quarta-feira, 25 de maio de 2011

LÍBANO = GAZA - OBJETIVO JUDEU

JUDEUS QUEREM PRIMEIRO DESARMAR OS LIBANESES, E QUANDO SÓ TIVEREM “PAUS E PEDRAS” PARA SE DEFENDER, ATACA-LOS E TRANSFORMAR O LÍBANO EM UMA NOVA “GAZA”

“AL QAEDA” É CRIAÇÃO DE STEVEN SPIEBERG-PARA O CINEMA, TAL QUAL O “ET”, NUNCA EXISTIU, MAS SERVE DE DESCULPAS PARA OS SIONISTAS ATACAREM E ROUBAREM PAÍSES, A EXEMPLO DO AFEGANISTÃO, DO IRAQUE E POR ÚLTIMO DA LÍBIA.

Confira a reportagem abaixo:

UE alerta que Al-Qaeda pode se apoderar de armas libanesas
24 de maio de 2011 • 13h24 • atualizado às 13h41
A Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI) e outros grupos vinculados à jihad internacional podem se apoderar de armas libanesas "muito sofisticadas", dada a atual instabilidade no país, afirmou nesta terça-feira o coordenador da luta antiterrorista da União Europeia (UE).
"Vários temas nos preocupam", disse Gilles de Kerchove a deputados europeus reunidos em Bruxelas.
"A Líbia e o Iêmen tornaram-se Estados muito fracos, tribais, e correm o risco de se transformarem em lugares interessantes para a jihad internacional", acrescentou ele.
"As armas roubadas dos arsenais libaneses, algumas delas bastante sofisticadas, podem cair nas mãos da AQMI", alertou.
Kerchove também se referiu ao desmantelamento dos serviços de inteligência da Tunísia e do Egito, "porque eram o braço da repressão", e à "libertação de membros da jihad que seguem em atividade".

SARKOSY SIONISTA x STRAUS SIONISTA - LE MONDE

Equipe de Sarkozy monitorava vida privada de Strauss-Kahn

24 de maio de 2011 • 15h26 • atualizado às 16h24

Aliados do presidente francês, o JUDEU-SIONISTA Nicolas Sarkozy, monitoravam a vida privada do ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) o também JUDEU-SIONISTA Dominique Strauss-Kahn, indiciado por agressão sexual nos Estados Unidos, segundo um artigo publicado nesta terça-feira pelo jornal francês Le Monde.
O diário afirma que, nos últimos meses, colaboradores de Sarkozy teriam vazado aos jornalistas do Le Monde a existência de um registro policial, redigido pouco antes das eleições presidenciais de 2007, segundo o qual Strauss-Kahn teria sido visto em uma "posição indecorosa" dentro de um carro em uma área de prostituição em Paris. DSK, como é chamado pelos franceses, teria sido surpreendido no local durante uma ronda policial de rotina.
"O Palácio do Eliseu (sede da Presidência), bem mais do que a imprensa, não ignorava nada da vida privada de Strauss-Kahn. O poder, alimentado pelas redes policiais, sabe os segredos mais íntimos dos políticos e usa até mesmo as informações com caráter sexual que dispõe", escreve o Le Monde.
Segundo o diário, Sarkozy, logo após assumir o cargo de ministro do Interior, em 2002, nomeou uma equipe de fiéis colaboradores para cargos importantes dos serviços de inteligência e de polícia. Apesar de ter assumido a Presidência apenas em 2007, ele já conheceria desde 2002 aspectos da vida privada de políticos que poderiam representar uma ameaça eleitoral, diz o diário francês.
Documento triturado
O jornal afirma ainda que nem a Secretaria de Segurança Pública de Paris nem o Ministério do Interior confirmaram ou desmentiram a existência do registro policial citado na reportagem. "Três fontes diferentes, no entanto, asseguraram ao Le Monde que esse relatório existiu e que foi levado ao conhecimento de colaboradores de Sarkozy", escreve o jornal.
Segundo uma das fontes, o documento original da polícia teria sido destruído em uma máquina de triturar papel. "Na época dos fatos, foi decidido em alto escalão não dar continuidade ao ocorrido, nem penalmente nem na mídia. Como DSK não havia passado nas primárias socialistas, no final de 2006, ele não representava mais o mesmo desafio", diz o artigo. "E foi com total conhecimento de causa que Sarkozy, eleito, o impulsionou ao comando do Fundo Monetário Internacional."
Rival
Na época, o apoio de Sarkozy para que o socialista assumisse a direção do FMI foi interpretado pela oposição como uma forma do presidente se livrar de um forte rival nas eleições presidenciais de 2012, já que DSK teria de renunciar ao seu mandato no Fundo para disputar o cargo. Mesmo sem ter anunciado oficialmente sua candidatura às primárias socialistas, a partir de junho, DSK era o favorito em todas as pesquisas de opinião sobre as eleições presidenciais de 2012, sendo o único que teria sua vaga garantida no segundo turno.
"Mas, nos últimos meses, à medida que DSK avançava nas pesquisas, colaboradores de confiança de Sarkozy se vangloriavam diante de jornalistas de ter o diretor do FMI nas mãos. Foi assim que esse registro policial veio providencialmente à tona", escreve o Le Monde. Ainda segundo o jornal, outros presidentes franceses também utilizaram os serviços secretos para investigar a vida de personalidades políticas.

“JUDEUS SÃO UM PÉ NO SACO" - LARS VON TRIER

LARS VON TRIER – “JUDEUS SÃO UM PÉ NO SACO" -
DECLARAÇÃO POLÊMICA DO CINEASTA DINAMARQUES, DESCENDENTE DE ALEMÃES NAZISTAS.

Declaração polêmica sobre nazismo ofusca filme de Almodóvar em Cannes

Tiago Faria
Publicação: 20/05/2011 13:36 Atualização: 20/05/2011 17:21
Em um comunicado curto, de apenas um parágrafo, a direção do Festival de Cannes entrou oficialmente em crise com um cineasta que sempre inspirou admiração e repulsa em igual medida: um dia depois de ter provocado polêmica com declarações sobre o nazismo, o dinamarquês Lars von Trier foi declarado persona non grata pelos organizadores do evento, que se reuniram em caráter extraordinário ontem pela manhã. Os comentários do autor de Dogville (2003) e Anticristo (2009), que ofuscaram os debates sobre os filmes selecionados para a mostra competitiva, foram considerados “inaceitáveis, intoleráveis e contrários aos ideais de humanidade e generosidade que regem a própria existência do festival”.

Entrevistado pelo jornal Ekstra Bladet, da Dinamarca, o diretor de 55 anos comentou que sente “orgulho” por ter sido banido. “Talvez seja a primeira vez na história do cinema que isso aconteceu. Acho que uma das explicações é que os franceses trataram os judeus muito mal durante a Segunda Guerra. É um tema delicado para eles. Eu respeito o festival de Cannes, mas compreendo a raiva que eles sentem por mim neste momento”, afirmou. Em entrevista coletiva realizada às pressas, o presidente do festival, Gilles Jacob, confirmou que Cannes nunca havia declarado alguém como “persona non grata”. “Ele manchou a reputação do festival”, afirmou.

O mal-estar entre o realizador e os diretores do evento se instalou na apresentação do filme Melancolia, que concorre à Palma de Ouro, aos jornalistas. O diretor disse que sentia empatia e entendia Adolf Hitler. “Sempre gostei de pensar que eu era judeu, mas depois descobri que minha família era alemã e que, na verdade, eu era nazista, o que também me deu certo prazer”, atacou, num tom irônico e provocativo já conhecido pelos frequentadores do evento.

“Acho que Hitler fez algumas coisas erradas, mas eu consigo vê-lo sentado em seu bunker no final. Não sou contra judeus, mas os isrealenses são um pé no saco”, observou. Naquele momento, a atriz principal Kirsten Dunst ficou constrangida e sussurrou no ouvido do autor: “Oh, meu Deus. Isso é terrível.”

A notícia se espalhou rapidamente na mídia e obscureceu a boa repercussão de Melancolia, um drama apocalíptico. Horas depois, Trier enviou um texto à imprensa pedindo desculpas pela declaração. “Não sou antissemita ou racista de qualquer maneira, e muito menos nazista”, escreveu. Mas não convenceu. O longa-metragem segue na competição e pode concorrer a prêmios na cerimônia de encerramento, marcada para domingo. Mas, se vencer algum troféu, o diretor não poderá subir ao palco para recebê-lo. “Temos que separar a obra do cineasta. Estamos punindo o diretor, não o filme”, justificou o presidente da mostra. “Não se pode brincar com o nazismo”, opinou Dunst, que não quis se aprofundar na discussão.

Segundo Gilles Jacob, que é judeu e teve a família perseguida durante a Segunda Guerra Mundial, a decisão de banir Trier partiu do conselho de 28 diretores do evento e não tem relação alguma com as escolhas do júri presidido por Robert de Niro. Ainda não está definido se a punição valerá apenas para esta edição. Trier, que venceu a Palma de Ouro em 2000 com Dançando no escuro, era um dos cineastas mais queridos pelos organizadores do evento. Desde 1984, quando venceu prêmio técnico por Elemento de um crime, Cannes serviu de plataforma de lançamento para quase todos os longas do diretor. O prestígio do diretor permitia que os filmes ocupassem a seção mais nobre da Croisette, a seleção oficial. Melancolia é o nono longa do diretor que compete à Palma de Ouro.

