhão de euros, mas a empresa não reconhece a dívida.
Está quente a disputa entre a Telefónica do Peru e o novo governo de Ollanta Humala envolvendo cobrança de impostos atrasados e renovação das licenças da operadora. Segundo o jornal El País, a nova administração quer cobrar da operadora cerca de 1 bilhão de euros (incluindo os juros) sob a forma de impostos atrasados, dívida que a empresa não reconhece, e recorreu à justiça. Segundo a operadora, o governo está querendo recolher impostos sobre clientes inadimplentes além de não aceitar reconhecer como custos o pagamento de dividendos.
O governo peruano está condicionado a renovação das duas licenças da Telefónica ao pagamento desta dívida. Na administração passada, afirma o jornal espanhol, a Telefónica chegou a firmar o acordo de renovação de licença para até 2030 (a empresa está no país desde 1991) com a contrapartida de realizar investimentos de US$ 500 milhões nos próximos cinco anos. Mas o acordo não chegou a ser assinado e a nova administração mandou rever todo o processo.
A operadora espanhola quer que os temas sejam tratados de maneira separada. A disputa pelos impostos está na esfera judicial o que não teria relação, no entender da empresa, com a renovação das licenças. O jornal espanhol afirma que fontes do governo peruano consideram, no entanto, a possibilidade de cobrar da Telefónica pela renovação da concessão ou mesmo lançar um novo edital de venda, o que, argumenta a operadora, estaria contra as leis peruanas. ( Da redação).

CHAVEZ- CANCER INDUZIDO CONTRA LÍDERES LATINOS

CHAVEZ- CANCER INDUZIDO AFETA LÍDERES LATINOS

PRIMEIRO- FIDEL CASTRO DE CUBA
SEGUNDO- FERNANDO LUGO DO PARAGUAI
TERCEIRA- DILMA ROUSSEF DO BRASIL
QUARTO- HUGO CHAVEZ DA VENEZUELA
QUINTO- LULA DO BRASIL
SEXTA- CRISTINA KIRCHNER DA ARGENTINA

AS PRÓXIMAS VÍTIMAS EM POTENCIAL SÃO - RAFAEL CORREA DO EQUADOR, EVO MORALES DA BOLÍVIA E OLLANTA HUMALA DO PERÚ, CUIDEM-SE!

Todos estes governantes tem algo em comum: são contrários à política JUDAICO-SIONISTA adotada ou imposta aos Estados Unidos e à Europa.
Fidel Castro havia alertado Chavez, em uma de suas visitas a Cuba --- "Fidel sempre me disse: Chávez, tome cuidado, que esta gente desenvolveu tecnologias, cuidado com o que come, cuidado com uma pequena agulha e te injetam não sei o quê", relatou ao lembrar uma conversa com o cubano. "Em todo caso, repito, eu não estou acusando ninguém, só estou fazendo uso da minha liberdade para refletir e emitir comentários perante fatos muito estranhos e difíceis de explicar", concluiu.






29 de Dezembro, 2011 - 09:34 ( Brasília )
Geopolítica
Chávez suspeita que tecnologia induza câncer em líderes latinos