Em retribuição ao “acesso VIP” à casta privilegiada do cinema mundial, Trier quase sempre correspondeu às expectativas da imprensa com filmes ousados e, mais do que isso, depoimentos controversos nas entrevistas coletivas. Este ano, no entanto, até os defensores do diretor admitem que ele foi longe demais — ou preferiram não tocar no assunto. Pela manhã, as redes sociais foram tomadas por posts em defesa do cineasta, mas nenhum diretor concorrente havia se manifestado. Jornalistas já especulam se o júri oficial teria coragem de premiar Kirsten Dunst, a protagonista de Melancolia, que por enquanto lidera a lista de preferidas ao prêmio de melhor atriz.

Almodóvar
Na reta final de Cannes, o escândalo de Trier diluiu o impacto de uma das atrações mais esperadas da mostra: o novo longa de Pedro Almodóvar, La piel que habito (“A pele que habito”). O filme “de terror”, estrelado por Antonio Banderas, narra a história de um médico que aprisiona uma paciente para fazer experiências com cirurgia plástica. O filme faz uma série de referências ao Brasil, que aparece na trilha sonora e até na própria concepção do roteiro: na coletiva, Almodóvar comentou que foi com Ivo Pitanguy que ele ouviu falar pela primeira vez sobre cirurgia plástica. “A música e o idioma dos brasileiros são algumas das coisas mais ricas do mundo”, comentou.

A “lição” contra Trier e a reação morna dos críticos diante do novo Almodóvar, que estreia em 25 de novembro no Brasil, acentuam o favoritismo de A árvore da vida, de Terrence Malick, ao prêmio principal. Mas o longa deve brigar com outros queridinhos dos jornalistas: a fábula social Le Havre, de Aki Kuarismaki, e a comédia “vintage” The artist, homenagem do francês Michel Hazanavicius ao cinema mudo.

sábado, 21 de maio de 2011

ISRAEL - “Israel é verdadeiramente irritante” diz Lars

É conhecido por ser um provocador, mas as últimas declarações de Lars Von Trier valeram-lhe o título de “persona non grata” no Festival de Cannes.
Durante a apresentação do novo filme, Melancholia”, o realizador dinamarquês disse “compreender Hitler” e “simpatizar um pouco com ele”. Acrescentou que está com os judeus “mas não em demasia” porque – para ele -“Israel é verdadeiramente irritante”.
O realizador admitiu à euronews que “enveredou por um caminho idiota” nessas declarações.
euronews: “Como é que pôde esquecer e ignorar que fazer piadas sobre Hitler e os judeus pode ser muito perigoso?”
Lars Von Trier: “Faço muitas piadas deste tipo em privado. A única coisa que esqueci – e que foi extremamente estúpido – é que me estava a dirigir ao mundo inteiro. Comecei bem mas, de repente, enveredei por um caminho completamente idiota. Lamento.”
euronews: “Qual é o seu plano para acalmar a situação com o festival?”
Lars Von Trier: “Não posso fazer grande coisa a não ser falar com os diretores Thierry Frémaux e Gilles Jacob. Se eles quiserem que eu faça alguma coisa, eu farei. Veremos… Dizem que o tempo cura as feridas.”
A provocação, uma imagem de marca de Lars Von Trier.
Copyright © 2011 euronews

PORTUGAL-SÓCRATES SIONISTA E ALQUIMISTA

COM DIRIGENTES "ESPERTOS" E O POVO CRENTE, NÃO DARÁ OUTRA COISA, QUE NÃO A ENTREGA DA SOBERANIA DE PORTUGAL AO "SIONISMO INTERNACIONAL", VÃO ESCRAVIZAR OS PORTUGUESES, A EXEMPLO DA GRÉCIA, IRLANDA E FRANÇA, APOSENTADORIA SÓ QUANDO ESTIVER COM UM PÉ NA COVA.
ENQUANTO ISSO, NA PÁTRIA DO SIONISMO, ISRAEL VAI BEM, OBRIGADO! CADA ISRAELENSE QUE QUISER, RECEBE 500 MIL DÓLARES A FUNDO PERDIDO, BASTA QUE SE MUDE PARA AS TERRAS, ROUBADAS AOS PALESTINOS!

Será que só os argentinos são inteligentes e patriotas? Mandaram o FMI ás favas e ganharam 60% de descontos em sua DÍVDA EXTERNA, e "deram a volta por cima", estão a crescer a 9% ao ano, e a dívida práticamente em ordem!

confiara reportagem abaixo;

Eleições
Santana diz que Sócrates é "o rei dos alquimistas"
Económico com Lusa
22/05/11 01:17





"Na primeira todos caem, na segunda só cai quem quer e na terceira cai quem é distraído", diz o ex-líder do PSD.

O ex-líder do PSD Pedro Santana Lopes socorreu-se hoje de um provérbio popular para caracterizar o "logro" que o primeiro-ministro tem feito o país viver e caracterizou José Sócrates como "o rei dos alquimistas".

"O povo tem um ditado que tem a ver com este logro que o engenheiro José Sócrates tem feito viver o país: na primeira todos caem, na segunda só cai quem quer, na terceira só cai quem é distraído, muito distraído", afirmou o antigo presidente social-democrata, que em 2005 perdeu as eleições legislativas para o agora primeiro-ministro.

Numa intervenção no último comício de pré-campanha do PSD, que se realizou no 'bastião' comunista de Almada, Santana Lopes aproveitou para recordar algumas das promessas socialistas dos últimos seis anos, contrapondo a atitude do PSD de procurar sempre "falar verdade e dizer qual é a realidade".

ESPANHA - ZAPATERO É "CAVALO DE TRÓIA SIONISTA"

"Democracia Real Já" ARGENTINA É EXEMPLO-DISSE NÃO AO FAMIGERADO E SIONISTA "FMI"

ZAPATERO É “CAVALO DE TRÓIA SIONISTA’

ESPANHÓIS DEVEM SEGUIR O EXEMPLO VENEZUELANO, ARGENTINO, URUGUAIO OU EQUATORIANO, ESTES PAÍSES EXPULSARAM O SIONISMO - SUAS ECONOMIAS ESTÃO DE BEM PRA MELHOR!

NÃO DEIXEM QUE VENDAM SUAS ESTATAIS, UM PAIS SEM ESTATAIS PERDE SUA SOBERANIA, INVARIAVELMENTE CAEM NA MÃO DOS SIONISTAS.

Enquanto os povos dos desses países -- FRANÇA(governada por SIONISTAS); INGLATERRA(governada por SIONISTAS); ESTADOS UNIDOS(cada 7,5 segundos, um americano perde sua casa é governado por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS); ESPANHA (governada por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS); IRLANDA (governada por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS); ALEMANHA(governada por SIONISTAS);ITÁLIA(governada por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS); PORTUGAL (governado por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS) e GRÉCIA(governada por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS), vão de mal a pior, em ISRAEL a pátria do SIONISMO, vai tudo bem obrigado! Cada colono israelense que se dispuser ir às terrss roubadas dos palestinos recebe 500 mil dólares para construir sua casa, e não precisa pagar nada! Novas construções, num total de 650 casas estão liberadas para serem construidas, na parte palestina de jerusalém!

Confira reportagem abaixo e veja o desespero dos europeus:

Convocação feita nas redes sociais e por sms

Mega manifestação em Espanha
Milhares de pessoas bloquearam a praça mais importante do centro de Madrid, a Praça do Sol, num protesto anti-sistema convocado de forma espontânea pelas redes sociais e por SMS, ligado ao recém-criado movimento "Democracia Real Já"
9:09 Sábado, 21 de Mai de 2011
A manifestação é a segunda grande concentração nesta praça e ocorre menos de 24 horas depois de uma outra, que incluiu um acampamento provisório instalado por centenas de pessoas, ter sido desalojada à força pela polícia.
As manifestações que decorrem há cinco dias nas principais cidades espanholas, organizadas pelo movimento "Democracia Real Já", estão a espalhar-se, devido às redes sociais, às principais capitais europeias, entre as quais Lisboa.
No último dia têm circulado pelo facebook, twitter e páginas de apoio ao movimento espanhol, convocatórias para manifestações e "acampamentos" em cidades como Lisboa Paris, Londres, Roma, Berlim ou Bruxelas.

ESPANHA-"Democracia Real Já" ZAPATERO É TRAIDOR

"Democracia Real Já" ARGENTINA É EXEMPLO-DISSE NÃO AO FAMIGERADO E SIONISTA "FMI"

ZAPATERO É “CAVALO DE TRÓIA SIONISTA’

ESPANHÓIS DEVEM SEGUIR O EXEMPLO VENEZUELANO, ARGENTINO, URUGUAIO OU EQUATORIANO, ESTES PAÍSES EXPULSARAM O SIONISMO - SUAS ECONOMIAS ESTÃO DE BEM PRA MELHOR!

NÃO DEIXEM QUE VENDAM SUAS ESTATAIS, UM PAIS SEM ESTATAIS PERDE SUA SOBERANIA, INVARIAVELMENTE CAEM NA MÃO DOS SIONISTAS.

Enquanto os povos dos desses países -- FRANÇA(governada por SIONISTAS); INGLATERRA(governada por SIONISTAS); ESTADOS UNIDOS(cada 7,5 segundos, um americano perde sua casa é governado por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS); ESPANHA (governada por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS); IRLANDA (governada por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS); ALEMANHA(governada por SIONISTAS);ITÁLIA(governada por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS); PORTUGAL (governado por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS) e GRÉCIA(governada por "CAVALOS DE TRÓIA SIONISTAS), vão de mal a pior, em ISRAEL a pátria do SIONISMO, vai tudo bem obrigado! Cada colono israelense que se dispuser ir às terrss roubadas dos palestinos recebe 500 mil dólares para construir sua casa, e não precisa pagar nada! Novas construções, num total de 650 casas estão liberadas para serem construidas, na parte palestina de jerusalém!

Confira reportagem abaixo e veja o desespero dos europeus:

Convocação feita nas redes sociais e por sms

Mega manifestação em Espanha
Milhares de pessoas bloquearam a praça mais importante do centro de Madrid, a Praça do Sol, num protesto anti-sistema convocado de forma espontânea pelas redes sociais e por SMS, ligado ao recém-criado movimento "Democracia Real Já"
9:09 Sábado, 21 de Mai de 2011
A manifestação é a segunda grande concentração nesta praça e ocorre menos de 24 horas depois de uma outra, que incluiu um acampamento provisório instalado por centenas de pessoas, ter sido desalojada à força pela polícia.
As manifestações que decorrem há cinco dias nas principais cidades espanholas, organizadas pelo movimento "Democracia Real Já", estão a espalhar-se, devido às redes sociais, às principais capitais europeias, entre as quais Lisboa.
No último dia têm circulado pelo facebook, twitter e páginas de apoio ao movimento espanhol, convocatórias para manifestações e "acampamentos" em cidades como Lisboa Paris, Londres, Roma, Berlim ou Bruxelas.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

NAZISMO - "Eu sou nazista" diz Lars

EU SOU NAZISTA... SENTI PRAZER EM SABER EM SABE-LO...SINTO EMPATIA POR HITLER...

"Eu realmente queria ser um judeu e então descobri que, na verdade, eu era um nazista porque minha família era alemã, Hartmann, o que também me deu um certo prazer", afirmou, com sorriso nos lábios, quando perguntado por sua ascendência alemã.

Lars von Trier choca Cannes ao declarar empatia por Hitler

France Presse
Publicação: 18/05/2011 14:28 Atualização:
O diretor dinamarquês Lars von Trier se desculpou esta quarta-feira (18/5), após afirmar no Festival de Cannes que sentia "um pouco" de empatia por Adolf Hitler, chocando a estrela do longa, Kirsten Dunst.

Von Trier, um provocador contumaz, afirmou que entendia o líder nazista durante a entrevista coletiva que se seguiu à bem sucedida exibição de seu apocalíptico novo filme "Melancholia".

"Eu realmente queria ser um judeu e então descobri que, na verdade, eu era um nazista porque minha família era alemã, Hartmann, o que também me deu um certo prazer", afirmou, com sorriso nos lábios, quando perguntado por sua ascendência alemã.

"Eu entendo Hitler. Eu acho que ele fez algumas coisas erradas, totalmente na verdade, mas eu consigo vê-lo sentado em seu bunker no final", acrescentou.

Quando Dunst, também de ascendência alemã, começou a lançar olhares de desconforto e murmurou, "Oh, meu Deus, isso é terrível", para a também atriz Charlotte Gainsbourg, o diretor disse: "mas há um propósito no fim disto".

"O que estou dizendo é que eu acho que entendo o homem. Ele não é o que você chamaria de um cara legal, mas, sim, eu entendo muito sobre ele e sinto alguma empatia por ele, sim. Mas, vamos lá, não sou favorável à Segunda Guerra Mundial e não sou contra os judeus", acrescentou.

Em um breve comunicado enviado por e-mail à AFP por um de seus produtores, Meta Louise Foldager, von Trier se desculpou pelo que acabou de dizer.

"Se eu magoei alguém esta manhã com as palavras que proferi na coletiva, peço desculpa, sinceramente", afirmou. "Não sou antissemita ou tenho preconceitos raciais de qualquer tipo, nem eu sou um nazista", emendou.

As declarações de Von Trier na coletiva também se dirigiram a Israel e ao arquiteto-chefe de Hitler, Albert Speer.

"É claro que gosto dos judeus, mas não demais porque Israel é um pé no saco", acrescentou.

"E ainda - como posso me livrar desta frase? - eu só quero dizer, acerca da arte, que gosto muito do Speer", afirmou, acrescentando que este criminoso nazista condenado tinha "talento".

"Ok, eu sou nazista", deu de ombros, deixando escapar um riso nervoso.

Em seguida, ele revelou que seu próximo filme poderia ser "A Solução Final", termo usado pelos nazistas para designar o Holocausto.

Segundo a revista especializada The Hollywood Reporter, von Trier virou o "Mel Gibson de Cannes", em alusão às notórias posições antissemitas e sexistas do ator nos últimos anos.

"Von Trier nunca foi muito P.C. (politicamente correto) e estas entrevistas coletivas de Cannes sempre acabam se revelando uma rotina teatral, mas na coletiva de Melancholia, ele levou a questão para um novo nível, lançando uma granada em qualquer senso de decoro público", destacou.

"Se isto fosse a América, e não Cannes, teria sido um suicídio profissional", sentenciou.

Na terça-feira, Gibson faltou à coletiva em Cannes de seu novo filme, "The Beaver", alegando um compromisso anterior em Los Angeles, porém mais tarde apareceu no tapete vermelho com sua diretora, Jodie Foster.

MÉDICOS AMERICANOS DENUCIAM “MC DONALDS”

MÉDICOS AMERICANOS DENUCIAM “MC DONALDS”

Centenas de médicos americanos exigem a eliminação de Ronald McDonald


France Presse
Publicação: 18/05/2011 18:04 Atualização:
Chicago - Centenas de médicos americanos participam de uma campanha para proibir a rede McDonald's de promover seus produtos entre as crianças e forçar a gigante do fast food a eliminar seu mascote, o palhaço Ronald McDonald.

A carta aberta, publicada nesta quarta-feira (18/5) nos grandes jornais do país, coincide com uma reunião anual dos diretores do McDonald's em Chicago, que será realizada na quinta.

Um grupo de religiosas já havia proposto que o McDonald's publicasse na ocasião um documento avaliando sua resposta às "preocupações da opinião pública a respeito da relação entre fast food e obesidade infantil".

A carta dos médicos vai além e pede ao McDonald's que deixe de incluir brindes em seus "McLanches Felizes", refeições que contêm sanduíches hipercalóricos e ricos em sal, gordura e açúcar.

A carta faz parte de uma campanha conduzida pela organização sem fins lucrativos Corporação de Responsabilidade Internacional (Corporate Accountability International), conhecida por sua luta para que a marca de cigarros Camel deixe de usar seu mascote, o simpático camelo Joe.

O palhaço Ronald McDonald - que com seus enormes sapatos e cabelos vermelhos enfeita as entradas dos restaurantes da rede - tem sido usado por décadas como um simpático porta-voz corporativo.

Em um comunicado, o McDonald's defendeu seu mascote, seus cardápios e sua política de publicidade.

"Como o rosto da Ronald McDonald House Charities (braço encarregado das atividades de caridade do grupo), Ronald é um embaixador a serviço do bem, que dá mensagens importantes às crianças sobre segurança, alfabetização e um estilo de vida ativo e equilibrado", redigiu a empresa.

"Servimos alimentos de alta qualidade e nossos 'McLanches Felizes' propõem opções e variedade nas porções adaptadas às crianças", continuou.

A obesidade infantil triplicou nos últimos 30 anos nos Estados Unidos. Atualmente no país, uma criança em cada três tem excesso de peso ou é obesa.

CAVALO DE TRÓIA SIONISTA MANIPULOU PROVAS CONTRA EQUADOR

CAVALO DE TRÓIA SIONISTA MANIPULOU PROVAS CONTRA EQUADOR

Colômbia: justiça desqualifica arquivos das Farc como provas


France Presse
Publicação: 19/05/2011 21:03 Atualização:
Bogotá - A Suprema Corte de Justiça da Colômbia desqualificou o uso como provas dos arquivos encontrados em 2008 em um computador do líder guerrilheiro morto Raúl Reyes, que causaram fontes enfrentamentos diplomáticos com a Venezuela e o Equador, noticiou a imprensa esta quinta-feira (19/5) .

A Suprema Corte havia decidido descartar estes arquivos, com o argumento de que não foram recolhidos pela polícia judicial, mas por militares que também atuaram fora da Colômbia, segundo o jornal El Tiempo.

Os computadores de Reyes foram apreendidos pelas forças militares colombianas no acampamento dele no Equador, bombardeado em março de 2008, matando o líder guerrilheiro e outras 22 pessoas.

Este bombardeio causou o rompimento de relações diplomáticas com a Colômbia por parte do Equador e deteriorou as relações com a Venezuela. Os supostos arquivos encontrados nestes computadores foram divulgados pelo governo do ex-presidente colombiano e "CAVALO DE TRÓIA" SIONISTA, Alvaro Uribe, após serem certificados pela Interpol.

A decisão de descartar o valor probatório destes documentos estaria vinculada a um ato inibitório emitido na quarta-feira pela Corte no caso do ex-parlamentar de esquerda Wilson Borja, que foi acusado de manter vínculos com a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Mas uma porta-voz deste tribunal se absteve de comentar o caso esta quinta-feira, ao indicar que tem reserva legal e que será esclarecido mais adiante pela Suprema Corte.