O presidente venezuela Hugo Chávez discursa em cerimônia da academia militar em Caracas Foto: Reuters
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, qualificou nesta quarta-feira como "muito estranha" a sucessão de diagnósticos de câncer de vários líderes e ex-presidentes da América Latina e levantou a possibilidade de alguém ter desenvolvido "uma tecnologia para induzir" esta doença. Em um ato de promoção de militares transmitido em cadeia nacional de rádio e televisão, Chávez inclusive recomendou cuidados extras a Evo Morales, presidente da Bolívia, e Rafael Correa, do Equador.
Depois que nesta terça-feira foi divulgado que sua colega argentina, Cristina Fernández de Kirchner, tem um tumor na glândula tireóide, Chávez, que está se recuperando de um câncer, considerou que "é muito difícil explicar" o que está acontecendo. O venezuelano frisou que não quer "lançar nenhuma acusação temerária", mas questionou: "Seria estranho que tivessem desenvolvido uma tecnologia para induzir o câncer e ninguém saiba até agora e se descubra isto apenas dentro de 50 anos?".
Nesse contexto, Chávez lembrou o caso de centenas de guatemaltecos submetidos a experimentos com sífilis por parte dos Estados Unidos nos anos 1940. "Não sei, só deixo a reflexão, mas isto é muito, muito, muito estranho", sustentou o presidente, que foi operado de um tumor na região pélvica no último dia 20 de junho.
Chávez lembrou que, com o diagnóstico de Cristina, já são vários os líderes da região que passaram por esta situação, como a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, e o presidente do Paraguai, Fernando Lugo. O venezuelano também mencionou o líder cubano Fidel Castro, que se afastou do poder em 2006 por uma doença não confirmada oficialmente, mas que acredita-se também possa ser câncer.
"Fidel sempre me disse: Chávez, tome cuidado, esta gente desenvolveu tecnologias, cuidado com o que come, cuidado com uma pequena agulha e te injetam não sei o quê", relatou ao lembrar uma conversa com o cubano. "Em todo caso, repito, eu não estou acusando ninguém, só estou fazendo uso da minha liberdade para refletir e emitir comentários perante fatos muito estranhos e difíceis de explicar", concluiu.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Wall Street–NINHO DE BANDIDOS E LADRÕES

Wall Street–NINHO DE BANDIDOS E LADRÕES

Grécia e Itália: a Grande Perversão
By Leonardo Boff 22/11/2011

Para resolver a crise econômico-financeira da Grécia e da Itália foi constituído, por exigência do Banco Central Europeu, um governo só de técnicos sem a presença de qualquer político. Partiu-se da ilusão de que se trata de um problema econômico que deve ser resolvido economicamente. Quem só entende de economia acaba não entendendo sequer a economia. A crise não é de economia mal gerida, mas de ética e de humanidade. Estas tem a ver com a política. Por isso a primeira lição de um marxismo raso é entender que a economia não é parte da matemática e da estatística mas um capítulo da política. Grande parte da obra de Marx é dedicada à desmontagem da economia política do capital. Quando na Inglaterra ocorreu uma rise semelhante à atual e se criou um governo de técnicos Marx fez com ironia e deboche duras criticas pois previa um total fracasso como efetivamente ocorreu. Não se pode usar o veneno que criou a crise como remédio para curar a crise.
Chamaram para chefiar os respectivos governos da Grécia e da Itália gente que pertencia aos altos escalões dos bancos. Foram os bancos e as bolsas que provocaram a presente crise que quase afundou todo o sistema econômico. Esses senhores são como talibãs fundamentalistas: acreditam de boa fé nos dogmas do mercado livre e no jogo das bolsas. Em que lugar do universo se proclama o ideal do greed is good, em português, a cobiça é coisa boa? Como fazer de um vício (e digamos logo, de um pecado) uma virtude? Estes estão sentados em Wall Street de Nova York e na City de Londres. Não são raposas que guardam as galinhas mas as devoram. Com suas manipulações transferiram grande fortunas para poucas mãos. E quando estourou a crise foram socorridos com bilhões de dólares tirados dos trabalhadores e dos pensionistas. Barack Obama se mostrou fraco, inclinando-se mais a eles que à sociedade civil. Com os dinheiros recebidos continuaram a farra já que a prometida regulação dos mercados ficou letra morta. Milhões de pessoas vivem no desemprego e na precarização, especialmente jovens que estão enchendo as praças, indignados, contra a cobiça, a desigualdade social e a crueldade do capital.
Gente que tem a cabeça formada pelo catecismo do pensamento único neoliberal vai tirar a Grécia e a Itália do atoleiro? O que está ocorrendo é a sacrificação de toda uma sociedade no altar dos bancos e do sistema financeiro.
Já que a maioria dos economistas dos stablisment não pensam (nem precisam) vamos tentar entender a crise à luz de dois pensadores que no mesmo ano, 1944, nos EUA nos deram uma chave esclarecedora. O primeiro foi um filósofo e economista húngaro-canadense Karl Polanyi com sua clássica obra A Grande Transformação. Em que consiste? Consiste na ditadura da economia. Após a Segunda Guerra Mundial que ajudou a superar a grande Depressão de 1929, o capitalismo deu um golpe de mestre: anulou a política, mandou ao exílio a ética e impôs a ditadura da economia. A partir de agora não teremos como sempre houve uma sociedade com mercado mas uma sociedade somente de mercado. O econômico estrutura tudo e faz de tudo mercadoria sob a regência de uma cruel concorrência e de uma deslavada ganância. Esta transformação dilacerou os laços sociais e aprofundou o fosso entre ricos e pobres dentro de cada pais e no nível internacional.
O outro nome é de um filósofo da escola de Frankfurt, exilado nos EUA, Max Horkheimer que escreveu a Eclipse da razão (por português de 1976). Ai se dão as razões para a Grande Transformação de Polanyi que consistem fundamentalmente nisso: a razão já não se orienta mais pela busca da verdade e pelo sentido das coisas, mas foi seqüestrada pelo processo produtivo e rebaixada a uma função instrumental “transformada num simples mecanismo enfadonho de registrar fatos” Lamenta que “justiça, igualdade, felicidade, tolerância, por séculos julgadas inerentes à razão, perderam as suas raízes intelectuais”. Quando a sociedade eclipsa a razão, fica cega, perde o sentido de estar juntos e se vê atolada no pântano dos interesses individuais ou corporativos.