Os arquivos dos computadores de Reyes serviram no ano passado para que a Procuradoria (justiça adminsitrativa) pedisse a destituição da senadora liberal Piedad Córdoba, que mediou com as Farc a libertação de sequestrados.

Córdoba, sancionada com inelegibilidade por 18 anos, foi efetivamente destituída pelo Congresso em novembro de 2010.

ESPIÃO JUDEU – AGIA NA RÚSSIA - EXPULSO

ESPIÃO JUDEU – AGIA NA RÚSSIA

Governo da Rússia expulsa adido militar israelense por espionagem


France Presse
Publicação: 18/05/2011 16:45 Atualização:
Jerusalém - A Rússia expulsou um adido militar israelense da embaixada do país em Moscou por acusações de espionagem, afirmaram nesta quarta-feira (18/5) autoridades do Ministério da Defesa israelense, que qualificaram as acusações de infundadas.

O coronel Vadim Leiderman, da Força Aérea, voltou a Israel há alguns dias depois de ter sido interrogado pelas autoridades russas sobre acusações de espionagem. Os russos pediram para que ele deixasse o país imediatamente, acrescentaram os funcionários.

A maior rede de televisão israelense indicou que a Rússia liberou sem indiciá-lo para voltar devido a sua imunidade diplomática.

SARKOSY FEZ COMPLÔ CONTRA STRAUS

ZARKOZY FEZ COMPLÔ CONTRA STRAUS

Para maioria dos franceses, diretor do FMI é vítima de complô


Da France Presse
Publicação: 18/05/2011 08:53 Atualização:
Paris - A maioria dos franceses - 57% - considera que Dominique Strauss-Kahn, o diretor-gerente do FMI acusado de tentativa de estupro e agressão sexual contra a camareira de um hotel de Nova York, é "vítima de um complô" sarkosiano, (para eliminar concorrente à presidência da França)---APARTE MEU--, segundo pesquisa do instituto CSA publicada esta quarta-feira.

Ao contrário, para 32%, o socialista francês, que até agora era favorito para as eleições presidenciais de 2012, não é "vítima de complô" e 11% não se pronunciaram, segundo consulta para os meios BFM-TV, RMC e 20 Minutes.

Entre os simpatizantes socialistas, 70% disseram acreditar em um complô contra o diretor do Fundo Monetário Internacional, 23% afirmaram não acreditar nesta versão e 7% não se pronunciaram.

A consulta foi feita por telefone na segunda-feira, 16 de maio, com uma amostra representativa de 1.007 pessoas de 18 anos ou mais.

Detido no sábado em Nova York, o diretor-gerente do FMI foi acusado de agressão sexual, sequestro e tentativa de estupro. Ele nega as acusações, mas foi detido na segunda-feira em uma penitenciária de Nova York, após ter negada a liberdade sob fiança.

SIONISTA "DSK" PRESO RENUNCIOU AO “FMI”

SIONISTA PRESO RENUNCIA AO “FMI”
Preso em Nova York, Dominique Strauss-Kahn renuncia à chefia do FMI


Agência Brasil
Publicação: 19/05/2011 08:15 Atualização:
Brasília - O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, renunciou nesta quarta-feira (18/5) ao cargo. Ele está preso desde o último dia 14 em Nova York, após ser acusado de abuso sexual e tentativa de estupro por uma camareira de um hotel de Manhattan, onde estava hospedado. Mesmo depois de renunciar, Strauss-Kahn continua se declarando inocente das acusações.

Em comunicado divulgado pelo FMI, Strauss-Kahn, de 62 anos, disse ter informado ao comitê executivo do órgão sua intenção de deixar o cargo imediatamente. Ele afirmou que decidiu apresentar a renúncia “com infinita tristeza”.

“Neste momento penso primeiro em minha mulher – a quem amo mais do que qualquer coisa –, em meus filhos, em minha família, em meus amigos. Também penso em meus colegas no Fundo; juntos, alcançamos tantas coisas grandes nos últimos três anos”, disse.

Strauss-Kahn, que está detido na Prisão de Rikers Island, em Nova York, deve fazer um novo pedido de liberdade sob fiança ainda hoje (19/5). No começo desta semana, a Justiça de Nova York negou um pedido de fiança, no valor de US$ 1 milhão, alegando que ele poderia fugir dos Estados Unidos para a França, seu país de origem.

Após reafirmar que nega “com a maior firmeza possível” as acusações contra ele, Strauss-Kahn disse querer proteger o FMI e dedicar toda a força e energia em provar sua inocência. O FMI afirmou que informará “no futuro próximo” sobre o processo de seleção de um novo diretor-geral.

O atual vice-diretor-geral, o americano John Lipsky, vem exercendo o cargo interinamente desde a prisão de Strauss-Kahn. A relação de potenciais candidatos, com o apoio dos europeus e norte-americanos, inclui a ministra das Finanças da França, Christine Lagarde, e o ex-primeiro-ministro da Grã-Bretanha Gordon Brown.

Dos países emergentes, querem concorrer ao cargo o ex-ministro da Economia da Turquia Kemal Dervis, o presidente do Banco Central do México, Agustín Carstens, e o ex ministro das Finanças da África do Sul Trevor Manuel.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

CAMAREIRA AIDÉTICA-SARKOSY TEM AJUDA DOS AMERICANOS PARA ELIMINAR CONCORRENTE

CAMAREIRA AIDÉTICA-SARKOSY TEM AJUDA DOS AMERICANOS PARA ELIMINAR CONCORRENTE
A empregada do Hotel Sofitel que alega ter sido atacada pelo diretor do FMI vive num edifício de apartamentos destinados a doentes com sida. Clique para visitar o dossiê Escândalo DSK
Palavras-chave DSK, Dominique Strauss-Kahn, FMI, Dossiês, Actualidade
2011-05-18 16:24:20 5

SIONISTA – VERSUS - SIONISTA SARKOZY-ARAPUCA PERFEITA C0NTRA CONCORRENTE-STRAUS

SIONISTA – VERSUS - SIONISTA
SARKOZY-ARAPUCA PERFEITA C0NTRA CONCORRENTE-STRAUS


Strauss-Kahn e Sarkozy: discussão no WC
Numa ida à casa de banho durante uma cimeira do G20, em 2009, DSK acusou Presidente francês de estar por detrás dos rumores que circulavam sobre a sua vida privada.


«Ou dizes aos teus rapazes que parem ou recorro aos tribunais», disse DSK a Sarkozy
Philippe Wojazer/Reuters
A cena passa-se à margem da cimeira do G20 em Pittsburgh em 25 de setembro de 2009, segundo revela o jornal espanhol "El País".


O Presidente francês, Nicolas Sarkozy, e o diretor-executivo do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss-Kahn (DSK), encontram-se por acaso na casa de banho do edifício, num intervalo da cimeira.
DSK confronta Nicolas Sarkozy com os rumores sobre a sua vida privada. A conversa foi escutada por outros utilizadores da casa de banho e revelada em primeira mão pelo semanário "Le Point".
"Tudo isto parte do Eliseu"
"Estou mais do que farto dos sucessivos boatos sobre a minha vida privada e os supostos dossiês e fotos que podem sair publicamente para me prejudicar", diz Dominique Strauss-Kahn em voz alta. Adianta que "sabe que tudo isto parte do Eliseu", a sede da Presidência da República francesa.
"Ou dizes aos teus rapazes que parem ou recorro aos tribunais", ameaça DSK. Nicolas Sarkozy limita-se a responder-lhe que não tem qualquer responsabilidade no assunto.
Nos dias seguintes, o diretor-executivo do FMI deu instruções ao seu advogado parisiense, Jean Veil, para estar especialmente vigilante.
Poucos dias antes deste aceso encontro nas casas de banho do edifício onde decorria a reunião do G20, foi publicado em França um ensaio demolidor sobre o Partido Socialista francês, da autoria dos jornalistas Karim Rissouli e Antonin André.
Conversa desmentida
Revela esse ensaio uma conversa ocorrida em 2006 com Frederic Lefebvre, chefe de gabinete de Nicolas Sarkozy, então líder da UMP, o partido que apoiou a sua candidatura presidencial em 2007. O tema é a eventual candidatura presidencial de Dominique Strauss-Kahn, apoiada pelos socialistas, muito comentada na imprensa francesa.
Frederic Lefebvre é certeiro. A candidatura de DSK "não aguentaria uma semana. Temos fotos comprometoras dele e iremos divulgá-las. Não vão agradar aos franceses".
Hoje porta-voz da UMP, Frederic Lefebvre desmentiu esta conversa com os jornalistas.

TERRORISMO CONTRA MULHERES–SIONISTA CONTINUA PRESO

TERRORISMO CONTRA MULHERES – SIONISTA CONTINUA PRESO,
DESTAQUE ESPECIAL DA MINISTRA DA ECONIMIA ESPANHOLA.

CONFIRA REPORTAGEM ABAIXO:

17.05.2011 08:52 Lusa
Strauss-Kahn: Ministra espanhola Economia acha que detenção de diretor do FMI não afetará resgates
Madrid, 17 mai (Lusa) -- A ministra espanhola da Economia, Elena Salgado, afirmou hoje acreditar que a detenção do diretor do FMI não afetará os resgates de Portugal, Grécia e Irlanda e considerou as acusações de abuso sexual e violação são "de extraordinária gravidade".
Madrid, 17 mai (Lusa) -- A ministra espanhola da Economia, Elena Salgado, afirmou hoje acreditar que a detenção do diretor do FMI não afetará os resgates de Portugal, Grécia e Irlanda e considerou as acusações de abuso sexual e violação são "de extraordinária gravidade".
Salgado mostrou-se convencida de que a detenção de Strauss-Kahn não afetará os resgates de Portugal, Grécia e Irlanda, já que, apesar do responsável do FMI, ser "uma figura muito importante no contexto internacional", os trabalhos da instituição "continuam".
A governante, que escusou pronunciar-se sobre se o diretor do FMI deveria abandonar o cargo, recordou que a decisão cabe ao próprio Dominique Strauss-Kahn, mas que as acusações "são muito graves" e já foram formalizadas pela justiça.
"Deixemos que atue a justiça, mas, insisto, os delitos são de uma extraordinária gravidade e a solidariedade, a minha em particular, em primeiro lugar está com a mulher que sofreu uma agressão, se efetivamente assim ocorreu", comentou.

ASP.
Lusa/Fim

domingo, 15 de maio de 2011

ABUTRES SIONISTAS PARTILHAM PORTUGAL

ABUTRES SIONISTAS PARTILHAM PORTUGAL EM CONLUIO DOS GOVERNANTES PORTUGUESES!

BRIGAM AS COMADRES, DESCOBRE-SE AS VERDADES, PORTUGAL FOI LEVADO À INSOLVENCIA DELIBERADAMENTE, PARA, PURA E SIMPLESMENTE, BOTAR FORA AS ESTATAIS PORTUGUESAS, QUE DÃO SUSTENTAÇÃO E SOBERANIA AO ESTADO, OS SIONISTAS EUROPEUS QUE SÃO OS VERDADEIROS PATRÕES DOS DIRIGENTES PORTUGUESES, ESTÃO COM AS GARRAS AFIADAS, COMO VERDADEIROS ABUTRES QUE SÃO, PARA ABOCANHAR AS ESTATAIS PORTUGUESAS E ESCRAVISAR OS PORTUGUESES, COMO JÁ ESTÃO A FAZER NA IRLANDA, ESTADOS UNIDOS E GRÉCIA, A PRÓXIMA VÍTIMA SERÁ A ESPANHA, ESPERAR PRA VER,
CONFIRA REPORTAGEM ABAIXO:

LEGISLATIVAS
Passos: O “Cavalo de Tróia Sionista” Sócrates, agiu "deliberadamente" para a actual situação
por LusaHoje

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou esta noite o primeiro-ministro, José Sócrates, de ter levado "deliberadamente" o país para a actual situação e pediu para que deixe de tratar os portugueses como "imbecis".
"José Sócrates preferiu continuar a dizer que estava tudo bem, que a oposição era irresponsável e que o líder do PSD punha mal Portugal na Europa. O primeiro-ministro conduziu deliberadamente Portugal a uma situação em que está à beira da insolvência", afirmou Passos Coelho, num comício em Ponta Delgada que encerrou uma visita aos Açores.
Pedro Passos Coelho salientou esperar que José Sócrates "siga o seu caminho e deixe de considerar os portugueses como imbecis, porque os portugueses sabem bem o que se passou".
Para o líder social-democrata, "o que se passou em Portugal nos últimos anos não tem perdão", frisando que o governo socialista "só se pode queixar de si próprio e não pode apontar o dedo ao PSD".
Num longo discurso de mais de 30 minutos, Passos Coelho afirmou que "o PSD não faz birras com Portugal" e recordou que o partido alertou, repetidas vezes, para a situação em que o país se encontrava, mas não foi ouvido pelo governo socialista.

sábado, 14 de maio de 2011

CORREIO- COCA-COLA DÁ CANCER EM RATOS, SÓ RATOS???



VENDAS CAÍRAM 30% EM BRASÍLIA

sábado, 10 de março de 2012


CORREIO-COCA-COLA DÁ CANCER EM RATOS, SÓ RATOS???

CORREIO BRASILIENSE -COCA-COLA PROVOCA CANCER EM RATOS, SÓ RATOS??? Mas os ratos não bebem COCA-COLA, vocês conhecem algum rato que toma COCA-COLA? Se conhecerem, avisem-nos do perigo que estão correndo!!!...


Para não pôr aviso de suspeita de câncer em embalagem, Coca muda receita

Publicação: 10/03/2012 12:16 Atualização:

A Coca-Cola e a Pepsi anunciaram ontem alterações na produção de um ingrediente de seus refrigerantes %u2014 o chamado corante caramelo %u2014 para evitar a necessidade de colocar um aviso em seus produtos sobre o risco de câncer. As mudanças não alterarão o gosto, a cor ou a fórmula do refrigerante, de acordo com pronunciamentos das duas empresas. Elas informaram que exigiram de seus fornecedores do ingrediente modificação no processo de fabricação com o objetivo de limitar a exposição do consumidor a substâncias tóxicas.

A alteração tem a finalidade de reduzir a quantidade de um componente usado na fabricação do corante denominado 4-metilimizadol ou 4-MI. Em janeiro deste ano, ele foi adicionado à lista de substâncias cancerígenas que o governo californiano divulga anualmente em decorrência de uma norma de 1986. Altos níveis dessa substância foram relacionados a câncer em animais, após testes com ratos.

No início da semana, uma organização norte-americana sem fins lucrativos da área de nutrição e segurança alimentar, o Center for Science in the Public Interest (CSPI), declarou que encontrou a substância em níveis perigosos em latas de Coca-Cola e Pepsi. O órgão fiscalizador do governo norte-americano, o U.S. Food and Drug Administration, informou que está analisando um requerimento do CSPI, mas afirmou que as bebidas ainda são consideradas seguras. Um porta-voz do FDA disse que uma pessoa teria de beber %u201Cbem mais de mil latas por dia para atingir as doses administradas nos estudos que mostraram a conexão com câncer em roedores%u201D.

ESPANHA: A PRÓXIMA VÍTIMA DO SIONISTA “FMI”

ESPANHA: A PRÓXIMA VÍTIMA DO SIONISTA “FMI”
12/05/2011 - 23:05
FMI: crise marcha para o Leste

Dificuldade para pagar dívidas deve crescer e chegar à Europa Oriental
O Fundo Monetário Internacional (FMI) admitiu que, apesar dos empréstimos concedidos a Grécia, Irlanda e Portugal, em troca de draconianos programas recessivos, a crise que assola os membros da União Européia (UE) pode se alastrar a outros países do bloco e chegar até o Leste Europeu.
Caso isso ocorra, vai agravar as restrições já impostas aos imigrantes. Embora aceitem se sujeitar a trabalhos considerados degradantes pelos locais e ajudem a manter o equilíbrio da previdência, eles são apontados por políticos xenófobos como responsáveis pelo aumento do desemprego na região.
Na véspera, a UE reuniu-se para discutir a decisão da Dinamarca de restabelecer unilateralmente controles de fronteira. O país defendeu a decisão, alegando que ela não contrariaria o Tratado de Schengen - que assegura a livre circulação de pessoas.
O bloco aceitou discutir o tema, mas diz rejeitar rever a livre circulação, como defendem França e Itália, que enfrentam onda de refugiados africanos de suas ex-colônias.
A advertência sobre a amplificação da crise ocorre no momento em que FMI e UE querem ampliar as exigências impostas à Grécia para conceder novo empréstimo ao país, em meio à crescente percepção de que o governo grego terá de reestruturar sua dívida de cerca de US$ 300 bilhões.
O mesmo sentimento é reservado por analistas independentes e pelos investidores em relação à. Espanha.
"O contágio dos principais países da Zona do Euro e da Europa emergente permanece um risco tangível", afirmou o relatório do FMI sobre o continente.
Os países da UE enfrentam uma combinação de dívidas elevadas e recessão. Com a menor arrecadação, provocada pelos programas do FMI, o déficit tem crescido.
O FMI advertiu, com ênfase, que a Espanha será o país mais afetado por medidas de arrocho: 2,2 pontos a menos no crescimento do PIB deste ano e 1,5 ponto em 2012.

PREMIO DE DIREITOS HUMANOS- Assange do WikiLeaks - Mandela e Dalai Lama


Além de Assange, também Nelson Mandela e Dalai Lama receberam este prémio

Além de Assange, também Nelson Mandela e Dalai Lama
receberam este prémio

Fundador do WikiLeaks ganha prêmio de direitos humanos
UOL 13/05/2011 02h00

O australiano Julian Assange, fundador do WikiLeaks, recebeu na última terça (9) o prêmio da paz pela Fundação Sydney Peace – uma das premiações mais prestigiadas na Austrália no quesito direitos humanos. A fundação premiou Assange por sua "coragem excepcional na defesa dos direitos humanos", homenageando sua determinação para conseguir mais transparência dos governos.

De acordo com a agência Reuters, a medalha de ouro foi entregue pela fundação em Londres, é ligada à Universidade de Sydney e apoiada pela prefeitura da cidade australiana. "Achamos que a luta pela paz com justiça inevitavelmente envolve conflitos, inevitavelmente envolve controvérsias", disse o professor Stuart Rees, diretor da fundação, ao justificar o prêmio.