É o que temos visto na atual crise. Os prêmios Nobel de economia, mas humanistas, Paul Krugman e Joseph Stiglitz repetidamente escreveram que os players de Wall Street deveriam estar da cadeia como ladrões e bandidos.

E OS COMANDANTES DE WALL STREET SÃO "JUDEUS SIONISTAS"

Agora na Grécia e na Itália a Grande Transformação ganhou outro nome: se chama a Grande Perversão.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

PALESTINOS LIBERTOS – HERÓIS DE GUERRA

PALESTINOS LIBERTOS – HERÓIS DE GUERRA

Gaza: Euforia domina primeiras horas de liberdade
19/10/11 04:25 CET

De Gaza chegam imagens constantes da euforia coletiva que provoca o regresso de centenas de prisioneiros palestinianos.

Em Israel podem até ser vistos como terroristas, mas uma vez em casa são louvados como heróis de guerra.

Cerca de seis mil palestinianos continuam detidos em prisões israelitas. Dos mais de mil que serviram de moeda de troca para a libertação do soldado Gilad Shalit, Israel insistiu que 40 terão de ser deportados para terceiros países como o Qatar, Turquia ou Síria.

JUDEUS–ASSEDIAM MULHERES, APEDREJAM E ROUBAM

JUDEUS–ASSEDIAM MULHERES, APEDREJAM E ROUBAM

notícias
Israel: judeus ultraortodoxos assediam mulheres

Tudo começou domingo quando uma equipa de jornalistas da televisão israelita foi assediada e apedrejada por um grupo de ortodoxos radicais.
Um repórter ficou ferido e o material foi roubado.
A equipa deslocou-se ao local para relatar os recentes incidentes.
Nos últimos tempos a cidade de Beit Shemesh, perto de Jerusalém, transformou-se num símbolo de extremismo religioso e segregação de género.

Esta criança, de origem americana, foi assediada por um extremista enquanto ia para a escola ortodoxa. O homem apontou-lhe o dedo para lhe dizer que estava vestida de forma imoral.

A mãe da criança contou aos media que a menina de 8 anos está amedrontada e nem pensa em fazer mais aquele caminho.

Os ultraortodoxos estão a segregar também as mulheres nos autocarros.
Para o líder do partido ultraortodoxo de Jerusalém : “ uma mulher judia é sobretudo classificada pela modéstia e se está sentada na parte traseira do autocarro, não é uma humilhação. Não quer dizer que é menos digna. Está simplesmente a ser modesta e é assim que deve comportar-se”.

As manifestações contra a segregação estão a disseminar-se depois de terem sido censuradas algumas campanhas de moda feminina.
A discriminação de género por parte dos ultraortodoxos é um tema que está a preocupar o primeiro-ministro de Israel, onde cerca de 10% são ultraortodoxos.

Mais informação sobre Direitos das mulheres, Israel
Copyright © 2011 euronews

ISRAEL - MULHERES estrangeiras À VENDA – TRÁFICO HUMANO

MULHERES À VENDA EM ISRAEL – TRÁFICO HUMANO

Mais informação sobre Direitos das mulheres, Israel, Telavive
Copyright © 2011 euronews

Em Israel, os visitantes de um centro comercial em Tel Aviv foram surpreendidos por um novo produto em exibição: mulheres verdadeiras para venda.
Foi esta a forma que a Força Tarefa Israelita Contra o Tráfico Humano escolheu para ilustrar os problemas desta actividade no país.

O governo estima que mais de três mil vítimas de tráfico humano se encontrem no país, um número que segundo a Força-Tarefa pode ser muito mais elevado.
“O que vemos aqui é um exemplo do que acontece em casas e caves desta cidade e hoje trouxemos esta realidade para este centro comercial para que as pessoas compreendam e não possam desviar o olhar”, afirma Ori Keidar, co-fundador desta organização não-governamental.

A organização circulou ainda uma petição na qual se pede ao Ministro da Justiça que aprove legislação que puna todos aqueles que paguem por sexo.
Segundo a Força-Tarefa, todos os países que adoptaram legislação deste tipo registaram uma queda na procura destes serviços.

sábado, 24 de dezembro de 2011

BOLSAS – VERDADEIRAS ARAPUCAS - I

BOLSAS – VERDADEIRAS ARAPUCAS - I

Bolsas de valores da Europa perdem até 25% em 2011

Estadão / WQ

O balanço ainda não é definitivo, mas as bolsas de valores da Europa se revelaram um péssimo investimento em 2011. Milão, Paris, Frankfurt, Londres ou Madri, as praças financeiras das cinco maiores economias do bloco, perderam entre 8% e 25% desde 1.º de janeiro - sem contar o desempenho de mercados menores e ainda mais problemáticos, como Atenas.
O desastre foi causado pelo aprofundamento da crise das dívidas soberanas, por sucessivos rebaixamentos nos ratings de Estados e empresas privadas e pelo crescimento anêmico.
De acordo com o balanço realizado pela agência Bloomberg, o pior desempenho foi registrado por um novato na crise das dívidas: a Itália. Até ontem, o principal índice da bolsa de Milão, o FTSE MIB, havia caído 25,51%. Em segundo lugar entre os piores desempenhos, ficou a bolsa de Paris, onde o CAC-40 desabou 19,3% ao longo de 51 semanas. O índice europeu EuroStoxx 50 perdeu 18,61%, completando o "pódio".
O maior problema dos investidores é que ninguém escapou do desastre. Na Alemanha, país que neste momento dá as cartas na União Europeia, o DAX, de Frankfurt, caiu 15,36%, ainda mais que o Ibex, da bolsa de Madri, que perdeu 14,16%. Completam a lista o AEX, da Holanda - sexta maior economia do bloco -, com recuo de 13,93%. Fora da zona do euro e, portanto, menos ameaçado pela crise das dívidas soberanas, o Reino Unido teve o desempenho menos ruim dentre as grandes potências: 7,51% de desvalorização para o FTSE.
Entre os índices setoriais, o do sistema financeiro foi o mais prejudicado pela crise. Nas últimas 52 semanas, o Euro Stoxx Banks perdeu nada menos do que 39,50%. Na França, país que ainda nem foi atingido em cheio pela crise, o banco Société Général apresenta queda de 58% no ano, a pior de todas as 51 instituições financeiras que compõem o índice.
Alívio. Apesar das quedas ao longo do ano, as bolsas da Europa têm enfrentado uma semana mais tranquila. Nesta sexta-feira, foram registradas altas nos mercados: 1,02% em Londres, 0,99% em Paris e 0,46% em Frankfurt.
Mas a perspectiva para o longo prazo continua negativa. Isso porque as decisões políticas ainda não são suficientemente fortes, segundo especialistas.
"A crise da zona do euro continua envolvendo múltiplas dimensões. No front da dívida soberana, ainda não houve acordo na reestruturação da dívida da Grécia, e Itália e Espanha enfrentarão necessidades de grandes refinanciamentos no início de 2012", avalia o economista Nicolas Véron, analista do Instituto Bruegel, de Bruxelas.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