O professor ainda completa dizendo que o mérito de Assange está em desafiar práticas seculares de segredo governamental e defender o direito das pessoas saberem. "Achamos que o senhor e o WikiLeaks provocaram o que julgamos ser um divisor de águas no jornalismo, na liberdade de informação e potencialmente na política", afirmou Rees.

Somente outras três pessoas já receberam a medalha de ouro entregue pela Sydney Peace, apesar da premiação já acontecer há 14 anos. Os homenageados foram: Dalai Lama, Nelson Mandela e Daisaku Ikeda - da associação budista Soka Gakkai.

PORTUGAL-“FMI” SIONISTA ADMITE- PROGRMA É DRACONIANO
12/05/2011 - 23:05
FMI: crise marcha para o Leste

Dificuldade para pagar dívidas deve crescer e chegar à Europa Oriental
O Fundo Monetário Internacional (FMI) admitiu que, apesar dos empréstimos concedidos a Grécia, Irlanda e Portugal, em troca de draconianos programas recessivos, a crise que assola os membros da União Européia (UE) pode se alastrar a outros países do bloco e chegar até o Leste Europeu.

Caso isso ocorra, vai agravar as restrições já impostas aos imigrantes. Embora aceitem se sujeitar a trabalhos considerados degradantes pelos locais e ajudem a manter o equilíbrio da previdência, eles são apontados por políticos xenófobos como responsáveis pelo aumento do desemprego na região.

Na véspera, a UE reuniu-se para discutir a decisão da Dinamarca de restabelecer unilateralmente controles de fronteira. O país defendeu a decisão, alegando que ela não contrariaria o Tratado de Schengen - que assegura a livre circulação de pessoas.

O bloco aceitou discutir o tema, mas diz rejeitar rever a livre circulação, como defendem França e Itália, que enfrentam onda de refugiados africanos de suas ex-colônias.

A advertência sobre a amplificação da crise ocorre no momento em que FMI e UE querem ampliar as exigências impostas à Grécia para conceder novo empréstimo ao país, em meio à crescente percepção de que o governo grego terá de reestruturar sua dívida de cerca de US$ 300 bilhões.

O mesmo sentimento é reservado por analistas independentes e pelos investidores em relação à. Espanha.
"O contágio dos principais países da Zona do Euro e da Europa emergente permanece um risco tangível", afirmou o relatório do FMI sobre o continente.

Os países da UE enfrentam uma combinação de dívidas elevadas e recessão. Com a menor arrecadação, provocada pelos programas do FMI, o déficit tem crescido.

O FMI advertiu, com ênfase, que a Espanha será o país mais afetado por medidas de arrocho: 2,2 pontos a menos no crescimento do PIB deste ano e 1,5 ponto em 2012.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

TIME - ASSANGE do WikiLeaks entre os 100 mais INFLUENTES DO MUNDO























“TIME” - ASSANGE do WikiLeaks ENTRE 100 PESSOAS MAIS INFLUENTES DO MUNDO
UOL 13/05/2011 02h00

O homem do WikiLeaks

Graças ao WikiLeaks, o australiano virou um inimigo dos Estados Unidos após divulgar pela internet telegramas diplomáticos de representantes do governo dos EUA, expondo seus pontos de vista sobre o panorama internacional. Além disso, Assange publicou diversos documentos sigilosos relacionados as guerras no Iraque e Afeganistão.

No último dia 21, Assange também entrou para a galeria da revista americana 'Time' como uma das cem personalidades mais influentes do mundo por assumir o papel da outra fonte da imprensa. Atualmente, Assange está sob prisão domiciliar na Inglaterra, podendo ser extraditado para a Suécia para responder por supostos crimes sexuais. "Independentemente do que acontecer com Assange, (...) segredos nunca estarão seguros novamente", disse a revista 'Time'.



sábado, 7 de maio de 2011

PORTUGAL- FMI EXIGE FIM DOS DIREITOS TRABALHISTAS

TRAIÇÃO-GOVERNO PORTUGUES ENTREGA ESTATAIS AOS SIONISTAS --
ACORDO COM "FMI" PREVE REDUÇÃO DE DIREITOS TRABALHISTAS, JUSTA CAUSA PODERÁ SER APLICADA À FALTA DE ADAPTAÇÃO TECNOLÓGICA --

CONFIRA REPORTAGEM ABAIX:

Acordo de ajuda financeira para Portugal flexibiliza emprego, diz ministro
Jair Rattner
De Lisboa para a BBC Brasil

Santos negou que o programa tenha sido imposto por órgãos internacionais
O ministro das Finanças de Portugal, Fernando Teixeira dos Santos, afirmou nesta quinta-feira que as reformas que devem ser implementadas no país em troca de uma injeção de até 78 bilhões de euros (cerca de R$ 182 bilhões) na economia são voltadas “para o mercado de trabalho, com a flexibilização das leis trabalhistas, mas protegendo a situação social dos cidadãos”.
Na apresentação do acordo negociado por Portugal com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu, Santos afirmou que o pacote vai exigir esforço da população, mas foi pensado para aquecer o mercado de trabalho.
Com as reformas previstas, ficará mais fácil dispensar funcionários, já que há medidas como a redução em um terço no valor da indenização paga aos demitidos. O pacote também prevê a ampliação dos casos em que o empregador pode declarar justa causa para despedir um funcionário, como falta de adaptação à tecnologia.
O representante do FMI em Portugal, Poul Thomsen, disse à BBC Brasil que a falta de flexibilidade no mercado de trabalho português era justamente uma das maiores preocupações.
“O programa vai introduzir um grau mais alto de competição na economia doméstica, especialmente no mercado de trabalho em que os jovens não têm condições de competir por emprego”, afirmou Thomsen.
Privatizações
O acordo de resgate prevê ainda que o Estado português deixe de ter participação em várias empresas - entre as quais várias que atuam no Brasil, como a empresa de petróleo Galp, a companhia aérea TAP e a EDP, do setor energético.
A previsão é de que a participação do governo seja transferida à iniciativa privada até o final do ano, com a meta de arrecadar 5,5 bilhões de euros (aproximadamente R$ 13 bilhões).
Thomsen explicou que a medida é necessária porque o país precisa estar mais aberto à concorrência.
“O problema de Portugal é que há muitos setores protegidos. São setores domésticos de bens não transacionáveis. Eles têm grandes lucros, podem pagar altos salários e isso aumenta o custo dos bens transacionáveis, que acabam ficando menos competitivos.”
Ajuste fiscal
As dificuldades econômicas pelas quais passa Portugal, que ainda refletem a crise financeira global de 2008, levara o governo português a anunciar, no mês passado, que iria pedir ajuda financeira externa.
O país tem atualmente uma taxa de desemprego de 11% e um deficit que chega a 9,1% do PIB. Com os ajustes, a expectativa é de que o deficit recue para 3% em três anos e não dois, como previsto anteriormente.
Clique Leia mais na BBC Brasil: Portugal fecha acordo para receber 78 bilhões de euros em 3 anos
Segundo Thomsen, caso a queda do deficit fosse mais rápida levaria a uma recessão maior do que a redução de 2% do PIB em 2011 e 2012 previstas no programa.
Com relação ao desemprego, os cálculos do governo são de que a taxa ainda irá aumentar para 13% em 2013 e só depois começar a cair. Apesar disso, o seguro-desemprego será reduzido de três anos para 18 meses e o teto de pagamento deve baixar 10%.
Santos ressaltou o programa não veio de fora, mas foi elaborado pelo próprio governo português após o pedido de ajuda. “Não um programa imposto, mas assumido pelas autoridades portuguesas, elaborado com apoio da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional.”
Dos 78 bilhões de euros que devem ser emprestados a Portugal, 12 bilhões (cerca de R$ 28 bilhões) devem ser destinados a uma linha de financiamento para capitalizar os bancos, que terão de diminuir sua alavancagem financeira.
“Pretendemos que os bancos se capitalizem no mercado. Caso não consigam, poderão usar a linha de financiamento que vai funcionar como uma almofada financeira”, disse o ministro.
Caso tudo ocorra conforme o planejado, o país pretende voltar a emitir títulos já no ano que vem.

PORTUGAL-FMI DETERMINA PERDA DAS ESTATAIS AO SIONISMO

TRAIÇÃO-GOVERNO PORTUGUES ENTREGA ESTATAIS AOS SIONISTAS A EXEMPLO DOS GREGOS QUE ESTÃO A PERDER SUAS ILHAS AOS SIONISTAS "ABUTRES FINANCEIROS INTERNACIONAIS".