ESPANHA - HOMOSSEXUAL NÃO PODE APADRINHAR

GAY NÃO PODE APADRINHAR

Padre impede batizado porque padrinho é gay
Redação com informações de agências A A A
Um padre no sul da Espanha impediu a celebração de um batizado ao descobrir que o padrinho era gay. Com a negativa, a família resolveu processar o padre da paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Huelma.
O homossexual seria o padrinho de uma menina de seis meses e é casado no civil com outro homem, o que é permitido na Espanha. Religioso, o homem já teria sido até catequista e feito trabalhos humanitários para a igreja.
Os pais da menina enviaram uma carta ao arcebispo da província de Jaén e denunciaram publicamente o caso, definido como discriminatório. Após a polêmica, o arcebispado enviou um comunicado apoiando o padre e advertindo que um padrinho católico precisa ter uma vida "congruente".

EXÉRCITO EGIPCIO SOB COMANDO JUDEU SIONISTA

EXÉRCITO EGIPCIO SOB COMANDO JUDEU SIONISTA


Tem-se que demitir a cúpula do exército egípcio, herança de Hosny Mubarac, o maior capacho dos Sionistas, continuam a receber ordens dos judeus, isso explica a tamanha barbaridade contra os manifestantes.

Milhares de pessoas protestam contra Exército no Cairo
(AFP) – Há 1 hora
CAIRO, Egito — Milhares de pessoas protestaram nesta sexta-feira na Praça Tahrir, no Cairo, para denunciar a violência dos militares, em particular contra as mulheres, que, na última semana, deixou 17 mortos.
A manifestação, sob o lema "Sexta-feira da Restauração da Honra", também exigiu prisão e julgamento para os responsáveis pela violência.
Milhares de manifestantes também protestaram em Alexandria e Suez (norte) para exigir dos militares a entrega do poder aos civis.
"As mulheres são a linha vermelha", gritavam os manifestantes na Praça Tahrir, em meio a palavras de ordem contra o marechal Husein Tantaui, chefe do Conselho Supremo das Forças Armadas.
O xeque Hisham Atiya, que dirigiu as orações da tarde na Praça Tahrir, pediu a criação de uma comissão independente para investigar a violência e o início de ações legais contra os responsáveis pela repressão.
Como nos protestos precedentes, os manifestantes exigiram também o fim do regime militar, atacando especialmente o marechal Tantaui.
Uma contramanifestação de partidários do Conselho Supremo das Forças Armadas, que governa o Egito desde a queda do presidente Hosni Mubarak, em fevereiro passado, reuniu milhares de pessoas no bairro de Abasiya, a poucos quilômetros da Praça Tahrir.
Os manifestantes em Abasiya exibiram fotos dos principais generais e bandeiras egípcias para pedir a "queda de Tahrir", o epicentro dos protestos contra os militares.
Os recentes confrontos entre manifestantes e as forças de segurança no Egito deixaram 17 mortos e foram os distúrbios mais graves desde os enfrentamentos que mataram 42 pessoas, principalmente no Cairo, dias antes das eleições legislativas de 28 de novembro.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

HOMOSSEXUAIS – VETORES DA “A-I-D-S” (CÂNCER GAY)


O que é o vírus HIV, AIDS ou CÂNCER GAY ?