CONFIRA DECLARAÇÃO DO TRAIDOR DO POVO PORTUGUES:

Acordo de ajuda financeira para Portugal flexibiliza emprego, diz ministro
Jair Rattner
De Lisboa para a BBC Brasil

Santos negou que o programa tenha sido imposto por órgãos internacionais
O ministro das Finanças de Portugal, Fernando Teixeira dos Santos, afirmou nesta quinta-feira que as reformas que devem ser implementadas no país em troca de uma injeção de até 78 bilhões de euros (cerca de R$ 182 bilhões) na economia são voltadas “para o mercado de trabalho, com a flexibilização das leis trabalhistas, mas protegendo a situação social dos cidadãos”.
Na apresentação do acordo negociado por Portugal com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu, Santos afirmou que o pacote vai exigir esforço da população, mas foi pensado para aquecer o mercado de trabalho.
Com as reformas previstas, ficará mais fácil dispensar funcionários, já que há medidas como a redução em um terço no valor da indenização paga aos demitidos. O pacote também prevê a ampliação dos casos em que o empregador pode declarar justa causa para despedir um funcionário, como falta de adaptação à tecnologia.
O representante do FMI em Portugal, Poul Thomsen, disse à BBC Brasil que a falta de flexibilidade no mercado de trabalho português era justamente uma das maiores preocupações.
“O programa vai introduzir um grau mais alto de competição na economia doméstica, especialmente no mercado de trabalho em que os jovens não têm condições de competir por emprego”, afirmou Thomsen.
Privatizações
O acordo de resgate prevê ainda que o Estado português deixe de ter participação em várias empresas - entre as quais várias que atuam no Brasil, como a empresa de petróleo Galp, a companhia aérea TAP e a EDP, do setor energético.
A previsão é de que a participação do governo seja transferida à iniciativa privada até o final do ano, com a meta de arrecadar 5,5 bilhões de euros (aproximadamente R$ 13 bilhões).
Thomsen explicou que a medida é necessária porque o país precisa estar mais aberto à concorrência.
“O problema de Portugal é que há muitos setores protegidos. São setores domésticos de bens não transacionáveis. Eles têm grandes lucros, podem pagar altos salários e isso aumenta o custo dos bens transacionáveis, que acabam ficando menos competitivos.”
Ajuste fiscal
As dificuldades econômicas pelas quais passa Portugal, que ainda refletem a crise financeira global de 2008, levara o governo português a anunciar, no mês passado, que iria pedir ajuda financeira externa.
O país tem atualmente uma taxa de desemprego de 11% e um deficit que chega a 9,1% do PIB. Com os ajustes, a expectativa é de que o deficit recue para 3% em três anos e não dois, como previsto anteriormente.
Clique Leia mais na BBC Brasil: Portugal fecha acordo para receber 78 bilhões de euros em 3 anos
Segundo Thomsen, caso a queda do deficit fosse mais rápida levaria a uma recessão maior do que a redução de 2% do PIB em 2011 e 2012 previstas no programa.
Com relação ao desemprego, os cálculos do governo são de que a taxa ainda irá aumentar para 13% em 2013 e só depois começar a cair. Apesar disso, o seguro-desemprego será reduzido de três anos para 18 meses e o teto de pagamento deve baixar 10%.
Santos ressaltou o programa não veio de fora, mas foi elaborado pelo próprio governo português após o pedido de ajuda. “Não um programa imposto, mas assumido pelas autoridades portuguesas, elaborado com apoio da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional.”
Dos 78 bilhões de euros que devem ser emprestados a Portugal, 12 bilhões (cerca de R$ 28 bilhões) devem ser destinados a uma linha de financiamento para capitalizar os bancos, que terão de diminuir sua alavancagem financeira.
“Pretendemos que os bancos se capitalizem no mercado. Caso não consigam, poderão usar a linha de financiamento que vai funcionar como uma almofada financeira”, disse o ministro.
Caso tudo ocorra conforme o planejado, o país pretende voltar a emitir títulos já no ano que vem.

terça-feira, 3 de maio de 2011

BISPO SIONISTA APLICA GOLPE NO VATICANO - 250 000 000,00 USD

MANDOU MATAR EMANUELA
o pravda ilhéu


« post anterior | home | post seguinte »
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008
O Vaticano em maus lençóis por causa da falência do Banco Ambrosiano.- PREJUIZO DE 250 MILHÕES DE DÓLARES.
Ex-líder do Banco do Vaticano acusado de rapto

MANUELA PAIXÃO, Roma

Itália. Testemunha internada num instituto de recuperação para toxicodependentes revelou que Emanuela Orlandi, filha de um funcionário do Vaticano, desaparecida há 15 anos, foi raptada por ordem do falecido Monsenhor Marcinkus porque o seu pai tinha visto documentos que não devia

Monsenhor Marcinkus acusado do rapto de Emanuela há 25 anos

EMANUELA ASSASSINADA AOS 15 ANOS - VINGANÇA CONTRA O PAI
Filha de um funcionário do Vaticano, Emanuela Orlandi, de 15 anos, desapareceu a 22 de Junho de 1983 quando regressava a casa vinda de uma aula de música e nunca mais se conseguiu saber qual o seu paradeiro. Mas agora surgem novos dados e acusações que fazem do caso uma novela ao estilo Código Da Vinci. Igreja, Vaticano, droga, Banco da Santa Sé e o arcebispo americano Paul Marcinkus são algumas das personagens e dos ingredientes. As revelações surgiram numa emissão da TV3 sobre os 25 anos do desaparecimento de Emanuela.

SABRINA DENUNCIOU O ASSASSINO, QUE ERA SEU AMANTE
A fazê-las, Sabrina Minardi, hoje internada num instituto para recuperação de toxicodependentes, ex-mulher de Bruno Giordano, campeão da Lazio, que deixou, seduzida pelo boss da Magliana, Enrico De Pedis, e a quem vem agora acusar de ter sequestrado, assassinado e enterrado Emanuela, sob ordens do arcebispo Paul Marcinkus, o antigo presidente do banco do Vaticano.

"Acusações infames, sem provas, sobre Monsenhor Marcinkus, morto há vários anos e impossibilitado de se defender." Foi esta a resposta imediata do Vaticano, em defesa do então prefeito do Estado da Santa Sé, envolvido nos mistérios da falência do Banco Ambrosiano, o que levou a Igreja de Roma a enviá-lo para uma paróquia do Arizona, onde terminou os seus dias (morreu em 2006). Tal como Marcinkus, morreram, entretanto, os principais protagonistas e acusados deste mistério, com excepção para Giulio Andreotti.

CHEFE MAFIOSO - ASSASSINOU A MANDO DO BISBO SIONISTA MARCYNCUS
Nesta mistura de venenos, revelações, mistérios que se sobrepõem, a Santa Sé critica também a " demasiada divulgação jornalística de informações secretas, sem serem verificadas, e provenientes de uma única testemunha. Sabrina Minardi, ex-toxicodependente, era amante de Enrico De Pedis, mafioso, que foi assassinado por dois dos seus rivais.

Agora a polémica atinge também a disponibilidade do reitor da Basílica de Santo Apolinário, Dom Pedro Huidobro, para permitir a abertura do túmulo de De Pedis, onde, segundo Sabrina, estaria também o corpo de Emanuela Orlandi. O privilégio desta sepultura foi obtido em 1990, quando o então reitor da basílica, Monsenhor Piero Vergari, conheceu e foi director espiritual de De Pedis.

A partir da garantia de que fora um grande bem-feitor dos pobres, dada por Vergari, o então vicário da diocese de Roma e líder da Conferência Episcopal Italiana, cardeal Ugo Poletti, concedeu o nulla osta para a sepultura, na cripta, ao lado de altos prelados e papas. Assim, o túmulo do boss da Magliana é inacessível por lei às autoridades italianas.

Nos primeiros tempos a seguir ao desaparecimento de Emanuela, muitas foram as chamadas feitas para os pais, com falsas pistas, tendo havido uma que chegou a ser levada a sério pela polícia e pelos juízes: uma voz de homem telefona e pede a intervenção de João Paulo II para trocar a entrega
ENRICO - CHEFE MAFIOSO ENTERRADO NO TÚMULO DOS PAPAS
de Emanuela pela libertação do turco Ali Agca - que atentara contra a vida do Papa em 1981.

Numa entrevista de mais de duas horas, no programa Chi l'ha visto? ("Quem a viu"?), Sabina Minardi revelou aquilo que diz ser a verdade e apresentou também uma razão para que Marcinkus tivesse ordenado o rapto da jovem Emanuela Orlandi: o seu pai, Ercole, "terá visto documentos que não devia ter visto", sendo preciso assegurar o seu silêncio. Sabrina revelou ainda que DePedis lhe contou tudo isto quando estava sob efeito da cocaína. Ver DN/Lisboa

CLAMOR POR MANU VARREU A EUROPA

BISPO SIONISTA - MANDA A MÁFIA RAPTAR E MATAR EMANUELA -RAPTADA E ASSASSINADA 15 ANOS


RAPTADA E ASSASSINADA
o pravda ilhéu


« post anterior | home | post seguinte »
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008
O Vaticano em maus lençóis por causa da falência do Banco Ambrosiano.
Ex-líder do Banco do Vaticano acusado de rapto

MANUELA PAIXÃO, Roma

Itália. Testemunha internada num instituto de recuperação para toxicodependentes revelou que Emanuela Orlandi, filha de um funcionário do Vaticano, desaparecida há 15 anos, foi raptada por ordem do falecido Monsenhor Marcinkus porque o seu pai tinha visto documentos que não devia

BISPO SIONISTA - MANDANTE
Monsenhor Marcinkus acusado do rapto de Emanuela há 25 anos

Filha de um funcionário do Vaticano, Emanuela Orlandi, de 15 anos, desapareceu a 22 de Junho de 1983 quando regressava a casa vinda de uma aula de música e nunca mais se conseguiu saber qual o seu paradeiro. Mas agora surgem novos dados e acusações que fazem do caso uma novela ao estilo Código Da Vinci. Igreja, Vaticano, droga, Banco da Santa Sé e o arcebispo americano Paul Marcinkus são algumas das personagens e dos ingredientes. As revelações surgiram numa emissão da TV3 sobre os 25 anos do desaparecimento de Emanuela.