O HIV é o vírus que causa AIDS. Esse vírus pode ser transmitido quando o sangue, sêmen ou secreções vaginais infectadas entram em contato com as membranas mucosas ou feridas de uma pessoa não infectada. Adicionalmente, mulheres grávidas podem passar o vírus HIV para o bebê durante a gravidez, no parto, ou com a amamentação. Pessoas que têm o vírus HIV são chamadas de HIV-positivo. Algumas dessas pessoas desenvolverá AIDS como resultado da infecção pelo vírus HIV.

Qual é a origem do vírus HIV?

O caso conhecido mais antigo de vírus HIV-1 em humanos foi de uma amostra de sangue coletada em 1959 de um homem da República Democrática do Congo. Como ele foi infectado é desconhecido. Análise genéticas dessa amostra de sangue sugerem que o HIV-1 pode ser descendente de um único vírus do final do anos 40 e início da década de 50.

INICIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO MUNDIAL, ATRAVÉS DE HOMOSSEXUAIS

Sabe-se que o vírus HIV existe nos Estados Unidos desde a segunda metade da década de 70. De 1979 a 1981 tipos raros de pneumonia, câncer e outras doenças foram registrados por médicos em Los Angeles e Nova Iorque entre pacientes masculinos que praticavam o homossexualismo. Esses tipos raros de doenças não eram encontrados em pessoas com o sistema imunológico saudável.

Em 1982 autoridades da saúde começaram a usar o termo AIDS ("acquired immunodeficiency syndrome", síndrome de imunodeficiência adquirida) para descrever as ocorrências de infecções oportunistas, como sarcoma de Kaposi, em pessoas anteriormente saudáveis. A vigilância formal da AIDS começou naquele ano nos Estados Unidos. Em 1983 os cientistas descobriram o vírus que causava AIDS, o HIV ("human immunodeficiency virus", vírus da imunodeficiência humana).
Por muitos anos os cientistas teorizaram sobre as origens do vírus HIV e como ele foi passado para as populações humanas. A maioria acreditava que o HIV originou em outra espécie de primata. Então, em 1999, uma equipe internacional de pesquisadores relatou que descobriram a origem do HIV-1, a cepa predominante do HIV. Um sub-espécie de chimpanzé nativa do oeste da África equatorial foi identificado como a fonte original do vírus. Os pesquisadores acreditam que o HIV-1 foi introduzido nas populações humanas quando caçadores foram expostos ao sangue infectado.

Como o vírus HIV causa AIDS?

O virus HIV destrói certo tipo de célula sanguínea (CD4+ T) que é crucial para o funcionamento normal do sistema imunológico. A perda dessas células em pessoas portadoras do vírus HIV é um prognóstico poderoso de desenvolvimento da AIDS. Estudos em milhares de indivíduos revelou que a maioria das pessoas infectadas com o vírus HIV o carrega por anos antes que danos significativos ocorram no sistema imunológico e a AIDS se desenvolva. Porém, testes sensíveis têm mostrado uma forte conexão entre a quantidade de HIV no sangue e o declínio de células CD4+ T e desenvolvimento da AIDS. Reduzir a quantidade de vírus HIV no organismo com terapias anti-virais pode retardar dramaticamente a destruição do sistema imunológico.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

CHAVEZ - OBAMA É FARSANTE E IRRESPONSÁVEL

OBAMA – FARSANTE E IRRESPONSÁVEL DIZ CHAVEZ

Chávez chama Obama de "farsante" após críticas à Venezuela
"Deixe-nos tranquilos, que nós somos livres e nunca mais seremos uma colônia sua",
respondeu Chávez

Nesta segunda-feira (19/12), o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, fez duras críticas em resposta à advertência do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sobre supostas restrições aos direitos dos venezuelanos.
Chávez qualificou Obama como "farsante e irresponsável". O presidente dos EUA tabém questionou a relação do país com o Irã.
"Obama, se meta com suas coisas. Dedique-se ao seu país, onde tem praticado um desastre. Agora anda buscando votos atacando a Venezuela. Não seja tão irresponsável, menino", afirmou Chávez em um Conselho de Ministros transmitido pela televisão estatal.
O líder da Venezuela mostrou-se exaltado com as declarações de Obama, que foram publicadas no jornal venezuelano El Universal. O norte-americano disse ainda que a relação da Venezuela com Irã e Cuba não beneficiaram os interesses dos próprios venezuelanos.
Obama afirmou ainda que o país continuará monitorando de perto as atividades do Irã, inclusive aquelas relacionadas com a Venezuela.
"Na verdade, Obama, sabe o que provoca em mim? Pena, você me dá pena. Deixe-nos tranquilos, que nós somos livres e nunca mais seremos uma colônia sua", respondeu Chávez.
As relações entre Venezuela e EUA estão congeladas desde agosto do ano passado, quando Caracas decidiu retirar seu consentimento ao nome de Larry Palmer como embaixador americano, no que Washington respondeu com a retirada do visto do embaixador venezuelano no país, Bernardo Álvarez.
Outro incidente que esfriou ainda mais as relações foi o anúncio americano, em maio deste ano, de promover sanções contra a estatal PDVSA (Petróleos de Venezuela) por suas relações em matéria energética com o Irã.

domingo, 18 de dezembro de 2011

EUROCRISE-FOME PRODUTO DA DOMINAÇÃO JUDAICO-SIONISTA

FOME NA EUROPA–RESULTADO DA DOMINAÇÃO FINANCEIRA SIONISTA


Alunos de famílias afetadas por crise desmaiam em escola com fome na Grécia

Agência Brasil
Publicação: 18/12/2011 14:44 Atualização:

Os professores na Grécia estão preocupados com os vários casos registado nos últimos meses de alunos que desmaiam nas escolas por fome e desnutrição e já alertaram as autoridades para o caso. Segundo meios de comunicação do país, o Ministério da Educação grego está preparando um programa de distribuição de senhas no valor de dois ou três euros para os alunos de escolas de regiões com alta percentagem de pobreza.

O primeiro caso de desmaio ocorreu há cerca de um ano e a ele seguiram-se mais denúncias de professores, que garantem que alunos seus estão na escola até as 16h sem comer nada o dia inteiro.

Os meios de comunicação deram conta do caso, mas as notícias foram consideradas exageros jornalísticos até que, há cerca de duas semanas, um rapaz de 13 anos desmaiou em um colégio da Heraklion, capital da Ilha de Creta. Quando a diretora avisou a mãe, que trabalha em tempo parcial numa empresa municipal e tem quatro filhos, ela disse que a sua família não comia nada há dois dias.

O assunto transformou-se em debate nacional e a imagem da comida a ser dividida nas escolas despertou, entre os mais velhos, o pesado inverno de 1941-1942 quando, depois da ocupação nazista, mais de 300 mil pessoas morreram de fome.

Entretanto, a direção escolar de Atenas assegurou que, desde que começou o ano letivo, várias escolas básicas prepararam cerca de 5,5 mil refeições por dia e destacou que 67 dessas refeições são para alunos em condições de necessidade extrema.

Enquanto nos Estados Unidos(literalmente falido, pois deve duas vezes e meia o seu PIB) – a cada 7,5 segundos um americano perde sua casa, na Espanha estão tomando 1 milhão de casas, a fome espreita a Grécia, Irlanda, Espanha e Portugal, com um desemprego recorde. Em ISRAEL, a pátria do SIONISMO, não se fala em crise, vai tudo bem, obrigado! Todo judeu que quiser construir sua casa em Territórios roubados aos palestinos, recebe 500.000 dólares a fundo perdido – não pagará um único vintém pelo “empréstimo” .
A Europa vai repetir o erro dos Estados Unidos, que em vez de dirigir a ajuda para a população, vai ajudar os BANCOS dos SIONISTAS, os verdadeiros causadores dessa PSEUDO CRISE, aprofundando e piorando a situação da já empobrecida população. Exemplo do Brasil, Lula dirigiu a ajuda aos pobres que não deixaram o País entrar na crise de 2008, com a mesma intensidade que europeus e americanos entraram, e o Japão também dirige a ajuda diretamente à população, a Argentina não pensou duas vezes, decretou a moratória, só paga 40 por cento de sua dívida e está a crescer a 9% ao ano.