A fazê-las, Sabrina Minardi, hoje internada num instituto para recuperação de toxicodependentes, ex-mulher de Bruno Giordano, campeão da Lazio, que deixou, seduzida pelo boss da Magliana, Enrico De Pedis, e a quem vem agora acusar de ter sequestrado, assassinado e enterrado Emanuela, sob ordens do arcebispo Paul Marcinkus, o antigo presidente do banco do Vaticano.

MAFIOSO - EXECUTOR DO RAPTO E ASSASSINATO
"Acusações infames, sem provas, sobre Monsenhor Marcinkus, morto há vários anos e impossibilitado de se defender." Foi esta a resposta imediata do Vaticano, em defesa do então prefeito do Estado da Santa Sé, envolvido nos mistérios da falência do Banco Ambrosiano, o que levou a Igreja de Roma a enviá-lo para uma paróquia do Arizona, onde terminou os seus dias (morreu em 2006). Tal como Marcinkus, morreram, entretanto, os principais protagonistas e acusados deste mistério, com excepção para Giulio Andreotti.


AMANTE DO MAFOSO E DENUNCIANTE 
Nesta mistura de venenos, revelações, mistérios que se sobrepõem, a Santa Sé critica também a " demasiada divulgação jornalística de informações secretas, sem serem verificadas, e provenientes de uma única testemunha. Sabrina Minardi, ex-toxicodependente, era amante de Enrico De Pedis, mafioso, que foi assassinado por dois dos seus rivais.

Agora a polémica atinge também a disponibilidade do reitor da Basílica de Santo Apolinário, Dom Pedro Huidobro, para permitir a abertura do túmulo de De Pedis, onde, segundo Sabrina, estaria também o corpo de Emanuela Orlandi. O privilégio desta sepultura foi obtido em 1990, quando o então reitor da basílica, Monsenhor Piero Vergari, conheceu e foi director espiritual de De Pedis.

A partir da garantia de que fora um grande bem-feitor dos pobres, dada por Vergari, o então vicário da diocese de Roma e líder da Conferência Episcopal Italiana, cardeal Ugo Poletti, concedeu o nulla osta para a sepultura, na cripta, ao lado de altos prelados e papas. Assim, o túmulo do boss da Magliana é inacessível por lei às autoridades italianas.

Nos primeiros tempos a seguir ao desaparecimento de Emanuela, muitas foram as chamadas feitas para os pais, com falsas pistas, tendo havido uma que chegou a ser levada a sério pela polícia e pelos juízes: uma voz de homem telefona e pede a intervenção de João Paulo II para trocar a entrega de Emanuela pela libertação do turco Ali Agca - que atentara contra a vida do Papa em 1981.

Numa entrevista de mais de duas horas, no programa Chi l'ha visto? ("Quem a viu"?), Sabina Minardi revelou aquilo que diz ser a verdade e apresentou também uma razão para que Marcinkus tivesse ordenado o rapto da jovem Emanuela Orlandi: o seu pai, Ercole, "terá visto documentos que não devia ter visto", sendo preciso assegurar o seu silêncio. Sabrina revelou ainda que De Pedis lhe contou tudo isto quando estava sob efeito da cocaína. Ver DN/Lisboa

Wikileaks - TERRORISTA TECNOLÓGICO

Biden chama Assange de terrorista tecnológico
O governo dos Estados Unidos considera processar o fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, disse o vice-presidente Joe Biden à rede NBC. Biden chamou Assange de "terrorista de alta tecnologia". Segundo Biden, se os EUA conseguirem processar Assange por terrorismo, poderiam solicitar a sua extradição.

O Pentágono deseja provar que Assange estimulou o soldado Bradley Manning a vazar informações secretas do governo americano.
- Se ele conspirou para obter os documentos junto com um membro do Exército, isso é diferente de entregar os documentos e dizer: Você é um jornalista, aqui está um material confidencial - disse Biden.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

CGTP - PORTUGAL X GOLPE SIONISTA

PORTUGUESES TEMEM GOLPE DE ESTADO, TROYKA SIONISTA (PASSOS COELHO-JOSÉ SÓCRATES E CAVACO SILVA) A POSTOS PARA GARFAR PORTUGAL.

CONFIRA REPORTAGEM ABAIXO:

DIA DO TRABALHADOR
CGTP teme "golpe de Estado" em revisão da Constituição
Hoje
Com a troika em Portugal a negociar o resgate do País, os alertas lançados por Carvalho da Silva foram incisivos e mobilizadores.
O líder da CGTP disse ser "inadmissível e absolutamente intolerável a total ausência de respeito pelo povo, pela soberania nacional e pelo regime democrático". Frisou que "os órgãos democráticos do Estado não podem colocar-se ao serviço de estratégias alheias ao próprio povo, traindo-o".
Carvalho da Silva, em tom de interrogação e face ao muito que tem sido dito e escrito como medidas advogadas pela troika, questionou se "está em preparação uma revisão da Constituição da República, tipo golpe de Estado".
Com a troika em Portugal a negociar o resgate do País, os alertas lançados por Carvalho da Silva foram incisivos e mobilizadores.
Leia mais no e-paper do DN

domingo, 1 de maio de 2011

JUDAICO SIONISTAS PROVOCAM A PRÉ-FALÊNCIA DOS AMERICANOS



A TRAGÉDIA AMERICANA - TODOS ESTÃO SENDO ESCRAVIZADOS PELOS BANCOS JUDAICO SIONISTAS.

EM ARTIGOS ANTERIORES, ACUSEI OS BANCOS PARTICULARES DE PROVOCAR A QUEBRA DO SISTEMA FINANCEIRO AMERICANO E EUROPEU, E DE PROVOCAR A CRISE MUNDIAL PROPOSITADAMENTE, E QUE O DOLAR É UM CHEQUE SEM FUNDOS, COM DATA IMPRECISA, MAS INEVITÁVEL QUE RECEBA O DEVIDO CARIMBO – SEM FUNDOS-- ESTADOS UNIDOS SEGUEM O CAMINHO INEXORÁVEL DA GRÉCIA E IRLANDA.

HOJE CADA 7,5 SEGUNDOS UMA FAMÍLIA AMERICANA PERDE SUA CASA! MICHAEL MOORE REGISTRA NUM DOCUMENTÁRIO - GANHADOR DO "OSCAR"

A SALVAÇÃO DO BRASIL, FOI TER BANCOS ESTATAIS, E TEM ABUTRES AINDA QUERENDO PRIVATIZAR O MAIOR E MAIS SEGURO BANCO DO OCIDENTE.

CONFIRMAÇÃO DESTA PREVISÃO NA REPORTAGEM ABAIXO:

3 de janeiro de 2011.-economia dos EUA enfrenta um panorama sombrio para 2011 devido às medidas tomadas por Washington para lidar com a crise, incluindo a impressão de dinheiro, o que colocou o país à beira da falência ", diz um perito.

Em uma entrevista na PressTV Max Keiser, Karl Denninger, fundador daticker.org-mercado , disse que nem as medidas de austeridade da Europa e da impressão de dinheiro dos EUA poderia resolver a crise econômica.

"Ambos estão errados sobre estes elementos propostos e tirar as pessoas que fizeram maus empréstimos e levá-los em conta", disse Denninger.

"Você tem que tomar essas instituições e esses bancos ou aqueles que têm e forçá-los a tomar write-downs e marcar o desacreditado", acrescentou.

"O problema é que se você fizer isso, elas estão insolventes. Portanto, temos um sistema político os EUA e na Europa não está disposta a enfrentar esses banqueiros e dizem que estão falidas", disse Denninger.

Ele disse que os EUA sofreu uma dívida "para o PIB total sistemático" nos últimos 30 anos, que pode dar forma a um destino semelhante ao da Grécia e da Irlanda para a América.

"É apenas uma questão de por quanto tienpo continuar. E o que acontece é a mesma coisa aconteceu com a Grécia ea Irlanda. Todos paracer ficar bem um dia e na manhã seguinte você acorda e obrigações estão quebrando e os leilões estão caindo. Essa foi a história desta crise e vai continuar ", disse ele.

Um estudo recente descobriu que cerca de 100 bancos dos EUA, que foram resgatados pelo governo federal, mais uma vez confrontados com a possibilidade de falência.

Um total de 98 bancos instáveis que foram resgatados pelas autoridades em Washington, que recebeu mais de 4,2 bilhões de dólares do Departamento do Tesouro sob o Troubled Assets Relief Program (TARP para curtas em Inglês) estão agora afundando no fracasso, revela uma análise recente de dados federal pelo The Wall Street Journal.

Segundo o estudo, o Tarp foi criado inicialmente no meio da crise financeira dos EUA para ajudar apenas os bancos saudáveis.

QUEM SÃO OS DONOS DOS BANCOS AMERICANOS E EUROPEUS? SÃO OS MESMOS ABUTRES QUE PROVOCARAM A CRISE DE 1929, GOSTARAM E ESTÃO REPETINDO A DOSE.

ENQUANTO ISSO ACONTECE NOS "US" E "EUROPA", EM ISRAEL VAI TUDO BEM, OBRIGADO! CADA ISRAELENSE QUE SE DISPUSER A SE MUDAR PARA TERRAS PALESTINAS, RECEBE 500.000 DÓLARES A FUNDO PERDIDO, NÃO PRECISA PAGAR NADA!